A democracia é assim: Cavaco obrigado a promulgar a “lei da identidade de género”

Aquando do veto de Cavaco à chamada lei de identidade de género, ouviu-se pouco barulho à volta do que era mais uma manifestação da insensibilidade e da instrumentalização de um tema pacífico para fins eleitorais. Talvez porque muita gente adormecida tenha tido por normal a desculpa comunicada de umas falhas técnicas de que o diploma padeceria.

Bem, muito bem, esteve a AR ao não mudar uma vírgula à lei que acaba com o inferno da concretização burocrática do elementar direito à identidade pessoal.

O decreto foi confirmado com uma maioria alargada e, agora, nos termos constitucionais, o PR tem de promulgar o diploma.

Pode, claro, cumprir a sua obrigação com mais uma mensagem ao país mostrando-se incomodado com a democracia.

Talvez não o faça, se reflectir um pouco nos 8 dias que tem para tanto.

6 thoughts on “A democracia é assim: Cavaco obrigado a promulgar a “lei da identidade de género””

  1. Independentemente do tema em si, faz-me alguma comichão atrás das meninges ouvir um Presidente da República, detentor do órgão político e decisional máximo, ou magistrado supremo, de um País democrático, amesquinhar-se ao ponto de devolver à sede do poder legislativo um diploma apenas com base em imperfeições de índole “técnica”. É mesmo caso para afirmar que o homenzito nunca deixou de se ver ao espelho como um “especialista”, ou seja, como alguém vocacionado únicamente para exercer competências técnicas.

    Acaso não se aperceberá ele, e com ele o rebanho de “cientistas” políticos, comentadores e analistas que enxameiam horáriamente as nossas televisões mercantis, os tablóides e a jornalhada gratuita, do ridículo que mataria um Ministro, ou até um Presidente de Câmara, se tomasse uma decisão política com base em apreciações pessoais de carácter técnico “- Ó Engenheiro, eu aprovo a Estrada mas tem de ter quatro metros de largura, não 5,5m, está a entender-me?”. Enfim, isto dava para uma longa questão sobre cultura política e cultura técnica, cuja distinção reputo de fundamental para uma mais elevada cultura cívica em geral…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.