3 thoughts on “Adeus, Cesária”

  1. as homenagens póstumas são baratas e rendem empatia. enquanto viva só chirac, lula e recentemente sarkozy deram por ela, durante a doença ninguém se lembrou dela, hoje que morreu é o vê-se-te-avias de folclore funebre e amanhã a família que pague ao da mortuária. deveria de haver uma lei de incompatibilidade que inibisse os políticos de prestarem declarações sobre o morto na semana do funeral.

  2. “Quem me ajudou foram os franceses, nem os portugueses, nem os cabo-verdianos”.

    pago um caldo verde com xóriço do mindelo a quem adivinhar o autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.