Balada para Luciana

Luciana num balcão

Debruçada no sorriso

Empresta calor da mão

Quando café é preciso

No combate à tristeza

Derramada pela rua

No centro duma mesa

Seu sorriso continua

Não havia o adoçante

Adoça com seu olhar

Simpatia no instante

Faz do balcão o altar

Onde a nova liturgia

Como se numa oração

Celebrando a alegria

Do encontro no balcão

À esquerda é o Chiado

E o Castelo é à direita

O sol bate no telhado

A tarde ficou perfeita

Quando olha para o Rio

Não repara na distância

No nevoeiro mais frio

Recorda a sua infância

Em baixo as duas linhas

Além é a Sé de Lisboa

Não há mesas sozinhas

Quando o café se povoa

De gente que não repara

Na pressa, no seu bulício

Luciana então já separa

As tarefas do seu ofício

Tomou o sabor profundo

Do café que nos vendia

Trazendo do seu Mundo

Um grão de pura alegria

11 thoughts on “Balada para Luciana”

  1. Ai que conversa tão parva… Não tem nada a ver. Trata-se de uma miúda que nunca mais vi num café onde ia… Safa! Essa de que falas é abaixo de qualquer classificação. Aquilo é tudo plástico, que horror…

  2. O que me consta é que a “piquena” deixou de frequentar o café porque tu lá ias. Oh Zé!. Falando mais sério: sinceramente gostei!

  3. Não sejas tão badalhoca, JCF. Um horror? Aquela plasticidade carnal faz sonhar mais de um teenager. Procura bem a miúda. Pode ser que tenha caído dentro da xícara do café.

  4. Não é dramático: foi-se embora porque estava à procura de melhor trabalho. Não tentes colocar dramatismo numa coisa normal. E não me chames badalhoca, está fora do contexto. Desliga o complicador, nada de coisas horrorosas…

  5. É um lindo registo de uma memória de uma vez em que tomou agradavelmente um café. Gosto destes registos, e num bom poema ou numa boa prosa, ainda gosto mais!

  6. Talvez tenha sido o desaparecimento da pequena, a causa deste belo poema.
    O mais triste foi ela não saber ser sua musa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.