A podridão e a baixeza do governo denunciadas por quem lá esteve

O governante que se demitiu ontem alegou ter havido manipulação da proposta entregue em 2005 pelos representantes do Citibank (ele incluído) ao gabinete do então primeiro-ministro. O original da dita proposta* não coincidiria, segundo ele, com o revelado há dias pela SIC e pela Visão. O fulano disse mesmo que o documento terá sido perfidamente “falseado” de modo a incluir o seu nome, que não constaria do original.

Podemos assim inferir que o fulano, apesar de já ter reconhecido (depois de ter negado) ter estado em três reuniões com o dito gabinete para apresentar a dita proposta, tê-lo-á feito anonimamente, quiçá sob um nome falso. É grave.

Ontem à noite, porém, a SIC desvendou a origem do documento que o fulano que se demitiu sustentou ter sido “manipulado” e “falseado”: nada mais nada menos do que “a residência oficial do primeiro-ministro”, ou seja, o gabinete de Passos Coelho.

Ficámos assim a saber que a podridão política e a baixeza intolerável de que o fulano se queixava eram, afinal, acusações dirigidas ao governo de Passos Coelho.

______

* O título do documento apresentado em 2005 pelo Citibank ao governo era: “Uma proposta de gestão do passivo para a República Portuguesa”.

Post-scriptum: O governo, com alegada intenção de “afastar dúvidas”, veio hoje aumentá-las, afirmando que não forneceu à SIC o documento que esta revelou. O governo não quis dizer se o dito documento está ou não está, e em que forma, no arquivo do governo. Se está, porque é que o primeiro-ministro não esclareceu cabalmente se o documento revelado pela SIC é ou não “falseado”? Se não está, porque é que não o disse?

5 thoughts on “A podridão e a baixeza do governo denunciadas por quem lá esteve”

  1. mais uma vez trata-se de um problema semântico, a sic e a visão dizem que o documento publicado foi entregue pelo citi na residência oficial do anterior primeiro ministro e o gabinete do actual primeiro ministro vem esclarecer que não entregou nada à sic, assim supõe-se que s. bento foi assaltado e só deram pelo assalto depois do ladrão ter exibido o documento manipulado, que afinal era roubado, o que justifica mais uma investigação criminal para as calendas. resumindo: mostras tomates, respondem-te pepinos e ameaçam com cebola. todos têm razão nesta salada e quanto mais confusão melhor, entretêm-se com isto e não chateiam com os cortes.

    http://www.publico.pt/politica/noticia/gabinete-do-primeiroministro-esclarece-nao-ter-fornecido-documentos-a-sic-e-visao-1602555

  2. a câmara do marcotóino foi forrada a suópes e o aguiar diz que só se fala nisso para atacar as candidaturas autárquicas do psd.
    http://portocanal.sapo.pt/noticia/5294/

    entretanto, o actual governo já divulgou mais documentação sobre os suópes que o teixeira dos santos rejeitou, reclamando que o mérito deve ser creditado ao franquelim do bpn. há dois dias parece que a documentação era secreta e a sua divulgação configurava ilícito criminal, agora a forja escancarou as portas e distribui exemplares, com dedicatória e autógrafo dos intervenientes no processo, aos transeuntes.
    http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=27&did=117712

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.