33 thoughts on “Já começa a fazer estragos”

  1. Daniel,

    faltou informares que era um carro asiático e que desta forma o homem do leme – may God be mercyful upon his soul – enviou uma mensagem política subtil de conforto aos trabalhadores da indústria automóvel nacional contra a globalização neo-liberal que aqui despeja os sub-produtos da Coreia, do Japão e da China!

  2. tivesse ele ensejo de voltar a dançar La Gasolina no tejadilho e transformava-onum cabriolet, o que é sinal de prestígio e de fulgor económico, factores de que os zés povinhos andam necessitados como de bolo rei para a boca.

  3. Mas que grande post. Note-se, por um lado, a fina ironia (o jogo entre os estragos do carro e os estragos no país) e, por outro, a certeza de quem vai ganhar – já começa, diz ele.

    Estás na mesma, bem vindo sejas, eixo do eixo.

  4. Mais giro foi vê-lo a descer do carro, quase batia nos que o tentavam ajudar, o autoritarismo cavaquista está sempre a vir ao de cima, deixem-no ganhar para o verem em todo o seu esplendor..

  5. Para percebermos um pouco mais de tratamento jornalistico destas presidenciais convem passar por http://maislivre.blogspot.com/2006/01/tempo-de-antena.html ou ver na própria marktest

    impressionante….

    porque será que os patrões dos média preferem estes candidatos.?????..

    porque será que há plágios que passam em claro e outros que não?????

    porque será que um pavilhão atlantico cheio dá menos tempo de antena que a aula magna quase cheia???

    porque será????

  6. Lido do Diário de Notícias de 17 de Janeiro, o total de minutos acumulados nos telejornais, durante a campanha.
    RTP, RTP2,SIC, TVI
    Cavaco – 3h40m47s
    Soares- 3h21m42s
    Alegre- 3h41m14s
    Jerónimo-2h34m21s
    Louçã- 2h03m36s
    Garcia Pereira- 57m53s

    Dados os números, também me parece que houve uma má cobertura do comício do Jerónimo, em relação aos comícios do dia de Soares e Cavaco – muito mais beneficiados.
    O João só se preocupa com a cobertura, no outro dia do comício do Louçã: cada um escolhe os seus inimigos.

  7. João João, então agora o Louçã, é que é menino querido da comunicação social?….

    E então o Cavaco…. , uma concentração de 200 é uma multidão , 20 000 no Pavilhão Atlantico é casa cheia.

    Toda a esquerda tem sido discriminada, não basta somar os minutos, é preciso ver o que se diz.

    Com Cavaco corre sempre tudo bem, tem sempre multidões á espera, as jantaradas têm sempre milhares etc etc etc.

    Os outros candidatos, têm fracas ou razoaveis recepções, comicios mais ou menos compostos etc etc etc.

    Mesmo que Cavaco vá ás 11 da manhã a um local onde quem trabalha não possa lá estar como é obvio, onde trazem 3 ou 4 camionetas com 200 pessoas para suprir as falhas, mesmo que os comicios tenham mais clareiras que gente, apesar disso tudo, os jornalistas não vêm, não ouvem, não comentam….

    É aqui que o João e todos os democratas devem bater, pluralismo e isenção exigem-se, o resto meu amigo são tricas que só servem o adversário.

  8. Perante estes os números, segundo a bitola do João, os trabalhadores devem votar no Garcia Pereira. E verifica-se que os patrões do media “preferem” o Jerónimo ao Louçã.

  9. Caro Nuno…
    Tem calma…
    Eu apenas quis comparar o Louçã e o Jerónimo porque não podem as televisões argumentar com as diferentes perspectivas futuras de ambas as candidaturas…
    Talvez te fizesse bem ter mais calma e apreciares os dados da marketest em http://photos1.blogger.com/blogger/6605/360/1600/image002.gif

    Mas eu não escolhi o Louçã para adversário…

    Há números que me fazem confusão… ou talvez não…

  10. Quanto ao tratamento preferencial do Professor Cavaco isso já todos nós sabemos…

    Quantos aos números… Talvez se os leres todos…

  11. Basta ver os números de outros dias sobre o tempo de cobertura para ver que Jerónimo não tem sido nada maltratado. Basta ver o conteúdo para ver como tem sido mesmo muitissimo bem tratado. Já o tinha sido nas últimas legislativas. Não há uma pergunta incómoda, o mito do operário humilde é alimentado (porque é muito telegénico), tudo corre muito bem. É mérito dele e por isso tiro-lhe o chapéu. Agora, já não há paciência para o choradinho. Há hábitos que é dificil perder. O PCP não tem neste momento nenhuma razão de queixa emrelação à televisão.

