17 thoughts on “escorrega”

  1. Um escorreganço destes, dá para partir uma perna, ou mais. Está espectacular! Ponham em movimento lento com o botão do scroller

  2. rodrigo, é mais um pluf, ou outro som assim suavizado.

    naf naf, obrigada. movimento lento é a ideia.

    cadeira do poder, se foi bem visto, ainda bem.

    z, yin kuo, bem visto. ou sublimação? enfim, conducente à serenidade. sobre o «apricot d’argent» necessito esclarecimento.

  3. susana,
    o facto de a seta ser vermelha e ter o escorrega é alguma indirecta futebolística? De qualquer forma, está espectacular.

    P.S. eu ter-lhe-ia chamado “Papel de parede exterior para arranha-céus”, mas a arte é sempre ambígua.

  4. tu esperta! eu raposo vadio à caça do i do cartésio…

    sempre fiquei intrigado com dióicas, mas a ginkgo é fóssil viva portanto tá bem

  5. jorge, tem graça que tal ocorreu-me: pensei «parece um papel de parede sem padrão».

    z, caçaste o i?

    noveetal, tu espera lá. olha que 2007 ainda vai a meio.

    cumescafandro, não consigo estabelecer relação entre aquilo e o tabaco.

    cláudia, se assim é, ainda bem.

  6. ana, não é que discorde. é que não concorde. :) pois varia. seja como for, muito obrigada (nem imaginas o gozo que me deu, essa a melhor parte).

  7. minha linda, claro que te ofereço o alperce de prata, mas só virtualmente porque se bem te lembras aquilo tem um pivete discutível…

    Tens aqui: « Deixai que o vosso pensamento vagueie para lá deste mundo para ver um outro mundo,…, um mundo completamente novo a que darei existência perante a vossa mente em espaços imaginários […]. Estamos a tomar a liberdade de imaginar esta matéria conforme nos aprouver[…]»

    Depois ele ficou muito preocupado quando soube do Galileu. E também tinha birras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.