Perante o vazio de soluções, voltaram à “verdade” e acrescentaram mais populismo cara-de-pau

“E nós vamos fazer de outra maneira, falando verdade, trazendo para cima da mesa as contas verdadeiras e dizendo aos portugueses que chegou à altura de o Estado fazer os sacrifícios que andou a impor aos cidadãos e de apostar na economia, mas na economia que cria emprego, não na economia que cria rendas aos amigos do Estado (…) Temos a cara lavada e os bolsos lavados. E é porque estamos e somos livres que traremos essa liberdade a Portugal”, disse.

Pedro Passos Coelho

7 thoughts on “Perante o vazio de soluções, voltaram à “verdade” e acrescentaram mais populismo cara-de-pau”

  1. É isso mesmo. Ele acusa nos outros o que ele pretende efectivamente fazer. O rapaz de Massamá quer mesmo pagar as rendas aos amigos.
    Vamos a eles: publicidade das televisoes publicas para o avô Balsa que é um neo liberal que so sabe competir sozinho no mercado; decidir a favor dos Pingos Doces os novos projectos de comercio de proximidade e outros negocios que correspondam ao papel activo do grande merceeiro a favor de Cavaco e do PPD; decidir uma outra OPA sobre a PT a favor do Belmiro; meter umas cunhas ao Sindicalista do MP para q este possa silenciar os processos BPN e BPP e outros casos como o de Vale Coelha e aquele onde está metido o Relvas!
    Enfim, vem aí a privatizaçao da Segurança Social, do Serviço Nacional de Saúde, da Escola Pública…tudo o que a proposta de revisao constitucional referia, essa era a verdadeira agenda do PPD.
    Mais ainda, a eliminaçao do processo com justa causa para o despedimento passando a valer, conforme a agenda ultraliberal do Passismo, os contractos de empresas, contractos de trinta e um de boca, para facilitar ainda mais os despedimentos.
    Agora fingem-se macios, mas foram eles que andaram meses a suspirar pelo FMI. Agora querem fazer passar a ideia de que sao contra e so vão assinar por razões patrioticas. Hipócritas.
    Cambada de aldrabões e mentirosos. O Catroga ou está senil ou é menos competente e sério do que eu julgava. Os putos dão-lhe cabo do juízo ou será o Cavaco? Acho que anda por ali, desespero a mais!

  2. Continuem a desmascará-los , Valupi, Farense e todos os que tenham memória do passado recente destas “virgens ofendidas”.

  3. As ligações incómodas de Passos.

    As empresas de resíduos do grupo Fomentinvest, onde Pedro Passos Coelho desempenha responsabilidades de gestão directa, têm como sócios figuras envolvidas em escândalos financeiros:os construtores Irmãos Cavaco, acusados de burla qualificada no caso BPN e Horácio Luís de Carvalho, que está a ser julgado por corrupção e branqueamento de capitais no processo do aterro da Cova da Beira. Horácio Luís de Carvalho possui 20% da Tejo Ambiente, que detém duas empresas de resíduos presididas por Pedro Passos Coelho. Está a ser julgado por ter depositado 59 mil euros numa conta offshore de António Morais, o célebre professor de José Sócrates na Universidade Independente.
    Segundo a acusação, António Morais terá favorecido Horácio de Carvalho através da sua consultora que prestava assessoria no concurso para o aterro da Cova da Beira na segunda metade dos anos 90.
    O candidato à liderança do PSD não quis prestar declarações sobre a empresa onde trabalha.
    Mas Ângelo Correia, presidente do grupo Fomentinvest, explicou à SÁBADO que Horácio de Carvalho se faz representar no conselho de administração pelo seu sócio Jorge Raposo de Magalhães. “Não temos qualquer relação com ele, nem está nos órgãos sociais”.
    Os construtores de Santa Maria da Feira, António e Manuel Cavaco, são parceiros da Fomentinvestna SDEL (uma empresa de mini-hídricas) e foram sócios na Ecoambinete (segunda maior empresa do País na recolha de lixo) até Dezembro de 2009.
    Antigos accionistas da SLN – grupo que controlava o BPN – foram acusados pelo Ministério Público por participarem num esquema para iludir o Banco de Portugal através da compra fictícia da SLN Imobiliária, através de uma empresa offshore, com dinheiro do próprio BPN. A SÁBADO revela os negócios e as relações com o Estado das empresas do grupo Fomentinvest, onde Pedro Passos é o administrador com o pelouro financeiro. A Ecoambiente, por exemplo, tem muitas autarquias como clientes. Em Sintra, onde Ângelo Correia é presidente da Assembleia Municipal, o grupo Fomentinvest tem vários projectos em andamento e a Ecoambiente possui um contrato com uma empresas municipal no valor de 2,5 milhões de euros por ano. Mas o estatuto dos eleitos locais proíbe os autarcas de fazerem contratos na câmara que representam.
    Ora bem para quem acusa os outros, para quem quer ser o paradigma da “HONESTIDADE” e da “VERDADE”, para quem mentiu e continua a mentir não estará, PPC, mal lavado e o seu PSD sujo de podre?

    Coincidência ou não esta malta anda no mesmo negócio do Manuel Godinho: Sucata e Resíduos. Provavelmente têm interesses contrários aos dele, e muito provavelmente ele faz-lhes/fazia concorrência? Será por isso que o Godinho está na prisa?

    Só mais este pormenor de GRANDE importância. Um dos personagens desta triste telenovela, é o célebre professor de Sócrates, o tal que levantou as confusões sobre o diploma. Coincidência ? … nada disso, todos os Freeports, todas as escutas e pasme-se, até no diploma os autores estão conectados ao PSD ou ao CDS. Portanto cada um que tira as suas conclusões. Não tomem é os PORTUGUESES por parvos. Isto tudo está provado e em tribunal, não são soundbites que alguém ouviu falar numa mesa de um qualquer café.

  4. Passos Coelho queixa-se da falta de informação prestada pelo Governo sobre o processo de negociação com a troika – o próprio Bloco de Esquerda, há uma semana e na pessoa de João Semedo dizia que neste aspecto (ao menos isso!) o Governo se tem portado com toda a lisura e disponibilidade para prestar informações aos partidos. Mas apesar dessa falta de informação bem como da dos “verdadeiros números das finanças do Estado”, Passos Coelho afirmou já, seguro, que com ele não haverá lugar nem a cortes de ordenado nem a despedimentos. Bom, isto é incongruente e isso mesmo lhe apontou (figura que não me desperta qualquer simpatia) Camilo Lourenço http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=481931

  5. Num período de tempos incertos e conturbados, dos imensos e tumultuosos céus desceu um intenso raio de luz que inundou a São Caetano de Lucidez e Verdade. Os fieis já podem ajoelhar e agradecer as bençãos com que serão brindados a partir de Junho. Todos devemos estar preparados para os tempos de lisura e fartura que se seguirão. Mas também muita miséria e compaixão.
    No caso de alguma mão demoniaca perturbar o curso natural dos acontecimentos está já superiormente decidido que serão expeditos os processos de beatificação dos eventuais mártires políticos da Lapa. Processos de canonização até ao final do ano. Amem.
    Assinado, mais saciedade.

  6. Uma pergunta apenas: quando é que estas misérias saiem dos limites apertados dos Blogs e saltam, ao menos, ao menos, para um jornal? Quando é que vem para as bancas o tão esperado jornal do Emidio Rangel?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.