22 thoughts on “Faltam 2 horas: 13ª Marcha do Orgulho LGBT”

  1. São os primeiros a discriminarem-se. O que é isso de marcha de orgulho? Cada um é como cada qual. Não há por acaso uma marcha de orgulho de «enchi a barriga a um mendigo»? Nem um relógio para contar as horas?

  2. vitamina C,
    tens toda a razão, então deveríamos fazer uma marcha de orgulho por não sermos LGBT e onde nos levaria isso? Uma amiga minha, lésbica, diz que não faz questão de entrar em manifes que marquem a diferença, que isso já está feito pelos conservadores, tem todo o empenho em marcar sua igualdade, e isso passa por não festivalar à volta dessa normalidade.

  3. Ó edie, minha, qual marcha qual carago, pá. Cada um é como cada qual, ponto final, mas é preciso afirmação pública porquê? A normalidade é o dia a dia, o assumir da sua condição sexual, política, religiosa, o que quiser. quem gosta come, quem não gosta não come! Agora fazer marchas por isso? Sobretudo num país onde a união de facto e o casamento já se encontram redefinidos.
    Agora se me disseres, vamos fazer uma marcha para ajudar a encher a barriga a quem não tem comida, pá, isso faz sentido, mas quanto a isso, não vejo parlamentares a adiantarem o seu vencimento, nem presidentes nem o caraças desses gajos que afundaram esta país, para alimentarem um único neste país. vejo-os sim na cátedra da teoria, minha, debitando o que já todos sabem, de tanto ouvirem. Fogo, até os burros já sabem a lengalenga. Quero lá saber de marchas gays, vivam lá a vida deles em paz, na legalidade, minha, e o resto é conversa.
    Tem nada que ver coms er conservador ou não! Tem que ver com a natureza humana, e ou se aceita ou não. Não é a marcha que obriga a aceitar.

  4. não participaria na marcha se estivesse aí, faço votos que a orientação sexual das pessoas seja considerada no futuro privada e irrelevante, até porque pode ser mutável à escala da vida. Tomei posição pública favorável ao casamento homo.

    Já outra coisa é homenagear este homem, não escrevo com maiúscula porque não precisa.

  5. Manifesto desde já o meu respeito e admiração pelos homossexuais, homens e mulheres, que assumem publicamente a sua homossexualidade, se acaso as circunstâncias a isso os levam, porque para enfrentar preconceitos é preciso coragem. Para os que não a assumem, reservo apenas respeito.
    Dito isto, penso que, se aparecer por aí um grupo de parvos a organizar uma “Marcha do Orgulho Hetero”, o que provavelmente acontecerá é chamarem-lhe isso mesmo: grupo de parvos. As diferenças entre esse hipotético grupo e o que organiza a marcha a que a Isabel Moreira se refere gostaria eu de saber quais são, se alguém conseguir explicá-las, mas os meus pobres dois neurónios não vêem nenhuma.
    Se, porém, aparecer um grupo de cretinos, idiotas e sacanas a negar aos LGBT o direito de organizar seja lá que marcha for, é assim mesmo que os classificarei: grupo de cretinos, idiotas e sacanas. E acrescentarei que se metam na puta da sua vida e deixem os outros viver a deles.
    Não faltam, por exemplo, casos de homossexuais do sexo masculino muito mais homens que muitos cretinóides hetero que por aí andam armados em machos. Basta comparar um Ary dos Santos ou um Oscar Wilde com um Cavácuo de Boliqueime, que de homem tem apenas a garantia formal registada no BI.
    Para defender o direito pleno à sexualidade dos meus amigos homossexuais e lésbicas estou disposto ao que for preciso, porrada se necessário, mas não vejo nenhum ou nenhuma dos que conheço a pedir-me para participar em parvoeiras folclóricas e contraproducentes. E digo contraproducentes porque o efeito que conseguem é ridicularizar e anatemizar homens e mulheres de corpo inteiro e de pleno direito que se distinguem da maioria apenas porque preferem como parceiros sexuais pessoas do mesmo sexo. Que porra tem seja lá quem for a ver com isso?!

  6. porra! cheguei tarde ao arraial. gostei bué do desfile do escalrracho que começa por respeitar e admirar, de seguida chama-lhes parvos e solidariza-se com o folclore marchante e invectiva quem não gosta. depois arma confusão de género com duas certidões de óbito e um bilhete de identidade e dá o peito às balas pela paneleiragem amiga. cumovente, sobretudo a teofilização que se segue.

  7. Acho estas manifestações completamente parvas. Se somos todos iguais, somos mesmo iguais, não é preciso andar a fazer folclore com uma coisa que não deve interessar a ninguém. A orientação sexual de cada um a cada um pertence, se não é para esconder também não é para exibir. Por cá, toda a moda estúpida pega.

  8. perguntas ao calhas:
    – recuando no tempo e vendo as caminhadas de negros pelos EUA, grupo minoritários com menos direitos do que os brancos, para que serviam as mesmas? Por quê os apelos ao orgulho em ser-se negro? Não deveriam os brancos de então dizer “Ó pá nós respeitamos os negros mas não fazemos marchas de brancos!”
    – recuando no tempo, por exemplo em Portugal, quando as feministas desfilaram exigindo o fim de discriminações absurdas, por que não dizer-lhes, os homens, que as respeitavam mas que não faziam desfiles masculinos?

    palavra de honra..

    há comentários que provam a oportunidade de todos os desfiles LGBT

  9. Cara Isabel,
    por muito que me esforce, talvez por não ser gay, não consigo ver a discriminação homosexual ser comparável à dos negros nos EUA (e em muitos outros lugares, como por exemplo nas ex-colónias) ou até nas das feministas portuguesas, que não eram feitas anualmente, e não se rodeavam do folclore que as marchas do orgulho LGBT (que raio de orgulho, será que também deverei ter orgulho em ser homem, em ser hetero, em ter pés medianos, em ser gordo, em ser careca, em gostar da Edit Piaf, em ser ex-fumador, em gostar de cerveja, etc. e tal?).
    Vamos lá embora a desfilar, digam-me por favor quem é que organiza essas marchas de orgulho que eu também irei.

