82 thoughts on “Re-Dixit”

  1. Não. Essa foda vai ser comigo Joana porque ele já anda-me a prometer há muito tempo… e ele sabe que nos damos optimamente bem cama…e venha mais um anal no fim de semana… Beijo nesse pénis fantástico

  2. Salazar, e os homens, é onde ? Claro, é na cama a compensar as mulheres por terem lavado a loiça.

  3. Eu peço comedimento, respeito e boas maneiras neste blog porque se respeitarem, serão respeitados. Dou aulas de catequese. Quem estiver interessado, pode inscrever-se.
    O caminho da lascividade, da luxúria, não leva a lado nenhum.

  4. Madame Bijoux, acho que há que respeitar esta nossa Irmã! Não creio que ela esteja interessada em assuntos seculares e carnais. Os seus interesses são de cariz espiritual, os caminhos que levam à santidade.

  5. Os assuntos carnais tornam-nos seres mais elevados que qualquer interesse de cariz espiritual, cláudia.

    Irmã Cláudia não te inibas, filha. Vais descobrir que o céu realmente existe e que não é azul como dizem. É branco, como todos os tectos o são.

  6. Ai irmã cláudia, venha, vou mostrar-lhe com quantas mãos se faz o céu.
    Vinde a mim, irmã.

  7. Madame Bijoux, esse local me parece um local assaz paradisíaco. Com este calor, porquanto não pensaram mais cedo em retirar os trapalhaceiros hábitos? Posso levar o seu apaixonado, Monsieur J’encule, comigo? Poderá servir-me de cicerone nesse labiríntico antro.

  8. Freirófilo, acaso não tereis lido um romance, acerca de uma religiosa, escrito pelo nosso Camilo? Receio que lhe esteja a dar umas ideias lascivas…

  9. Monsieur J’encule, ne vous fatiguez pas avec cette grosse Madame Bijoux. C’est une petite sournoise sans coeur et elle n’aime personne. Occupez-vous de ma personne. Vous ne le regretterez pas.

  10. Oui, Madame, mais je vais l’utiliser avec Monsieur J’encule, pas avec vous. Je suis désolée. Je ne suis pas lesbienne. Vous devriez le savoir depuis longtemps! Vous me décevez enfin!

  11. Mademoiselle Fifi, Monsieur J’encule prometera-me uma visita guiada pelo mosteiro. Fui a primeira a falar. Terá de adiar as suas rezas terrenas para outro santo dia.

  12. J’ai envie d’une partouse ce soir: Madame Bijoux, Irmã Cláudia et Mademoiselle Fifi. Ménage à quatre, pourquoi pas?

  13. Que debacidão, que pouca bergonha bai aqui nesta lamela de aspirina.
    Balha-me Deuze.
    Irmã Cláudia que fazeis aqui nobre irmã? Estais apossuída pelo Demo.

    Afastaibos de mim que não quero ser CUntaminado pela birose podre que práquibai.

  14. Padre jerónimo, vós aqui? Perdoai-me, mas esta gente está a desvendar-me caminhos nunca dantes navegados. O meu espírito curioso sente-se atraído por este pântano libidinoso.

  15. J’ai deux bras et ma braguette toujours ouverte. Trois filles, ça me va, Padre Jerónimo. En voulez-vous une d’entre elles?

  16. Por mim Monsieur J’encule já lá estou. também eu gosto de comer de tudo, não sou esquisita. Faço juz ao nome, não é por acaso que me chamo |BI|joux

  17. Bou pegar na bengala e bou ali chamar o Frade Jaciaro. Pode xer que axim me largue o cú. Tou que não poxo do quadro da bixicleta.

  18. Eu comia-te, obelha do meu rebanho, mas estou todo escadeirado da ossada.
    Comeis-me tu?
    Bá lá, comei…

  19. Padre Jerónimo, eu confesso-te, aqui no Aspirina, perante todos, que te amo desde sempre, que te desejo, que te quero e que penso em ti a cada segundo que passa. Estou completamente desesperada.

