Mas Cavaco alguma vez foi neutro?

Não percebo o espanto que para aí vai por causa do discurso de ontem de Cavaco. Até parece que foi a primeira vez que, em vez de discursar como Presidente da República, discursou como presidente do PSD. Menos ainda se percebe o espanto de alguns socialistas. Será que já esqueceram o nome do principal responsável pela queda do último governo socialista? Ah, espera, nessa altura a culpa da péssima relação entre Belém e S. Bento era do antigo primeiro-ministro e do seu lendário mau feitio. Portanto, Cavaco podia dizer o que quisesse nos seus discursos, afinal, estava a agir em legítima defesa.

Então e a culpa agora é de quem? Nunca se tinha visto um líder do PS tão bonzinho, tão responsável e, sobretudo, tão diferente do anterior. Coitadinho, não merecia isto. E ainda não viu nada. Mas já ficou com uma ideia de como seria liderar um governo socialista e ter de se deslocar semanalmente a Belém para reunir com o verdadeiro líder da direita.

8 thoughts on “Mas Cavaco alguma vez foi neutro?”

  1. Cavaco Silva definiu-se com meridiana clareza, como homem e como político, quando foi capaz de prescindir da sua remuneração de Presidente da República porque a sua pensão de reforma do Banco de Portugal lhe garantia mais uns patacos.

    Esta atitude, que se compreenderia em alguém que exercesse um qualquer outro cargo, é absolutamente vergonhosa no Supremo Magistrado da Nação. Foi uma medida de Sócrates que o obrigou a esta escolha na qual se revelou tal qual é. Que tristíssimo exemplo de dignidade deu ele aos jovens em nome dos quais, diz ele, decidiu candidatar-se ao segundo mandato.

    Sempre que penso nesta lamentável e indigna atitude, dou comigo a pensar no que teria dado a Ramalho Eanes para apoiar tal criatura, quando ele, Ramalho Eanes, pelos vários exemplos que nos deu, seria incapaz de semelhante gesto?!

  2. Infelizmente há muitas personalidades, e não só de direita, de craveira intelectual, cultural e política muito acima da de Cavaco, e não é preciso muita, que o têm apoiado, e não só como Presidente da República, mas também quando foi primeiro ministro. Sabe-se lá porquê!?

  3. aneves,

    claro que sim, só que pra cavaco, não é sombra, é pesadelo! Se ao menos a filha da puta da conspiração para derrube do governo PS tivesse corrido bem, escusava de ter de andar a fazer propaganda pró-governo PSD desde então, ainda por cima um governo falhado. Sempre dá um certo trabalho – demasiado trabalho para um reformado.

  4. manojas, penacho e tacho! o que leva o distinto medico lobo antunes a ser o “patrono” da candidatura de cavaco? tacho,no conselho de estado.devia ser entrevistado para sabermos o que ele nos t~em para dizer.há mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.