  10. para ti é um nicho de mercado, para mim é folclore. fez sentido quando lutavam por direitos, agora que têm direitos manifestam-se para quê? querem mais direitos que os outros ou é para desacreditar a causa? não tenho dado conta de manifs de orgulho negro ou arraiais femininistas, boa tentativa, mas não cola.

  11. para além de que a isabel acabou de fazer um juízo altamente discriminatório contra os homossexuais (demos aqui exemplos que conhecemos) que não se revêem e são contra aquilo que designam de coisas qude não digo aqui o nome, que ainda me chamam homofóbica. Portanto, gay de 1ª faz marcha; gay de 2ª limita-se a “marchar” todos os dias, mas sem arraial. Tá bem, é um critério possível, mas também este não cola.

  12. Respondendo à Isabel Moreira:

    — As “caminhadas de negros pelos EUA, grupo minoritário com menos direitos do que os brancos”, serviam exactamente para aquilo que diziam: ter direitos iguais aos dos brancos. Como toda a gente sabe, não tinham mesmo. E como também toda a gente sabe, fazia todo o sentido manifestar orgulho em ser-se negro quando muitos brancos, para justificar e perpetuar a discriminação, passavam atestados de menoridade aos negros, declarando-os inferiores em inúmeros aspectos, nomeadamente intelectuais. A luta não era apenas contra os preconceitos, mas sim contra os preconceitos plasmados em leis e regras sociais com força de lei. No caso em apreço, gostaria que respondesse a duas perguntas que não são “ao calhas”: quais os direitos gozados pelos heterossexuais e negados aos homossexuais que são reivindicados na marcha do orgulho gay? Quais os preconceitos contra os homossexuais (que sempre existiram e existem) que têm força de lei na República Portuguesa?

    — Quando “as feministas desfilaram exigindo o fim de discriminações absurdas”, fizeram-no precisamente porque as discriminações absurdas existiam e fizeram-no muito bem. Digo-lhe, aliás, que algumas dessas discriminações, apesar de já não existirem na lei, ainda produzem hoje em dia efeitos práticos em demasiados casos para o meu gosto, ao contrário do que acontece com os homossexuais. Não é “ao calhas” que ainda hoje as mulheres reivindicam salário igual para trabalho igual. Como por certo sabe, é problema que ainda está longe de resolvido.

    Eu explico melhor o meu ponto de vista: o Benfica (vale também para o Sporting e o FC Porto) tem milhares de sócios e ainda mais milhares de adeptos e simpatizantes. Todos eles manifestam, de variadas formas e feitios, o seu amor ao clube, o seu benfiquismo, a sua paixão clubística, o que quiserem chamar-lhe. E depois há (julgo que há ainda) as chamadas claques: os No Name Boys, os Diabos Vermelhos e não sei se mais. Como a Isabel sabe, as maneiras como estes expressam o seu benfiquismo é completamente diferente da da maioria dos benfiquistas. Ora aqui vão mais duas perguntas não “ao calhas”: acaso alguém tem o direito de anatemizar o benfiquista comum porque não manifesta o seu benfiquismo com o espalhafato arruaceiro inúmeras vezes usado pelos membros das claques? Acaso pode ser negado ao benfiquista comum o direito de criticar o extremismo, a agressividade, o hooliganismo e os excessos que considera serem cometidos pelas claques, que acabam, muitas vezes, por prejudicar e anatemizar o clube?

    Não devo andar longe da verdade se considerar que os efeitos nefastos das marchas do orgulho gay nos preconceitos que ainda existem em relação aos homossexuais (diferente de negação de direitos legais) são semelhantes aos provocados pelo folclore extremista das claques futebolísticas na imagem dos clubes do seu coração.

    Comparar as manifestações dos negros americanos e das feministas portuguesas com a marcha do orgulho gay é, como se diz no Alentejo, a mesma coisa que comparar a feira de Borba com o olho do cu. Peço-lhe que não leve a mal o vernáculo.

  13. A recent study shows that negative attitudes toward lesbian and gay people are more prevelant than racism.

    The research, carried out by the British Psychological Society’s Division of Occupational Psychology, found that the 60 volunteers surveyed were more likely to show negative attitudes to gays and lesbians than towards any other area of diversity, such as race, gender, age or disability.

    Lead researcher Dr Pete Jones said: “Prejudiced attitudes are incredibly difficult to measure, as in today’s society admitting to racism, sexism or ageism has severe consequences.

    “So to discover people’s real attitudes we measured our participants’ ‘implicit’ attitudes – associations in our minds that we’re not aware that we have – using a set of computer-based tests.”

    Results from the tests classified seven per cent of the participants as being strongly anti-gay and three percent as being anti-lesbian.

    A further 35 per cent displayed some anti-gay predilection and 41 per cent some anti-lesbian prejudice.

    These negative implicit attitudes were stronger than those for age, gender, religion, disability or even ethnic origin, where 28 per cent of the sample showed some prejudice towards Asian people, 25 per cent against black people and 18 per cent against south-east Asian people.

    Dr Jones added: “Without detracting from the seriousness of the prejudice that still exists against people because of their ethnic origin, the results of our study suggest that being gay or lesbian could be ‘the new black’ when it comes to being a victim of prejudice.”

    Continue reading at NowPublic.com: Victims of Prejudice: Gay Is The New Black | NowPublic News Coverage http://www.nowpublic.com/world/victims-prejudice-gay-new-black#ixzz1yq6iCAaV

    http://www.nowpublic.com/world/victims-prejudice-gay-new-black

  14. Em Portugal, desde 2010, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido, embora não seja autorizada a adoção por parte de homossexuais casados.

