Vinte Linhas 575

A memória de um jogo quase 44 anos depois

Por um daqueles acasos da televisão dei com um canal de desporto mas não o actual – o chamado desporto clássico. Tratava-se da transmissão (a preto e branco) do único jogo da final da Taça dos Campeões Europeus a que eu, na verdade, assisti; foi o Milan – Celtic de 25 de Maio de 1967 no Estádio Nacional.

Tinha eu 16 anos acabados de fazer em Fevereiro e já não me lembro qual o dia da semana mas recordo bem que fui de eléctrico para o Jamor – ainda havia o 15 com atrelado que fazia raquete perto da ribeira. Fiquei por acaso atrás da baliza onde surgiram todos os três golos do jogo: o dos italianos de grande penalidade na primeira parte e os dois do Celtic por Tommy Gemmell e Steve Chalmers na segunda parte. Era (e é) a baliza do lado de Oeiras. Lembro-me de simpatizar com os escoceses por causa do verde e porque tinham ganho o direito de disputar a final ganhando e jogando bem perante três grandes equipas europeias – Zurich, Nantes e Dukla de Praga.

Na altura não fixei que o árbitro era alemão mas lembro-me bem de que antes do golo do empate uma bola pareceu dentro da baliza dos italianos e antes do segundo golo do Celtic o guarda-redes do Milan puxou disfarçadamente um pé a um avançado dos verdes de Glasgow. Mas tudo se compôs pois o endiabrado Jimmy Johnstone, um «cabeça de cenoura» irrequieto, deu água pela barba aos experientes jogadores italianos em cuja defesa brilhava Fachetti. No ataque brilhou mas pouco o conhecido Mazolla, autor do único golo do Milan obtido de penalty. Perto de mim um escocês não parou de cantar durante todo o jogo. Parece que já tinha a certeza de ser um dos «Lisbon lions».

2 thoughts on “Vinte Linhas 575”

  1. O BCP e o BES é que meteram os Lisbon Lions no bolso enquanto os patetas estavam distraídos a chamar nomes ao Pinto da Costa.

  2. Espero que saibas uma coisa – Lisbon lions é o nome dos jogadores do Celtic que foram campeões europeus em Lisboa no ano de 1967 e não outra coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.