25 thoughts on “traseiras”

  1. Gostava mais na outra encarnação, quando era “Traseiras”. Liguei-o à “sesta”, a essa composição de luz e sombras, o seu enleante movimento sugerido. Parti para um jogo de associações campestres e estivais que as barras codificadas impedem agora de alcançar.

  2. ok, ganharam. regressa ao título original. e as tuas associações estão certíssimas, ou próximas da origem, valupi.

    o epíteto era óbvio, claro, na relação com a imagem. a significação, privada. mas, de facto, não deixa de a ter, ou de o ser, mao.

    obrigada, joão.

    anonymous, sim.

  3. Susana, não sei se é um poço de vaidade; presunção ou estupidez, ou tudo junto, quem sabe.
    O que é que isto tem de belo?!
    Onde está o bom gosto?!
    Valupi, se não soubesse quem é, duvidava dos meus olhos e da minha capacidad de leitura, quando, ultimamente leio comentários seus.
    Que decadência…

  4. anonymous, explique lá como a imagem lá em cima o leva a essas conclusões. é uma análise psicanalítica?

  5. Susana, você é mesmo limitada! Chega a doer…
    A imagem só fez desplotar tudo o resto que tenho vindo a observar. Desde o texto “Justiça corrente” só tem escrito baboseiras e o pior de tudo é que acredita, ou parece que acredita nelas e nos curtos/longos elogios que lhe tecem. E responde a todos: um por um.
    Esta é a primeira e última vez que lhe faço qualquer comentário. Não me relacione com ninguem, pois não há relação possível. Imponha-se como mulher culta que é. Não se deixe levar pelos ventos da vaidade.

  6. Valupi, por acaso sentámo-nos no mesmo banco de escola para que me trate por “tu”. Ou isso é uma tentativa de desvalorização?
    Bateu fundo, meu caro. Já não faz ricochete.
    Passe bem

  7. anonymous, os seus comentários são disparatados. não pela apreciação que faz, é livre de a fazer. gosto de escrever as minhas frivolidades num espaço como este por contraste, ironia. brincar com estereótipos. quanto às imagens, é “defeito profissional”: se me aparece um novo medium, exploro as possibilidades. diverte-me, é recreativo, é leve. não estou aqui para me exibir.
    não sei de onde lhe vem essa ideia de que sou uma mulher culta; das baboseiras que escrevo? nem percebo que ligação é essa entre as baboseiras e a vaidade. se houvesse vaidade esforçar-me-ia mais, não lhe parece? curioso o seu comentário, porque condena a suposta vaidade exortando a uma “boa exibição”…
    porque não haveria de responder a todos os comentários? trata-se de boa educação. também respondi ao seu. finalmente: porque haveria de confundi-la com alguém…? aqui há gato.

  8. Anonymous, ainda bem que esclareceste não teres conspurcado nenhum dos meus bancos de escola. Não queria ficar com essa tenebrosa suspeita.

    Tu é que estás bem passado/a.

  9. anonymous, tem toda a razão. é uma perda de tempo vir aqui e não dizer coisa alguma. ao contrário de si, explico o porquê do meu reparo:
    fala no bom gosto. que bom gosto? o seu? eu sei lá se o seu gosto não é parolo ou desinformado. quais são as suas preferências? atire-nos com um curriculum impressionante para credenciar a sua opinião, ou com palavras que articulem uma crítica propriamente dita. chega aqui e diz apenas «ai, eu não gosto, por isso não presta…» – e depois eu é que sou vaidosa.
    diz que sou limitada; porquê, o que havia a compreender no que disse?
    depois ridiculariza-se mais um pouco naquela parte de eu «acreditar nos elogios que me dirigem». pois claro, estão todos a mentir, a ver se distribuo uns rebuçados com balão. admita, para sua tranquilidade, que podem apenas ter mau gosto.
    a não ser que venha cá dizer alguma coisa de jeito não voltarei a responder-lhe, está-se-me a acabar a santidade. dialogo com burros, mas só daqueles que também querem compreender.

  10. Parabens, Susana e Valupi, vocês estão perfeitos!
    Completam-se e defendem-se um ao outro com um equilibrio impressionante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.