    [editar] Direitos dos homossexuais por país ou território[editar] ÁfricaVer artigo principal: Homossexualidade na África
    [editar] Norte da ÁfricaDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Argélia Ilegal (Penalidade: Multa – até 2 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Egito Não especificamente proibido, mas as leis da moral pública são usadas contra as pessoas LGBT de acordo com AmnestyUSA, de prisão até 3 anos Sem dados
    Líbia Ilegal (Penalidade: Multa – até 5 anos de prisão). Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Morrocos (incl. Saara Ocidental) Ilegal (Penalidade: 6 meses a 3 anos) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Sudão Ilegal (Penalidade: 5 anos a pena de morte.) Unknown Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Tunísia Ilegal (Penalidade: Multa – 3 anos) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados

    [editar] África OcidentalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Benin Legal[15] Sem dados Sem dados Sem dados
    Burkina Faso Não são expressamente proibidas, mas outras leis aplicáveis.[16] Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Cabo Verde Legal desde 2004
    + Ass. decl. ONU Sem dados Sem dados Sem dados
    Costa do Marfim Legal Sem dados Sem dados Sem dados
    Gâmbia Ilegal (Penalidade: até 14 anos[17]) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Gana Entre homens é ilegal
    Entre mulheres é desconhecido Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Guiné Ilegal (Penalidade: 6 meses a 3 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Guiné-Bissau Legal
    + Ass. decl. ONU. Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Libéria Ilegal (Penalidade: Multa) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Mali Não é espressamente proibido, mas leis morais públicos tem sido usadas contra pessoas LGBT Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Mauritânia Ilegal (Penalidade: Pena de morte) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Níger Não é espressamente proibido, mas leis morais públicos tem sido usadas contra pessoas LGBT Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Nigéria Entre homens é ilegal
    Entre mulheres é ilegal em áreas sob a Charia
    (Penalidade em áreas Charia: até a morte para homens e até 50 chicotadas e seis meses para mulheres. Penalidade para homens em áreas que não estão sob a Charia: até 14 anos de prisão)
    Legal para mulhres em áreas que não estão sob a Charia. Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Senegal Ilegal (Penalidade: 1 mês a 5 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Serra Leoa Entre homens é ilegal
    Entre mulheres precisa de verificação Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Togo Ilegal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados

    [editar] África CentralDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Angola Não são expressamente proibidos, embora outras leis podem ser aplicadas[18] (Penalidade: Campos de trabalho habitual para infratores.[19]) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Camarões Ilegal (Penalidade: Multa até 5 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    República Centro-Africana Legal
    + Ass. decl. ONU Sem dados Sem dados Sem dados
    Chade Legal desde 1967 Sem dados Sem dados Sem dados
    República Democrática do Congo (formerly Zaire) Legal Proibição constitucional desde 2005. Sem dados Sem dados Sem dados
    Guiné Equatorial Legal [20] Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Gabão Legal
    + Ass. decl. ONU Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    República do Congo Legal Sem dados Sem dados Sem dados
    São Tomé e Príncipe legal desde 2011 + Ass. decl. ONU Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados

    [editar] África OrientalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Burundi Ilegal desde 2009
    (Penalidade: 3 meses a 2 anos de prisão e multa de 50,000 a 100,000 francos Burundianos [21]) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Comores Atos “contra a natureza” são ilegais Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Djibouti Illegal (Penalidade: 10-12 anos) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Eritrea Ilegal (Penalidade: 3-10 anos) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Etiópia Ilegal (Penalidade: até 5 anos[22]) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Quênia Entre homens é ilegal (Penalidade: até 14 anos)
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Madagascar Legal Sem dados Sem dados Sem dados
    Malawi Ilegal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Maurícia Ilegal (Penalidade: 5 anos) + Ass. decl. ONU (debate nacional sobre a revogação da lei) Sem dados Sem dados Sem dados Pune algumas discriminações anti-gays[23] Sem dados
    Moçambique [24][25] Sem dados Sem dados Pune algumas discriminações anti-gays[26] Sem dados
    Réunion (Departamento ultramarino da França) Legal desde 1791
    + Ass. decl. ONU Pacte civil de solidarité
    desde 1999 Solteiros homossexuais podem adotar Pune algumas discriminações anti-gays Sem dados
    Ruanda Legal [27][28] Sem dados Sem dados Sem dados
    Seychelles Entre homens é ilegal
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Somália Ilegal (Penalidade: Morte) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Uganda Todos os atos homossexuais são ilegais (Penalidade: multa até sentença de morte) Proibição constitucional desde 2005
    Tanzânia Entre homens é ilegal (Penalidade: Prisão perpétua) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Zâmbia Entre homens é ilegal (Penalidade: multa até 15 anos)
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Zimbabwe Entre homens é ilegal (Penalidade: até 10 anos[29])
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados

    [editar] África AustralDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Botswana Ilegal (Penalidade: Multa – anos) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Lesoto Ilegal [30] Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Namíbia Ilegal (não executada)[31] Sem dados Sem dados Sem dados Cláusula anti-discriminação gay ineficaz após a aprovação da nova Lei do Trabalho Sem dados
    África do Sul Legal desde 1994 Legal desde 1996 Legal desde 2006 Legal desde 2002 Proíbe todas as discriminações anti-gays Sem dados
    Suazilândia Entre homens é ilegal (Penalidade: Multa de US$90 – prisão.)
    Entre mulheres é legal[32] Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados

    [editar] Américas[editar] América do NorteVer artigo principal: Homossexualidade na América do Norte
    Direitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Bermuda (Território ultramarino do Reino Unido) Legal desde 1994 Sem dados (devido à política de conscrição)
    Canadá Legal desde 1969
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2005 [33][34] Desde 1992[35] Bane todas as discriminações anti-gay Mudança de sexo legalmente reconhecida; proteções anti-discriminação explícita apenas em NWT, implícito pelo resto do país[36]
    México Legal desde 1871
    + Ass. decl. ONU / Legal na Cidade do México e Coahuila desde 2007. / Legal na Cidade do México (efetivo em 4 de Março de 2010).[37] / Adoção legal por casais homossexuais na Cidade do México desde 2010.[37] Em todo o país, homossexuais solteiros podem adotar.[38] desde 2003.[39] / Transgêneros podem mudar seu sexo jurídico e o nome na Cidade do México desde 2008.[40]
    Saint-Pierre e Miquelon (território ultramarino da França) Legal desde 1791
    + Ass. decl. ONU Pacte civil de solidarité desde 1999 Solteiros homossexuais podem adotar Pune algumas discriminações anti-gays
    Estados Unidos Legal em todo o país desde 2003
    + Ass. decl. ONU / Varia por estado / Varia por estado / Solteiros homossexuais podem adotar, para casais varia por estado / Sem proteções federais. Banido em 20 estados. Incluídos na lei federal de crimes de ódio desde 2009. Veja Matthew Shepard Act / Sem proteções legal nacionalmente, as leis variam por estado.

