8 thoughts on “Marcelo a caminho da Presidência”

  1. Como político MRS sempre foi um fiasco. Perdeu as eleições para a CML e foi um flop como presidente do PPD. Ser eficiente na manipulação mediática não é o mesmo que conquistar votos. Os portugueses nunca elegeram nem elegerão um mero fala-barato, estou convencido.

  2. Coisa tão reles e deprimente, a converseta deste maduro.

    “O que resta das tias de Cascais” é uma hipérbole realmente elegante e muito “blasée”…

    Esta linguagem gaiteira, bafienta e decadente é todo um “pugrama” sociológico e “cultural” dos “redons” de uma certa ideia de “élite” política nacional, “bem-pensante”, católica e conservadora, que caracteriza este pobre País que não soube crescer e que passou de uma adolescência tímida e reprimida para uma senilidade patética e confrangedora.

    Marcelo Rebelo de Sousa, atravessando impante, sem nada aprender, várias épocas marcantes da nossa História recente, desde a agonia pestilenta do Estado “Novo” marcelista até ao desabar inglório e pífio da ilusão europeia, sempre colocado no centro dos naftalínicos bastidores da baixa política e dos pequeninos golpes palacianos, é a incarnação viva de tudo o que há de mais estéril na idiossincrasia portuguesa da viragem do Séc. XX para o Séc. XXI.

    E se não fosse tudo o que está aí para vir, nem me admirava que ele conseguisse ainda ser eleito para Belém, este verdadeiro “Conselheiro Acácio”, não da Literatura, mas dos bordéis mediáticos que emolduram a incultura e a deseducação nacionais. Seria, aliás, o epitáfio mais justo para a nossa falhada democracia…

  3. O MRS deve ser visto como uma “popstar” e não como detentor um qualquer tipo de pensamento politico, ou outro.

    Nunca ouvi, vindo do MRS, um pensamento acerca do que quer que seja que passa para além do lugar comum e do “cliché”. É deste calibre de “pensadores” que vai sendo feito o nosso burgo.

    Desde que ouvi a criatura discorrer no seu programa exame acerca de uma campanha da benetton, deixei de dar importância ao que diz.

    Popstart por popstar, prefiro a condessa (espero não baralhar o titulo da sra.) de Alba ;-)

  4. O prof. Marcelo está cada vez mais, o Martelo da Contra-Informação, com a
    desvantajem de já ter um émulo na TVI24 o grande, pequeno ou vice-versa
    estadista conhecido por Ganda Nóia!
    Há muito que, o prof. Marcelo perdeu a credibilidade e, aquele tipo de programa
    acaba por ser cansativo por não haver o mínimo contraditório, nem se percebe
    como é que um profissional como o J. Magalhães se presta ao papel de “embrulho”!
    Em termos práticos na política o homem nunca conseguiu algo…até o S.Lopes
    foi P.Ministro…ele fica bem como presidente da A.Municipal de Celorico de Basto!!!

  5. Mas só sabem dizer mal??? Eu votava nele e assumo-o sem preconceito e sem necessidade de maldizer. (Tenho vontade de maldizer de mta coisa ou não fosse eu tuga. Mas vou ser como os tugas com P maiúsculo e fico-me por aqui.)

  6. Este homem já perdeu o sentido da dignidade; a mentir é mestre; a distorcer é exímio; a discorrer é absurdo; a inventar é delirante. Como professor de direito constitucional, não há que ter dúvidas: está sempre do lado do seu Partido e dos interesses dos seus sequazes. Enfim, para mim, este homem personifica o verdadeiro “desonesto intelectual”

  7. Cara Isabel Moreira,
    para desgraças já chega a termos de aturar os de agora, só faltava este estar na calha, mas se calhar tem razão, pois parece que os atuais são do tipo eucalipto, secaram tudo à sua volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.