“A campanha eleitoral vai ser extremamente dura”…

avisa Passos Coelho no site do PSD. Fico impressionada com o advérbio, mas apenas numa primeira leitura, porque entendo que para argumentos fracos são necessárias palavras fortes. Passos Coelho anda há dias e dias a tentar desfazer-se das suas palavras e das palavras daqueles que escolhe para seus conselheiros, como António Carrapatoso, à frente do Movimento “Mais Sociedade”.

A atrapalhação não surpreende, porque vem de quem lidera um Partido sem norte, um Partido que aprova e desaprova um curso de medidas essenciais para o país com o único e singelo argumento do amuo. Ajudado por um Cavaco mudo e fazer zaping em casa, Passos Coelho chumbou o PEC IV, totalmente responsável por todos os outros e pelos Orçamento vigente e anterior, e agora tem esta eloquente palavra a dizer ao povo:

Como pode ver o leitor agastado com as consequências daquele dia de loucura no Parlamento, Passos continua sem uma ideia. Sabe que a campanha vai ser dura. Aliás, extremamente. E por quê? Porque Passos tem propostas alternativas que o povo possa, finalmente, ver, após este todo este tempo de bota abaixo porque sim? Porque Passos vai explicar na cara de Sócrates por que é que o PEC IV é um erro, tendo ele soluções muito melhores?
Não. A campanha vai ser dura, aliás extremamente, porque Passos vai concentrar-se no que os outros alegadamente disseram acerca do que ele disse mas distorcendo a coisas. Parece que foi sobre o IVA, qualquer coisa como Carrapatoso ter proposto reduzir salários e apoios sociais e Pedro Passos Coelho ter admitido a subida do IVA.
É certo que à chegada aos estúdios da SIC, para ser entrevistado por Clara de Sousa, Passos disse que Carrapatoso era um homem “livre”, e correu para dentro do estúdio, onde confirmou que não excluía a subida do IVA, como já fora noticiado em todo o lado. 
Mas a campanha vai ser dura, aliás extremamente.
O líder do maior Partido da oposição promete perder o seu tempo a explicar que disse que talvez aumentasse o IVA porque antes isso a coisas piores, como tocar em pensões miseráveis, coisa de aplaudir, mas em todo o caso de recordar que está a falar de gente que é atingida pelo IVA. O líder do maior Partido da oposição já anunciou que a campanha dele vai ter por base o facto da do PS ir focar-se no PEC IV que foi chumbado no Parlamento.
É quase encantadora a infantilidade com que Passos explica ao país que vazios são os que vão falar no PEC IV e na importância que o mesmo tinha e na responsabilidade de quem o chumbou, como que não se dando conta de que toda a gente percebe que tal como no dia do dito chumbo ele não tem uma palavra para nos dizer.
Aguardemos pelo extremamente.

28 thoughts on ““A campanha eleitoral vai ser extremamente dura”…”

  1. Ola,

    Infelizmente, sinto que tens razão num aspecto fundamental : a campanha vai consistir, principalmente, num debate PS/PSD onde vão estar em causa alternativas conservadoras e assumidamente mas. Uns e outros vão pugnar pelo mesmissimo programa, sendo que uns vão defender que eles sempre o quiseram, enquanto os outros vão replicar que so eles é que saberão implementar com competência esse mau programa.

    Digo “infelizmente” porque isto acontece unicamente por falta de comparência dos partidos de esquerda radical. Falta de comparência que se deve a incompetência ou, pior ainda, a falta de apetência.

    Ficamos todos a perder.

    A democracia fica a perder.

    Eu calculo que me responderas, se o fizeres, proclamando a abertura de mais uma época de a caça aos culpados, que é um desporto nacional como sabemos. Seja. Vou assistir de longe, sem entusiasmo nenhum, e com pena.

    No fundo, até estou convencido que a democracia resistira a mais este descalabre, a mais este adiamento, a mais esta farsa.

    Não me peças é que te explique porquê, que não sei.

    Boas

  2. Os mesmos que agora tanto se preocupam com eventuais contradições e zigue zagues de Passos Coelho sobre o aumento do IVA, algo que nem passa para já de mera intenção abstracta, são os mesmos que ficaram convenientemente calados quando Sócrates aununciou aumentos de impostos poucos meses depois de em campanha eleitoral ter garantido que não o faria. A memória selectiva é uma coisa tramada.