    [editar] América CentralVer artigo principal: Homossexualidade na América Central
    Direitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Belize Entrre homens: Ilegal desde 2003 (Penalidade: sentença de 10 anos de prisão)
    Entre mulheres: Legal
    Costa Rica Legal desde 1971 Sem dados (Acontece em alguns casos) Não é aplicável. Não há forças militares na Costa Rica, no entanto, podem servir na polícia Proíbe algumas discriminações anti-gays.
    El Salvador Legal Sem dados Sim Proíbe algumas discriminações anti-gays.
    Guatemala Legal Sem dados Sem dados Anti-discriminação na Lei da Infância e da Juventude desde 1997.
    Honduras Legal Proibição constitucional Proibição constitucional
    Nicarágua Legal desde 2008
    + Ass. decl. ONU – – Proíbe algumas discriminações anti-gays.[41]
    Panamá Legal desde 2008 Sem dados

    [editar] Ilhas do CaribeVer artigo principal: Homossexualidade no Caribe
    Direitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Anguilla (Território ultrmarino do Reino Unido) Legal desde 2000 Sem dados Sem dados Sem dados
    Antigua e Barbuda Ilegal (Penalidade: sentença de 15 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Aruba (País autônomo no Reino dos Países Baixos) Legal Apenas uniões homossexuais feitas nos Países Baixos são reconhecidas. Apenas casamentos homossexuais feitos nos Países Baixos são reconhecidos. Sem dados Sem dados Sem dados
    Bahamas Legal desde 1991 (Idade de consentimento discrepância) Sem dados
    Barbados Ilegal (Penalidade: prisão perpétua) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Ilhas Virgens Britânicas Legal desde 2000 Sem dados Proíbe algumas discriminações anti-gays.
    Ilhas Cayman Legal desde 2000 Sem dados Sem dados
    Cuba Legal desde 1979
    + Ass. decl. ONU Sem dados Sem dados
    Dominica Ilegal (Penalidade: sentença de 10 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    República Dominicana
    Grenada Entre homens é ilegal (Penalidade: sentença de 10 anos de prisão)
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Guadalupe (Departamento ultramarino da França) Legal desde 1791
    + Ass. decl. ONU Pacte civil de solidarité
    desde 1999 Solteiros homossexuais podem adotar Proíbe algumas discriminações anti-gays.
    Haiti Legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Jamaica Ilegal (Penalidade: 10 anos de trabalho pesado)
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Martinica (Departamento ultramarino da França) Legal desde 1791
    + Ass. decl. ONU Pacte civil de solidarité
    desde 1999 Solteiros homossexuais podem adotar Proíbe algumas discriminações anti-gays.
    Montserrat Legal desde 2000 Sem dados Sem dados
    Antilhas Holandesas Legal Apenas uniões homossexuais feitas nos Países Baixos são reconhecidas. Apenas casamentos homossexuais feitos nos Países Baixos são reconhecidos. Sem dados Sem dados
    Porto Rico (Estados autônomo dos Estados Unidos) A lei de sodomia foi removida do código penal em 2005, anulada pela Suprema Corte dos Estados Unidos (Lawrence vs. Texas, em 2003). Proposta de “Defesa do Casamento” invalidando o reconhecimento legal de qualquer tipo de união de mesmo sexo (Projeto 99) no sendado de Porto Rico em 2009. O casamento do mesmo sexo não é permitido, Porto Rico é coberto pelo US Defense of Marriage Act. De momento não existem leis contra a adoção por uma única pessoa gay Porto Rico pela lei federal estadunidense de crimes de ódio. #1725 em consideração em Porto Rico, atualmente não tem disposições que protegem as pessoas transsexuais.
    São Cristóvão e Nevis Entre homens é ilegal (Penalidade: 10 anos)
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Santa Lúcia Entre homens é ilegal (Penalidade: multa e/ou sentença de 10 anos de prisão)
    Entre mulheres é legal Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    São Vicente e Granadinas Ilegal (Penalidade: multa e/ou sentença de 10 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Trinidad e Tobago Ilegal (Penalidade: sentença de 25 anos de prisão) Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Turks e Caicos Legal desde 2000 Sem dados Sem dados
    Ilhas Virgens Americanas (Área insular dos Estados Unidos) Legal Sem dados Sem dados – –

