O desmentido do Presidente da República. Já chega de desvario

Depois do caso da cunha para tratamento de duas gémeas brasileiras em Portugal, que em 14 dias passaram a ser portuguesas, segundo as notícias, e de tudo o resto que entretanto aconteceu relacionado com a demissão de António Costa, Marcelo Rebelo de Sousa vem agora desmentir, em nota publicada hoje, que tenha convidado Mário Centeno para liderar o executivo depois da demissão de António Costa (apesar de nunca ninguém ter dito tal coisa), e também que tenha tido conhecimento e dado o seu aval a essa sugestão do primeiro-ministro.

Sabemos como Marcelo R S vê tudo, ouve tudo e reage a tudo o que se diz e acontece (e muito na hora), mesmo que não lhe diga respeito. Pois bem. Então porque esperou dois dias para publicar este desmentido? Porque não logo no sábado?

Depois de a comissão de ética do Banco de Portugal ter decidido avaliar a conduta do seu governador e reunir-se esta segunda-feira para averiguar da incompatibilidade da assunção do cargo temporário de primeiro-ministro pelo governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, com a sua função actual é que Marcelo Rebelo de Sousa se lembra de vir desmentir o que António Costa disse, claramente articulado, dois dias antes? Que contactou Mário Centeno para o substituir com o conhecimento do Presidente da República? É estranho e nunca visto da parte do Presidente.

 

Se é certo que Marcelo acabou por decidir dissolver a Assembleia e convocar eleições, não me parece que haja contradição com o facto de ter ouvido a proposta de Costa e de não ter manifestado oposição, permitindo que avançasse com o contacto (tanto mais que o Conselho de Estado se dividiu claramente sobre esta matéria). Terá ficado assustado com a hipótese de o seu nome ficar associado a um acto “pouco ético” ou mesmo “ilegal”, segundo alguns dos seus amigos? Pode ser, mas, com tudo o que sabemos, isso faz-me rir.

 

Por outro lado, cabe na cabeça de alguém que António Costa tenha afirmado alto e bom som que deu conhecimento ao Presidente da República da sua iniciativa e que isso seja mentira?

Perante outros, este caso não é de grande gravidade, mas o que interessa a Marcelo é que não pode ser provado. Este final de presidência é simplesmente deplorável.

22 thoughts on “O desmentido do Presidente da República. Já chega de desvario”

  1. Mas não houve uma votação no Conselho de Estado?
    Foi para que assunto, essa votação?
    Uma coisa é a pergunta sobre a disponibilidade. Outra coisa são as condições exigidas para ser possível uma decisão. Outra coisa é a aceitação. Outra coisa é a assinatura do contrato-promessa (para ver se o verbal coincide com o escrito). Outra coisa é a escritura.
    Não são estas as fases por que tem de passar?

  2. se calhar o pai das gemas brasileiras meteu uma cunha ao trouxa d’ovos para o lugar do morto, isto no campo das hipóteses e atendendo ao histórico recente.
    técnica polígrafo do ferrolho, propagandear mentiras que não resultaram e verdades sem qualquer interesse para a agenda da casa.

  3. Espero que António Costa, depois de todas as borradas que fez, saiba, agora, resistir a esta nova investida da direita, pondo a nu toda a manhosice de Marcelo. Portugal só tem a ganhar com o enfrentamento, pela verdade, sem rodriguinhos. Que mais situações nebulosas é necessário que aconteçam, para que se assuma uma separação de águas que ajude a clarificar as propostas políticas diversas que a sociedade portuguesa comporta?! Espero ainda que AC não se preste ao papel de demitir Galamba sob qualquer pressão, salvo se houver questões de legalidade óbvias na sua manutenção no Governo!

  4. Obviamente que todos percebem o que se passou.
    Não era preciso explicar nada.
    O Marcelo finge, para fazer campanha eleitoral a favor do seu Partido, agora que está a ser criticado pelo PSD pela decisão de manter A.Costa.
    O Marcelo está aflito e acossado, por isso é que faz isto.
    Toda a gente sabe que o Centeno não foi escolhido, e o Marcelo escolheu o A.Costa.
    Este Comunicado do Marcelo é a tentar fugir à sua culpa, perante os do PSD.

  5. este estrugidinho dá-me nos nervos. são tantos a quererem mal que até me fazem subir o açúcar. nojentos. uma coisa é certa: se eu já admirava Costa, agora admiro muito mais. Costa não caiu e se tudo correr bem, porque eu quero, Portugal não afundará.

  6. Então não prendem os gajos?

    “Arguidos da Operação Influencer saem todos em liberdade
    Vítor Escária e Lacerda Machado estão indiciados por prevaricação e tráfico de influência. O segundo é ainda suspeito, com Afonso Salema e Rui Oliveira Neves, de corromper o autarca de Sines.” – Público online

    É ou não golpe de Estado perpetrado nas ventas de toda a gente, com o apoio efusivo da merda, merda, merda, merda, dos partidos de esquerda portugueses?

    ESTOU A REFERIR-ME AO PCP E AO BE. O PCP perdeu definitivamente o respeito que ainda tinha por ele. O PCP quer o caos para alimentar a utopia de uma revolução socialista marxista em Portugal a qualquer momento sem que haja o mínimo de condições objetivas e subjetivas para isso. Foi esse o erro crasso de Lenin, e por isso a Rússia está hoje entregue a um pulha da pior espécie.

  7. O DESVARIO, diz Penélope.
    Que seja.
    Mas o mundo não está todo em Guerra?
    Porque teríamos de escapar a essa regressão humana, aqui?
    Se querem guerra, vamos para a guerra.
    Até é boa, para limpar o pó às articulações.
    Haja sangue, mostre-se o ódio que habita na nossa alma, mate-se com o ferro em brasa, que nos abrasa ideologicamente, e nos conduz à nossa Fé.
    Os tambores da guerra já rufam.
    Já ondulam as bandeiras dos exércitos de esquerda/direita, alto/baixo, isto/aquilo, ela/ele, culpados/inocentes, vencedores/vencidos, verdade/mentira…
    Assim, neste uníssono, à divindade barbárie.
    Somos feitas disso. Está-nos nas entranhas.
    Que ninguém escape.
    São 4 meses de purga.
    Uma bela mortandade. Com cadáveres por todo o lado do mundo.
    Quantos?
    Depois raiará uma nova Primavera.
    Um 28 de maio ou um 25 de abril, que interessa?
    Um dia, no Impronuncialismo, um outro Ser há-de vir.
    Sabemos lá quando.
    Como pronunciá-lo, se ainda cá não chegou?

  8. começo a acreditar que o costa foi ultrapassado e o marcelo chantageado pelo ventrulhas num golpe de estado encenado pela ala chunga do ministério pública e patrocinado pela cnn para eleger um governo de extrema direita.

  9. Macron pede cessar-fogo em Gaza! Diz que é muito dificil explicar que estão a lutar contra o terrorismo matando inocentes.
    Será que vai ficar como mancha no mandato ou será que vai ficar como expoente?

  10. Antonio Costa é o novo Jesus Cristo. Sacrificou-se para lavar os pecados deste Ministério Público que, tal como o Império Romano, começou aqui a sua inevitável decadência e queda.
    Já só faltam mais 400 anos!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *