2 thoughts on ““O fim da farsa””

  1. Muito bem!

    Estamos na situação de termos um governo que falhou dois programas: o primeiro foi o embuste eleitoral do primeiro-ministro eleito, que logo em 2011 deitou para o caixote do lixo; o segundo foi o programa do estadista que não foi eleito, coisíssima nenhuma, e que falhou em 2012, deixando na sua esteira um buraco orçamental de 4 mil milhões de euros.

    Enquanto isso, este caos nacional permanece sem solução à vista porque o presidente não zela pelo regular funcionamento das instituições democráticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.