    [editar] América do SulVer artigo principal: Homossexualidade na América do Sul
    Direitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Argentina Legal desde
    + Ass. decl. ONU Legal Legal desde 2010 (primeiro país da América Latina em legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo) Legal desde 2010 Desde 2009.[42] Não/ Sim (Sem proteção legal no país todo, mas as cidades de Buenos Aires e Rosário têm leis de proteção desde 1996.) Sim[43]
    Bolívia Legal desde
    + Ass. decl. ONU Constitucionalmente proibido em 2007 Sem dados Proíbe algumas discriminações anti-gays. Proíbe qualquer discriminação com base na identidade de gênero[44]
    Brasil Legal desde 1830
    + Ass. decl. ONU União Estável desde 2011.[45] Não/Sim A jurisprudência do STJ reconheceu que casais gays podem se candidatar ao casamento.(PEC do Casamento entre pessoas do mesmo sexo proposta)[46][47] /Não, mas com a decisão do STF haverá facilidade na adoção de crianças por casais homossexuais. (veja: ADPF 132 e ADI 4277)[48] Sim[49] Sim/ Não (Proteção legal em alguns estados. Criminalização da homofobia em esfera federal está sendo discutido no Senado Federal) Sim/ Não (Apesar da falta de legislação específica, as jurisprudências recentes têm sido a favor da mudança de identidade de gênero.)[50][51]
    Chile Legal desde 1998 (Discrepância na idade de consentimento)
    + Ass. decl. ONU Não (Mas proposto) Não Não Sem dados Sim (Proíbe discriminações anti-gays) Sim (Permitida troca de gênero em caso de cirurgia de troca de sexo.)
    Colômbia Legal desde 1981
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2007 Não Não, mas solteiros homossexuais podem adotar. Sim, desde 1999. Desde 2009 o sistema de segurança social especial militar pode ser usado por casais do mesmo sexo no exército Sim Sim[52] Desde 1993. O nome do gênero pode ser alterado facilmente no RG nacional, para alterar o campo do sexo uma cirurgia é necessária.
    Equador Legal desde 1997
    + Ass. decl. ONU Sim[53] Uniões civis são reconhecidas desde 2009. Não (Proibido constitucionalmente) Não Sem dados Sim, proíbe algumas discriminações anti-gays. Sem dados
    Ilhas Falkland (território ultramarino do Reino Unido, reivindicado pela Argentina) Legal Legal desde 2005 Não Sim Sim Sim, proíbe algumas discriminações anti-gays Sem dados
    Guiana Francesa (território ultramarino da França.) Legal desde 1791
    + Ass. decl. ONU Pacte civil de solidarité desde 1999 Não Não, mas solteiros homossexuais podem adotar Sim Sim, proíbe algumas discriminações anti-gays Sem dados
    Guiana Entre homens é ilegal (Penalidade: prisão perpétua)
    Entre mulheres é legal. Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados Não. Adicionado a constituição em 2004, mas retirada posteriormente pelo governo. Sem dados
    Paraguai Legal desde 1880 (Discrepância na idade de consentimento)
    + Ass. decl. ONU Não (Proibido constitucionalmente desde 1992)[54] Não (Proibido constitucionalmente desde 1992)[55] Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Peru Legal desde 1837 Não Não Sem dados Sim (desde 2009) [56] Sim (Proíbe algumas discriminações anti-gays) Sem dados
    Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul Legal Sim (Legal desde 2005) Não Sim Sim Sim (Proíbe algumas discriminações anti-gays) Sem dados
    Suriname Legal desde 1869 (Discrepância na idade de consentimento) Não Não Sem dados Sem dados Sem dados Sem dados
    Uruguai Legal desde 1934
    + Ass. decl. ONU Uniões civis desde 2008.[57] Não (Mas proposto.)[58] Sim (Desde 2009).[59] Sim (Desde 2009).[60] Sim (Proteção legal desde 2004.)[61] Sim (Proteção legal desde 2004.)[61]

    Transgêneros podem mudar os documentos desde 2009.[62]

    Venezuela Legal
    + Ass. decl. ONU Não (União civil aprovada em primeira leitura, torna-se lei se passar na segunda) Não Não Não Proibição revogada da constituição de 1999 no último minuto; em consideração (aprovada em primeira leitura) Não (Em consideração aprovada em primeira leitura)

    [editar] ÁsiaVer artigo principal: Homossexualidade na Ásia
    [editar] Ásia CentralDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Antidiscriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Cazaquistão Legal desde 1998 Sem dados Sem dados Sem dados
    Quirguistão/Quirguízia Legal desde 1998 Sem dados
    Tajiquistão/Tadjiquistão Legal desde 1998 Sem dados
    Turcomenistão Homossexualidade masculina ilegal(Penalidade:Até dois anos de prisão)
    Homossexualidade feminina legal Sem dados
    Uzbequistão Homossexualidade masculina ilegal (sexo anal apenas) (Penalidade: a partir de 3 anos de prisão d)

    Homossexualidade feminina legal
    Sem dados

    [editar] Sudoeste AsiáticoDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Bahrein Ilegal
    Iraque Legal desde 2003
    Israel Legal de fato, desde 1963. Legal de jure desde 1988 + Ass. decl. ONU Coabitação não registrada desde 1994 Uniões feitas no exterior são reconhecidas desde 2005. (Por conta da decisão da Suprema Corte Israelense) [63][64] Bane algumas discriminações
    Jordânia Legal desde 1951
    Sem dados Sem dados
    Kuwait Ilegal (Penalidade: Dez anos de prisão)
    Líbano Ilegal (Penalidade: 1 ano ou mais de prisão). (mas há uma crescente campanha à favor de legalizar a homossexualidade.)[65]

    Omã Ilegal (Penalidade: 3 anos ou mais de prisão)
    Palestina (Faixa de Gaza) Homossexualidade masculina ilegal (Penalidade: 10 anos de prisão)
    Homossexualidade feminina legal Sem dados Sem dados
    Palestina (Cisjordânia) Legal desde 1951[15] Sem dados Sem dados
    Qatar Ilegal (Penalidade: 5 anos ou mais de prisão)
    Arábia Saudita Ilegal (Penalidade: pena de morte)
    Síria Ilegal de jure, legal de fato.
    Emirados Árabes Unidos Ilegal (Penalidade: pena de morte ou deportação)
    Iêmen Ilegal(Penalidade: pena de morte)

    [editar] Ásia MeridionalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Afghanistan Illegal
    Bangladesh Illegal
    Butão Illegal (Penalty: prison sentence up to 1 year; no cases of penalty actually enforced)
    Índia Legal since 2009 [66] Transgender people allowed to tick O (Other) in passport and voter identification forms
    Irã Illegal (Penalty: Death)
    Maldivas Illegal
    Nepal Legal since 2007[67] + UN decl. sign. Ordered by Supreme Court; government expected to include gender-neutral marriage laws in the drafting of the upcoming constitution. [19] Under consideration Supreme Court ruled discrimination laws apply to homosexuals “Third gender” cards have been issued since September 2007, legally protected class[68]
    Paquistão Ilegal (Penalidade: 2 years to life sentence)
    Sri Lanka Sodomy may be illegal – British-enacted law, never implemented

    [editar] Ásia OrientalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    China Legal desde 1997 Não Não ? ?; os militares não se especializam nos atos homossexuais Não Não
    Japão Legal
    + UN decl. sign. Não Não ? Sim[69] Não/ Sim (Não há nenhuma proteção federal, mas algumas cidades proíbem todas as discriminações anti-gay[70] Sim (É permitida a mudança de gênero)
    Mongólia Legal desde 2002 ? Não ? ? ? ?
    Coreia do Norte Não é considerado de acordo com os ideais do ditador. Campos de prisioneiros para os dissidentes. Não Não Não Não Não Não (Fortemente obedecido os papéis de gênero para ambos os sexos masculino e feminino.)
    Coreia do Sul Legal Não Não Não Não Não ?
    Taiwan Legal Não Não Mas leis pendentes permite a união civil para pessoas do mesmo sexo casamento. ? Sim (Devido ao alistamento militar) Proíbe “algumas” discriminações anti-gay (no trabalho e na educação) ?

    [editar] Sudeste AsiáticoDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Brunei Ilegal (Penalidade: Multa a 10 anos de prisão)
    Camboja Legal Tecnicamente proibida, embora tenha havido pelo menos um caso registado de casamento entre pessoas do mesmo sexo reconhecido desconhecido desconhecido desconhecido
    Timor-Leste Timor Leste Legal
    + Ass. decl. ONU desconhecido desconhecido desconhecido desconhecido
    Indonésia Legal[71] menos em Muslims e Província de Aceh[72] desconhecido desconhecido desconhecido
    Laos Legal desconhecido desconhecido desconhecido
    Malásia Illegal (Penalidade: multas, pena de prisão (2-20 anos), ou chicotadas)
    Myanmar Illegal (Penalidade: de 10 anos a prisão perpétua)
    Filipinas Legal.[73][74] [74] [74] [75] Since 2009 lei pendente Unknown
    Singapura Homossexualidade masculina: ilegal (de jure, legal de fato, lei de sodomia não aplicada desde 1999)
    homossexualidade feminina: legal
    desconhecido
    Tailândia Legal desde 1956 desconhecido desde 2005 desconhecido desconhecido
    Vietnã Legal (nunca houve uma lei que penalizava a homossexualidade) desconhecido desconhecido desconhecido

    [editar] EuropaVer artigo principal: Homossexualidade na Europa
    Atualmente existem seis países que proíbem qualquer tipo de discriminação heterossexista: Bélgica, Países Baixos, Espanha, Portugal, Noruega e Suécia. A União Europeia não só exige a revogação de qualquer tipo de legislação anti-homosexualidade, como o Tratado de Amsterdã também exige legislação anti-dicriminação, a ser promulgada pelos seus Estados membros.[76]
    [editar] Europa setentrionalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Åland
    (Região autônoma da Finlândia)
    Legal desde 1971 Legal desde 2002 (Finlândia responsável pela defesa) Bane algumas discriminações anti-gay
    Dinamarca Legal desde 1933
    + Ass. decl. ONU Legal desde 1989 (Entra em vigor dia 15/06/2012) [77] Bane todas as discriminações anti-gay
    Estônia Legal desde 1992
    + Ass. decl. ONU (Proposto) Bane algumas discriminações anti-gay
    Ilhas Faroé (Região Autônoma da Dinamarca) Legal desde 1933 (Proposto) (Dinamarca responsável pela defesa) Bane algumas discriminações anti-gay
    Finlândia Legal desde 1971
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2002 (Proposto)[78] [79] Bane algumas discriminações anti-gay
    Groenlândia (Região Autônoma da Dinamarca) Legal desde 1933
    Legal desde 1996 (Dinamarca responsável pela defesa) Bane algumas discriminações anti-gay
    Islândia Legal desde 1940
    + Ass. decl. ONU Legal since 1996 [80] Desmilitarizada Bane todas as discriminações anti-gay Mudanças de sexo são legais e os documentos podem ser alteradas para o sexo reconhecido.
    Irlanda Legal desde 1993
    + Ass. decl. ONU Desde 2011 Mas reconhece uniões feitas no exterior.[81] Apenas homossexuais solteiros podem adotar Bane todas as discriminações anti-gay
    Ilha de Man Legal desde 1994 Desde 2011[82] (Proposto) Bane algumas discriminações anti-gay Ato de Reconhecimento de Gênero 2009
    Letônia Legal desde 1992
    + Ass. decl. ONU Banido constitucionalmente em 2006 Apenas homossexuais solteiros podem adotar Bane algumas discriminações anti-gay
    Lituânia Legal desde 1993
    + Ass. decl. ONU Banido constitucionalmente em 1992 Apenas casais casados podem adotar Bane todas as discriminações anti-gay
    Noruega Legal desde 1972
    + Ass. decl. ONU Legal desde 1993 Legal desde 2009 Bane todas as discriminações anti-gay Mudança de sexo é legal e a troca de documentos apenas depois da cirurgia de adequação sexual
    Suécia Legal desde 1944
    + Ass. decl. ONU Legal desde 1995 Legal desde 2009 Bane todas as discriminações anti-gay, inclusive o discurso de ódio. Mudança de sexo legal
    Reino Unido Legal desde 1967 na Inglaterra e País de Gales, desde 1980 na Escócia e desde 1982 na Irlanda do Norte
    + Ass. decl. ONU União Civil desde 2005 (Prosposto) [83] Bane todas as discriminação anti-gay [84]

    [editar] Europa ocidentalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Bélgica Legal desde 1843
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2000 Legal desde 2003 Bane todas as discriminações anti-gay
    França Legal desde 1791
    + Ass. decl. ONU Pacte civil de solidarité
    desde 1999 Apenas homossexuais solteiros podem adotar Bane todas as discriminações anti-gay
    Guernsey legal desde 1983 (discrepância na idade de consentimento) Reino Unido responsável pela defesa
    Jersey legal desde 1990 Lei de União Civil pendente Reino Unido responsável pela defesa Bane algumas discriminações anti-gay
    Luxemburgo Legal desde 1795
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2004 (proposto) Apenas homossexuais solteiros podem adotar (adoção plena foi proposta) Bane algumas discriminações anti-gay
    Mônaco Legal desde 1793 França responsável pela defesa
    Países Baixos Legal desde 1811
    + Ass. decl. ONU Legal desde 1998 Legal desde 2001. Primeiro país do mundo a legalizar casamentos deste tipo Bane todas as discriminações anti-gay