  3. o psd se não ganhar com maioria absoluta e tiver de fazer um acordo com o ps , depois do que foi dito, é de borrar a cara com m…

    aliás nunca vi uma campanha tão orientada a uma pessoa.
    há gente que mais do que uma política simplesmente odeia sócrates e curiosamente faz desse ódio a justificação para qualquer acção.

    sócrates passou a ser a personificação de tudo o que está mal em portugal, ser-se contra sócrates é um lema que consegue substituir um programa de governo, uma estratégia , um rumo para o país

    assim de repente parece-me muito estúpido e perigoso, a ver vamos.

  4. Nuvens, o que eu vejo todos os dias é que a culpa da situação portuguesa é de todos menos do governo. Em 2009 (ano de eleições) houve aumento da fp porque havia uma folga orçamental e a economia estava bem e o governo é o maior, o déficite em 2009 foi de 9 e tal % porque já existia uma crise mundial, a Fitch desceu o rating em Março de 2010 porque são uns especuladores, desceu novamente em Dezembro porque se aproximava o Natal, cortou agora por culpa da oposição, as taxas de juro da divida têm vindo a aumentar nos ultimos anos por culpa dos especuladores e agora continua por culpa da oposição …

  5. Adolfo Dias, não te canses: a culpa é do Sócrates. Se ele lá não estivesse, há que tempos que tínhamos ultrapassado a Espanha! E não foi ele que esteve em Nova Iorque pouco antes da falência do Lehman Brothers? Tenho ideia que sim.

  6. Quando as pessoas verificarem que as medidas concretas que PPC tem para ir ao pote, são as mesmas de Sócrates, ou ainda mais gravosas, não sei não…

  7. Resumindo, tudo o que aconteceu de bom a Portugal foi graças ao querido lider, tudo o que correu mal foi culpa de alguém, de uma entidade manhosa, dos porcos especuladores. Mas o querido lider não vira a cara à luta, coitado, cansado, contra tudo e contra todos, continuará a lutar pelo país, pelo povo. Poderia ganhar uma fortuna como engenheiro, fazendo projectos para todo o mundo, mas não, não desiste de lutar e com ele venceremos!!!!

  8. Antes pelo contrário, tudo o que aconteceu de bom a Portugal foi graças ao Grande Timoneiro e cada um dos seus sucessores, tanto os que deram à sola quando apareceu um tacho mais maneirinho como os que tiveram que ser corridos antes que dessem cabo do resto.
    De resto, o Grande Timoneiro ainda insiste em agarrar-se ao leme e podia ganhar uma fortuna como professor universitário para juntar à reforma da sua Maria e tomar conta dos netos como prometeu. E como não é o leme que mais lhe apetecia vai manipulando os seus grumetes para afastarem o Mauzão do brinquedo e porem lá um fantoche temporário até arranjarem forma de o substituírem pelo D. Sebastião da Invicta, aquilo é um rodopio de carolas.
    E os porcos especuladores não têm culpa alguma, nem aqui nem na Irlanda, na Grécia ou na Espanha. Foi sempre o Sócras a dar cabo da vida às pessoas, seja aqui ou no Burkina Faso.
    Adolfo, és um visionário.

  9. adolfo dias

    não consigo ver os problemas como sendo culpa de este ou daquele e quanto mais grave me parece ser a situação mais julgo espúrias essas tentativas de encontrar O MAL do nosso país.

    o que vejo é que os partidos em vez de criarem espaços de debate e racionalidade estão a fazer o contrário indo buscar a mais básica argumentação, muitas vezes a simples calúnia, e fogem às perguntas que realmente doem:

    onde cortar ? quem atingir ? quais as perspectiva de curto e médio prazo ? O SNS é para vender ? a tap é para vender ?
    o que vai suceder aos transportes públicos ?

    quem vai pagar o ensino ?
    etc etc etc

    até agora sabemos que o psd se propõem mexer no iva o que é fraco e dentro do fraco muito incompleto, é intelectualmente uma merda indigente : ))

  10. Passos Coelho tem toda a razão, deve ser extremamente duro fazer uma campanha com dois discursos opostos, um para consumo interno e outro para consumo externo, tendo sempre o cuidado de não dizer nada que se aproveite nem num nem noutro. É coisa para, no mínimo, requerer bastante concentração. Ainda por cima sabendo que já começa a enervar alguns dos seus, o que vale é que deve estar quase a ser accionada a lei da rolha.

  11. Ó nuvens de fumo, mas houve algum PM em Portugal que tenha acabado o seu mandato em glória? Em 1995 havia muita gente a adorar Cavaco, queres ver? Por que é que Sócrates é mais vítima do que outros? Exageros à parte e com mais ou menos razão, é um processo normal haver desgaste de imagem de quem dá a cara pelo país, ainda para mais em tempos de grave crise económica e social.