  12. Louçã diz que se não vivesse em Portugal gostaria de viver nos Estados Unidos. O Daniel Oliveira consegue explicar o que se passa na cabeça do seu candidato favorito? É que a nós, leigos, escapou-nos alguma coisa. Afinal não é o BE que demoniza dos Estados Unidos!?

  13. Sabine cara senhora, uma coisa é o BUSH outra são os EU.

    Pode-se gostar de um país, admirar-se o seu povo, e detestar-se os seus dirigentes ,e a politica que seguem.

    Eu gosto muito da Itália , e tenho pena que tenham escolhido, um ex cantor de cruzeiros manhosos, para seu primeiro ministro.

    A America tambem é investigação cientifica, tambem é cultura, tambem é um povo que consegue em momentos de extrema gravidade procurar forças e dar a volta por cima.

    A par disto tem extremista religiosos de todos os matizes, politicos corruptos, e ferozmente adeptos da guerra para resolverem problemas, etc etc etc.

    O BE não demoniza os E.U., critica e denuncia a atitude belicista dos seus dirigentes, se não quer entender isto, certamente que o problema é seu.

  14. Não percam a paciência…

    O Daniel como é bem tratado pelos média dos homens do dinheiro pensa que os outros também são. Estamos conversados…

    Não vos interrompo mais, passem bem… são tão sectários como dizem que os outros são… desisto.

  15. João quando tenta vender o seu peixe, é democrata, e disposto ao debate, quando é contestado aqui-del-rei que é tudo uma cambada de sectários.

    Sabe meu amigo, quando se percebe o que realmente é uma troca de opiniões e argumentos, é isso mesmo,não dizerem todos a mesma coisa, não estarem todos de acordo, mas parece que o meu amigo entende que troca de ideias e opiniões é outra coisa, estarem todos de acordo e dizerem todos amem, são possivelmente hábitos que terá aprendido noutro lado.

    Quanto a essa de o Daniel estar ao serviço dos homens do dinheiro, é melhor não esquecer muita boa gente do seu partido, tambem tem colunas e faz comentários em jornais do grande capital.

  16. Duas notas…
    é pouco atento a pacheco… eu não tenho partido…

    Mas se refere ao pc enumere-os.
    Eu dar-lhe-ei com todo o gosto a lista do bloco nesse sector…

    Talvez me possa explicar porque é que o José Saramago foi vetado para colunista no expresso, ou o falecido Luís Sa foi dispensado do Público…

    Não se incomode que eu gosto de pensar, ainda que não pense como o “meu amigo”…

    Quanto a acusações de sectarismo como sabe não sou eu o campeão…

  17. Como seria tratado pelos média portugueses um caso com este titulo: “Ilda figueiredo” faz campanha de jerónimo em carro do parlamento europeu????

    fica a dúvida….

  18. Como seria tratado pelos média portugueses um caso com este titulo: “Ilda figueiredo faz campanha de jerónimo em carro do parlamento europeu”????

    fica a dúvida….

  19. José Pereira,

    1. O PCP sempre fez campanha com carros, funcionários e meios de autarquias e isso nunca foi sequer notícia.
    2. O carro não é do Parlamento Europeu.

  20. E o sr Daniel Oliveira é funcionário onde????

    Quem lhe paga o ordenado?

    E isso impede-o de fazer campanha?

    Não me lixe…

    Os seus argumentos nada acrescentam a este espaço.

  21. Não sou funcionário em lado nenhum. Eu referia-me a funcionarios a fazer campanha a serviço da autarquia, como você percebeu muitissimo bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.