    [editar] Europa centralDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Áustria Legal desde 1971
    + Ass. decl. ONU União Civil desde 2010 Bane algumas discriminações anti-gay
    Croácia Legal desde 1977
    + Ass. decl. ONU Coabitação não registrada desde 2003 Bane todas as discriminações anti-gay Ato de eliminação da discriminação
    República Tcheca Legal since 1962
    + Ass. decl. ONU União Civil desde 2006 Apenas homossexuais solteiros podem adotar Bane algumas discriminações anti-gay
    Alemanha Legal desde 1968 na Alemanha Oriental e 1969 na Alemanha Ocidental
    + Ass. decl. ONU União Civil desde 2001 / Apenas adoção de enteados (Adoção plena foi proposta) [85] Bane algumas discriminações anti-gay
    Hungria Legal desde 1962
    + Ass. decl. ONU União Civil desde 2009 Bane algumas discriminações anti-gay
    Liechtenstein Legal desde 1989
    + UN decl. sign. União Civil aprovada em 2011[86] desmilitarizada (proposto)
    Polônia Legal até o século 18, criminalizado no século 19 e descriminalizado em 1932
    + Ass. decl. ONU (Proposto) a constituição define o casamento apenas entre um homem e uma mulher Apenas homossexuais solteiros podem adotar Bane algumas discriminações anti-gay
    Eslováquia Legal desde 1962
    + Ass. decl. ONU Bane algumas discriminações anti-gay
    Eslovênia Legal desde 1977
    + Ass. decl. ONU União Civil desde 2006 (proposto) (proposto) Bane algumas discriminações anti-gay Cirurgia de adequação sexual e possibilidade de troca de documentos[87]
    Suíça Geneva, Vaud, Valais e Ticino: legal desde 1798. Nacionalmente desde 1942
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2007 Homossexuais solteiros podem adotar. Companheiro deve fornecer tutelas educacionais e financeiros para a criança de seu parceiro. Bane algumas discriminações anti-gay

    [editar] Leste europeuDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Albânia Legal desde 1995
    + UN decl. sign. Não (mas proposto) [88] Não Sim Proibe todas as discriminações contra os LGBT. [89] Os transgêneros são uma classe protegida por lei.[90]
    Armênia Legal desde 2002
    + UN decl. sign. Não Não Não Sem dados Não Sem dados
    Azerbaijão Legal desde 2000 Não Não Não Não (Banimento do serviço militar) Não Sem dados
    Bielorrússia Legal desde 1994 Não Não Não Não (Banimento do serviço militar) Não Sem dados
    Bósnia e Herzegovina Legal desde 1998
    + UN decl. sign. Não Não Não Sim Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Bulgária Legal desde 1968
    + UN decl. sign. Não Não (Proibido constitucionalmente) Não (Pessoa homossexual solteira pode adotar) Sim Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Geórgia Legal desde 2000
    + UN decl. sign. Não Não Não Sem dados Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Macedônia Legal desde 1996
    + UN decl. sign. Não Não Não Sim Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Móldova Legal desde 1995 Não Não (Proibido constitucionalmente) Não Sim Não Sem dados
    Montenegro Legal desde 1977
    + UN decl. sign. Não Não (Proibido constitucionalmente) Não Sim Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Romênia Legal desde 1996
    + UN decl. sign. Não Não Não Sim Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Rússia Legal desde 1993. (De 1917 a 1930 também foi legal, depois sendo proibido). Não Não Não Sim Não Sem dados
    Sérvia Legal desde 1994
    + UN decl. sign. Não Não (Proibido constitucionalmente) Não Política Don’t ask, don’t tell (similar ao dos EUA) Sim (Algumas proibições das discriminações anti-gay) Sem dados
    Turquia Legal desde 1858 Não Não No particular legal ban. Sim (Eles estão isentos do serviço militar e marcados como doentes mentais) Não (Adicionado à constituição em 2004, mas retirado depois pelo governo) Sim
    Ucrânia Legal desde 1992 Não Não (Proibido constitucionalmente) Não Sim Não Sem dados

    [editar] Europa meridionalDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Andorra Legal since 1790
    + Ass. decl. ONU Legal since 2005 (mas proposto) Legal desde 2005 desmilitarizada Bane algumas discriminações
    Chipre Legal desde 1998
    + Ass. decl. ONU Bane algumas discriminações
    Gibraltar (território ultramarino do R.U.) Legal desde 1993 (discrepância na idade de consentimento) Bane algumas discriminações
    Grécia Legal desde 1951 (discrepância na idade de consentimento)
    + Ass. decl. ONU Banidos do serviço militar Bane algumas discriminações
    Itália Legal desde 1890
    + Ass. decl. ONU Apenas casais casados podem adotar Bane algumas discriminações
    Malta Legal desde 1973
    + Ass. decl. ONU Bane algumas discriminações Mudança de sexo legal
    Portugal Legal desde 1983
    + Ass. decl. ONU Legal desde 2001 Promulgado em 17 Maio 2010. Apenas homossexuais solteiros podem adoptar. Desde 1999 Proíbe todos os tipos de discriminação anti-gay, de acordo com a Constituição Mudança de sexo legal
    São Marino Legal desde 2001
    + Ass. decl. ONU Unknown
    Espanha Legal desde 1979
    + Ass. decl. ONU Legal since 1998 Legal since 2005 Bane todas as discriminações anti-gay La Ley de Identidad de Género, desde de 2007.

    [editar] Territórios disputadosDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Kosovo (only partially recognised, claimed by Serbia) Legal desde 1994 Bane todas as discriminações anti-gay
    Chipe do Norte Homossexualidade feminina legal
    Homossexualidade masculina ilegal

    [editar] OceaniaVer artigo principal: Homossexualidade na Oceania
    [editar] AustralásiaDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Australia (incl. Ilha Christmas, Ilhas Cocos (Keeling), Ilha Norfolk) Legal nationwide since 1994.
    + UN decl. sign.
    Unregistered cohabitation in all states.

    Registered partnerships in ACT, Tasmania and Victoria.
    / Joint adoption in ACT and Western Australia.

