Fado do girassol

Havia um girassol na nossa rua
Que cedo começou a dar nas vistas
À noite recebia a luz da lua
De dia era o encanto dos turistas

Que passavam a caminho do castelo
Guiados por mapas dos seus países
A pé ou num eléctrico amarelo
Olhando o girassol eram felizes

Mas de noite chegou uma brigada
Com fardas da Câmara Municipal
A coberto do escuro da madrugada
Vieram junto do bem, fazer o mal

Cortaram o girassol pela raiz
Destruíram um motivo de alegria
Muito mal vai a capital de um país
Quando o crime vem da autarquia

4 thoughts on “Fado do girassol”

  1. Os turistas que aparecem aqui por Benfica, também devem andar à procura do castelo “guiados por mapas dos seus países”.

  2. Meu caro, VEXª. vive ao lado das «Tretas»? Um poeta, já lhe disse, não tem um coração agressivo!! É doce, sensível, único. Como as cordas de uma harpa ou de um violino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.