Palas

Há quem ache que ter um aeroporto perto de casa é uma coisa fantástica. Essas são as pessoas que terão provavelmente dificuldades em compreender os protestos dos habitantes de zonas vizinhas de aeroportos de muitas cidades europeias (muitas vezes sem razão, porque foram viver para lá já depois de construídos) e que já têm obrigado, entre outras coisas, a que os aviões dispersem as rotas de aterragem e descolagem, para que o incómodo seja igualitariamente repartido (às vezes desprezando os ventos), ou reduzam sistematicamente os motores mal atingem determinada altitude. Estas pessoas também terão dificuldade em compreender a razão por que se constroem aeroportos preferencialmente fora do perímetro das grandes cidades (mas nunca numa pérola periférica).

Depois há as pessoas que acham que é positivo ter o concelho que dirigem invadido por um aeroporto em cujas imediações nunca viverão. É o caso do atual presidente da Câmara de Sintra, que hoje escreve um artigo no Público em que aponta os constrangimentos ambientais das alternativas Montijo ou Alverca como fortes impeditivos ao estabelecimento do chamado aeroporto «+1» nessas localidades, ao contrário de Sintra, pasme-se. O problema dos dois outros locais serão as aves. Tem razão: apesar de descolarem de lá aviões há anos, as colisões com aves são sempre um perigo. Já as colisões com a serra de Sintra são muito menos perigosas. E as perdas de receitas correspondentes à perda do convidativo sossego também não constituem perigo algum, sobretudo para um presidente que pensa candidatar-se ao município de Lisboa.

Da base da Easy Jet, Ryan Air ou Vueling até à destruição dos paraísos de Cascais e Sintra será um instantinho.

3 thoughts on “Palas”

  1. Moro perto do ex.aeroporto de pedras rubras,posteriormente mudado o nome para francisco sá carneiro,pelos relevantes serviços deste cavalheiro, que se não me engano foi PM durante um ano.espero que o presidente que ganhe as eleiçoes para a camara de matosinhos e porto reponha a verdade historica igualmente na ex praça Velasques (porto) que tambem passou a chamar-se sá carneiro.quanto ao presidente ca camara de sintra que na vitoria do primeiro mandato chorou de tristeza pela vitoria,agora chore outra vez mas pela tristeza da derrota,porque lisboa merece mais anedotas a geri-la.

  2. …” porque lisboa merece mais anedotas a geri-la ” …

    E lá vem os ódios regionais…

    E depois não querem pertencer ao anedotário nacional !

  3. O problema desta papoila saltitante deve ser realmente com aves. Aves caseiras. Galinhas opiniosas e assim…
    Muito faz este carcamano pela vidinha, mas parece haver muito “desamor” porque nem os lampiões morrem de amores pelo pascácio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.