71 thoughts on “Re-Dixit”

  1. “Tenta ver a velhice pelo lado positivo. O passar dos anos leva-nos, isso é certo, a beleza física. Não tens, por isso, nada a temer em relação ao futuro.”
    Quem não teme suas varizes espanta? E qual é, ó meu, o lado positivo da vida, se até a porcaria das reformas (não de todas, só de quem nada tem…) vegetam no matagal urticário à mercê das lesmas e dos babosos caracóis empoleirados em anfiteatro? Se o passar dos anos nos leva a beleza física, nem quero imaginar como JCBranco, a Lili, a Pipi, o Guigui, a Mayazinha vidente e o inefável major da bola- fiquemos por aqui, posso não resistir à tentação de botar o nome da minha querida vizinha (aqui) com chapéuzinho ondulado – vão ficar daqui a meia dúzia de operações/processos? É por estas e por outras que prefiro a ração de combate…

  2. :(,
    maria.

    Pois pode,
    sinhã. :)

    Alvorada,
    acordem.

    E não é – a ração – uma delícia,
    FMP?

    Vá: deixa-te de fantasias, doce e púdica Cláudia. Toma lá um beijinho. É bom ter-te por aí, minha querida.

  3. Pois é CC, mas não à volta a dar-lhe envelhecemos, por partes e a pior de todas é quando chega a vez d`ALMA, mas enquanto envelhecemos estamos a apreender . Eu pratico muito sexo e desporto pois quero morrer saudável!
    ” a vida é um eterno sofrimento entre dois estágios”

  4. Poucochinho – toda essa importância que se dá à beleza física. Mesmo à ausência dela.
    Numa vida a sério, o passar dos anos traz transformações muito maiores.
    Coisas que o Confúcio D’alma bem sabe.

  5. olha, a claudia já chegou da polónia.:-D e que tal o gayfante (não me digas que ficaste lá com os dois braços e agora vens aqui limpar-te). :-D

  6. Mirtilo, Sinhã, mirtilo. Espelha-se na antiidade. Mas podes preferir (eu prefiro!!!) vinho tinto. No fundo da ampulheta aqui tens o resveratol. Mas tem cuidado, não resvales na aplicação. A droga também evita o crescimento caloso da pinha, e auxilia a digestão do canal parlamento. Não sei se já é usada na culinária, mas talvez a punheta de bacalhau ganhasse sabor e volume com a aplicação.

  7. E ainda…………………………… , está ciêntificamente estudado (dizem por ai), que as mulheres morenas não sabem envelhecer!!!!

  8. Bem, ele beber por beber um champagnezinho tem sempre um pouquinho de Resveratol…

    E já alguém viu uma morena loura gozar com ela? Naah, não têm poder de encaixe as tipas, é muito peróxido (água oxigenada, people) naqueles neurónios descolorados. É preciso nascer-se Blonde para ser Blonde (man, esta foi muito deep!)

  9. Obrigadinho, Sinhã, por me fazeres regressar em bicos de pés à infanto-juventude que considerava esquecida em zangada no mar da memória. Continua a afagar o cão, a afagá-lo, a afagá-lo, a afagá-lo…

  10. A Blonde-todaela não entende o que é que refogados a neurónios bem picadinhos condimentados com folhinhas de louro contribuem para alouramentos morenos (mas, lá está, Blondes não se dão com tachos e panelas).

  11. pronto, não zanga, blonde, sinhã explica.:-)
    louro cabeleireiro= loureiro (é uma palavra intuitiva).;-)

    (se acabaste de perceber, agora, ficas habilitada a um lifting facial gratuito). :-D

  12. Touchée! Ou de como se prova que nascer Blonde é um karma tramado:)

    (Ok, mas notar para memória futura que a Blonde desconfiava que refogados não devem ser grande coisa para descolorar melenas morenas…)

  13. Céus, lá me vem esta com trocadilhos! É que a Blonde, além de blonde, de portuguesa só tem a nacionalidade e esta língua é assim a modos que um bocadinho impenetrável, ja? Portanto, refogamos a refuga da Blonde para outras paragens linguísticas…

  14. Ó sim, e se “ccoisa” não for gralha (espécie de pássaro palrador), a Blonde desconfia que CC terá um heterónimo. Não provocar o neurónio louro que tem tendência a embaralhar-se todo:)

  15. What else? (sem Nespresso e o estarola do Clooney). Sei lá, desde esquizofrenia a dupla personalidade, identidade gemelar, bicefalia, heterónimos, pseudónimos vale tudo…

  16. that’s my girl. ;-)
    blonde que é blonde gosta
    de ser bem abanada
    e entrar no fungágá
    das tardes da macacada
    e ver a andorinha apanhar
    do CC uma banhada. :-)

  17. Lolíssimo!!!! Pena é que a pobre da Blonde tem um artigo para acabar para Glasgow que tem de sair HOJE! Esta aqui um fungágá (o que for que isso seja) está! (Ó pá, será o marido da Lady Gaga?)

  18. (agora vou ser um pedaço de blonde):-D
    quem, o lolíssimo? não, esse é primo do veríssimo. e se perdeste o glasgow apanha o inter-cidades.:-)

  19. Acho que isto nem lá vai com space shuttle quanto mais com intercidades. Ah, talvez o TGV, mas e depois como é que eu atravesso o Canal da Mancha? Certo, pelo Chunnel! A não ser que fechem as fronteiras por causa da gripe e Blonde com gripe e artigo gripado é tramado (com f talvez!). Pois, avião, assim gripe por gripe, ao menos é “gripe avoária”!:)

  20. Claudete

    Há pessoas que, de vez em quando, se espalham ao comprido.
    Tu tropeças nos teus próprios pés todos os dias.
    Diz-me, querida, queres conversar sobre isso?

  21. cc

    Vamos começar pelas despedidas…

    Ontem era beijo e hoje é abraço?

    Tenho que repetir outras vez que sou Mulher?

    Vá, volte lá à sua escrita.

    Beijinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.