  12. HG

    concordo na tangente , o que nunca vi foi uma pessoa destilar tantos ódios irracionais.

    cavaco foi embora por calculismo político , deixou um incompetente no governo do partido, queimou-o para depois concorrer às presidenciais pelo que me recordo chegou a criar um tabu pelo caminho e comeu bolo rei, enfim fez o diabo para garantir um futuro politico ( a parte do bolo rei não correu bem)

    estamos num processo ligeiramente diferente

  13. Shark e outros, lá por eu dizer que o Sócrates é incompetente não quer dizer que estou a defender os outros, procura lá onde é que eu estou a defender os anteriores PM. Isso de tentar desculpar os nossos fracassos com os fracassos dos outros é tipicamente tuga.

    Alguns foram sendo iludidos nos ultimos anos, alguns destes já cairam na real, outros preferem continuar na ilusão, a acreditar no vendedor de sonhos, ok é uma opção.

  14. adolfo dias

    os outros são infelizmente a alternativa ao governo, convinha terem um papel com meia dúzia de medidas , é que para quem é oposição há tantos anos poderiam já ter começado o trabalho.

    a modos que para mostrar competência

  15. Desculpar os nossos fracassos com os dos outros? Então mas espera lá, as crises internacionais que arrastam várias nações para uma situação foleira são sempre culpa das nações afectadas e respectivos dirigentes?
    Isso de tentar arranjar bodes expiatórios individuais para expurgar toda uma nação carregada de trafulhas (economia paralela, baixas fraudulentas, fraude fiscal, you name it) e toda uma classe política atafulhada de oportunistas, tachistas e afins também é tuga à brava, não?

  16. Quando à alguns anos, não muitos, alguns diziam que não tinhamos dinheiro para aventuras, que a nossa divida estava a aumentar de uma forma perigosa, que o déficite não poderia estar a estes niveis (já não me lembro quem disse que “há vida para álem do déficite”), etc, etc, chamaram-lhes de catastrofistas, derrotistas e afins e enquanto isso continuou a ilusão de país rico com mais auto-estradas, com magalhães, com as PPP, criando a ilusão que o Estado não ficava com encargos, com aumentos da fp em ano de eleições, etc, etc, é este tipo de ilusão que falo.

    Já agora o querido lider enquanto era oposição…

    http://www.youtube.com/watch?v=K2szgnv-vVg

  17. (desculpem,vou fazer aqui uma experiência científica, a ver o que acontece).

    “No final de 2010, o número de portugueses inscritos em listas de espera para cirurgia ascendia a 161.621, o que representa um decréscimo de 3130 doentes (1,8 por cento) face a 2009, e de quase 35 por cento face a 2005, ano em que estavam 248.404 doentes registados.
    Os dados hoje divulgados pelo Ministério da Saúde indicam ainda que o tempo média de espera baixou para 3,3 meses (era de 3,4 em 2009 e de 8,6 em 2005) e a percentagem de inscritos em listas de espera em relação ao tempo máximo de resposta garantido diminuiu para 14,7 por cento em 2010, quando em 2009 era de 19,4 por cento e cinco anos antes de 54 por cento.” `(Público, 28/3)

  18. E edie, isso quer dizer o quê? Queres desculpar as coisas mal feitas com uma coisa positiva? Olha que ainda vem alguém dizer que a taxa de mortalidade infantil desceu brutalmente quando o Cavaco foi pm, e por isso ele foi um grande pm.

  19. “é um processo normal haver desgaste de imagem de quem dá a cara pelo país”

    E também é um processo normal haver mais respeito e consideração por quem dá a cara pelo país.

  20. O Psd é o responsável por esta Crise Acrescentada.
    É o Psd que arcará, daqui para a frente, com os estragos que a sua GANÂNCIA e a sua SEDE DE PODER A QQ CUSTO, está a causar a Portugal.
    Eles interromperam a tarefa do Governo Português precisamente quando Portugal fora elogiado pela Comissão Europeia pela coragem e adequação das medidas tomadas.
    QUEM ACOMPANHOU NA COM.SOCIAL AS REAÇÕES DOS DIRIGENTES EUROPEUS NOTOU QUE ELES FICARAM ESPANTADOS COM A ESTUPIDÊZ E A LEVIANDADE DOS PARTIDOS DA OPOSIÇÃO, PRINCIPALMENTE DO PSD.

    $-$-$ GANÂNCIA E SEDE DE PODER A QQ CUSTO $-$-$

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.