    Stepchild adoption in Tasmania.
    Legal since 1992. Bans most anti-gay discrimination Covered by all state and territory laws only.
    New Zealand Legal since 1986.
    + UN decl. sign.
    Legal since 2004. Single gay persons may adopt. Bans all anti-gay discrimination Covered under the “sex discrimination” provision of the Human Rights Act 1993 since 2006.

    [editar] MelanésiaDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Timor-Leste East Timor (terminology “Oceania” varies on border defintions) Legal
    + UN decl. sign Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown
    Fiji Male illegal
    Female legal Unknown Unknown Unknown 1997 constitution that banned all anti-gay discrimination has been suspended Unknown
    New Caledonia (overseas collectivity of France) Legal Civil union No Unknown Yes since? Unknown
    Papua New Guinea Illegal Unknown Unknown Unknown Unknown
    Solomon Islands Illegal Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown
    Vanuatu Legal Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown

    [editar] MicronésiaDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    Guam (unincorporated territory of the United States) Legal since 1979 Currently debated Unknown Bans all anti-gay discrimination
    Estados Federados da Micronésia Federated States of Micronesia Yes, according to most reports Unknown Defense responsibility of the US, which has “Don’t Ask, Don’t Tell.”
    Kiribati Male illegal
    Female legal Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown
    Marshall Islands Legal since? Unknown
    Nauru Male illegal
    Female legal Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown
    Northern Mariana Islands Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown
    Palau Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown

    [editar] PolinésiaDireitos LGBT em: Atos homossexuais são legais? Reconhecimento de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo Casamento entre pessoas do mesmo sexo Adoção por pessoas do mesmo sexo Permite que homossexuais assumidos sirvam às forças armadas? Anti-discriminação (orientação sexual) Leis sobre identidade de gênero/expressão
    American Samoa (unincorporated territory of the United States) [91] Legal since 1899 US military has “Don’t ask, don’t tell” policy Unknown
    Chile (Predefinição:Country data Easter Island Rapa Nui only) Legal since 1998 Unknown
    Cook Islands (part of the realm of New Zealand) Male illegal
    Female legal Unknown Unknown Has no military forces Unknown Unknown
    French Polynesia (overseas collectivity of France) Legal since ? Unknown Unknown Unknown Unknown
    Niue (part of the realm of New Zealand) Legal since 2007 Unknown Has no military forces Unknown
    Pitcairn Islands (overseas territory of the United Kingdom) Legal since 1967 Civil partnerships since 2005 Bans most anti-gay discrimination
    Samoa Unknown Unknown Has no military forces Unknown Unknown
    Tokelau (part of the realm of New Zealand) Legal since 2007 Unknown Has no military forces Unknown
    Tonga Male illegal
    Female legal Unknown Unknown Unknown Unknown Unknown
    Tuvalu Male illegal
    Female legal Unknown Unknown Has no military forces Unknown Unknown
    Wallis and Futuna (overseas collectivity of France) Legal since ? Unknown

  15. Ó Dôtora, qué que quer probare com o que puvlicoue?
    Just don´t piss us off, ok? Respeite as ideias dos outros and no comments, fogo, se acha bem promover o que não tem que ser promovido, faça-o, mas não faralhe as opiniões dos outros. Aposto que tebe muitas aulas nas catacumbas, dear, if i make myself clear, hey mate? Fogo, até me doi a mao de tanto rolar no acraças do mouse, pá, se quiser mais bibliografia, mande aí queue indico-lhe uns quantos prfs da UCLA, carago.

    Ó pazinhos, eu boue promover a jornada dos gajos que passam fome e tem salarios em atraso e são recebidos pelos parlamentares para não fazerem nada!

  16. bitamina, pá, avança-me com esse projecto; tá bem que já não são propriamente uma minoria e a cena passa-se em Portugal e não no Burkina Faso, mas vale a pena.

    como é que dizes? faz um avaixo acinado, queue boto lá a cruz, dude.

  17. Chiça, penico, chapéu de coco, socorro, alguém me agarre, glub glub glub que estou meio afogado, já vou no Burkina Faso e a corrente está cada vez mais forte, não consigo manter-me à tona, só respiro graças a uma palhinha em boa hora esquecida num bolso das calças, ai minha mãezinha que estou quase a deixar de ser ateu, valha-me a virgem santíssima e todos os santinhos da santa madre igreja católica, apostólica, romanólica, putakapariólica, glub glub glub e lá vai mais um pirolito, sinto bem próximo o fim, se ainda me é permitido gostaria apenas, para desconto nos meus pecados, de reiterar que as perguntinhas que fiz à Isabel se referiam exclusivamente, julgava eu que estava expresso no texto, à “REPÚBLICA PORTUGUESA”, adeus mundo cruel, pobre coirão o meu que vai ser comida de minhocas estrangeiras e xenófobas.

    Adeus, orai por mim, soltei o último suspiro, isto já nem sou eu, é o refinadíssimo altíssimo, a quem em má hora passei procuração. Pimba, fui-me!

  18. oh escalrracho! andas com falta de gótico no sangue, vai a um concerto da madona que isso alívia e sais de lá a flutuar melhor, tipo rolha, tás a domar a cena, meu.

  19. cal quê pá, fala com a maili çairuse quela indica-te como cultibare maria joana pá, snifas naquilo e até bês o passos cualho a fazer política por ele même pás.

    Cum catano, bocês ainda num perceveram que a maior ditadura que há em portugal é a dos partidos políticos, carago? Quem mijar fora da arrastadeira num é apoiado, é proscrito, pás, ó camarada isavel, bomecê save vem qué açim pá. Oupensa que por apresentar uns projetos que fica vem bista e que a deixam falar?
    Quando bir o seguro lá nas berças, já lhamando um pontapé no cú, e digo-lhe ou deixas a isavel falar e dizer tudo o quela save ou pendur-te na forca de penamacor pá, olha quela save muito e por isso escreve muito tamém, fogo tibe de percorrer quilometros pra chegar a este cumentário carago.

    cum catano, carraio de mentalidade que crassa neste portugal piqueno, fogo, faz inbeja ao portugal dos pequeninos lá de coimbra, ó isavel foi ber se habia infiltrações nas edificações lá do sitio?

    Comprimetos,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.