  20. O fruto proibido apetece mais, Padre. Não me posso contentar com estes meus dedos de fada. Sinto um desejo vagabundo de te abraçar.

  21. Vá lá, Joana, deixa o Padre em paz. Já viste se o pessoal sabe que andas atrás de um padre? Pensa na tua imagem, na tua carreira política. Não enveredes por esses caminhos. A sério, sou tua amiga.

  22. Joana minha que estais aí
    Endiabrado seja o vosso nome
    Venha de vós a vossa tesão
    Seja feita a nossa vontade
    Assim no aspirina como no céu
    O pito nosso de cada dia nos dai hoje
    perdoais-nos as nossas negas
    assim como nós perdoamos
    a quem vos tem comido
    mas livrai-me do mal.

    (usa os dedos filha, usa os dedos)

  23. Avé Jerónimo
    Cheio de esperma
    A Joana seja convosco
    Bendito sois vós
    Entre os padres
    Santo Padre, Pão de comer,
    Rogai por mim, pecadora,
    Agora e na hora do meu orgasmo.
    Amén.

  24. Cláudia, combinámos que esta esquina é minha. O teu território é daquela boca de incêndio até ao caixote do lixo.

    Bazaaa!

  25. Joana filha, num sabes o dizes.

    Bou-te exorcizar.
    Bá lá.

    Quando eu disser:
    Creio na Santa Masturbação das Horas Aflitas.

    Tu repetes comigo:
    Venha a mim o santissimo prazer do orgasmo.

    Estais possuída filha do demo.

  26. Deves estar a confundir-me com outra pessoa, só pode.
    O Valupi, quando vir estas conversas, vai ficar aborrecido. Não falam de política, nem em assuntos de actualidade importantes.

  27. J’aimerais pouvoir aimer l’homme que j’aime. Il me semble si distant et lointain que j’ai mon coeur en peine.

  28. Dr. Du Tilleul, vejo que falam de amor por estas paragens, porém desconheço esse termo. Dizem que dá viço e gosto pela vida, será? Com os meus colegas de partido, nunca debatemos sobre semelhante conceito. Invejo essa camomila apaixonada. Gostaria de sentir o que ela sente.

  29. Je n’ai pas choisi d’aimer. L’amour m’est apparu soudainement, sans que je le sache. Depuis, je pense très souvent à lui, même quand je ne le sens pas aussi présent. Il m’a parlé au coeur, à la pensée. Il ne m’a pas parlé comme les autres.

  30. Do meu gabinete, não vejo o Douro. Só as pedras me rodeiam. Também eu invejo essa flor que tão bem de amor sabe falar.

  31. Je ne suis qu’une camomille, mais j’éspère ne pas flétrir sans avoir connu la caresse de tes baisers.

  32. Por quem suspira esta camomila? Faço promessa minha, eleitoral, de lhe dar o que ela tanto deseja.

  33. L’amour ne se donne point ainsi. Ce n’est pas une chose palpable que l’on manipule comme des statistiques. L’amour va et vient de soi d’une forme naturelle, imprévisible. L’amour ne se commande pas. L’amour est enfant de bohème, ne l’oubliez jamais.

  34. Um bispo não percebe muito disto, mas deram-me a entender, faz tempo, que a banha da cobra é que era pesada. E que faz mal ao cooolestrol.
    CC, porque é que não pões o teu nutricionista sexual em linha?

    Não há ninguém que me encha… gaita!

  35. (h)ouve para aqui um vendaval na mata, e foi uma tilia tomentosa, cordata?, que abriu a parada – portanto agora já choveu bem por causa das coisas, para refrescar as copas e molhar as raízes, mas preparem-se que quando o Sol abrir vai ser só oxigénio, e tudo muito lavadinho. Ontem descobri que deram cabo dum pinheirinho ali, a fazer a limpeza dos matos, fiquei lixado

  36. (aliás descobri agora que ainda estou a rosnar – vou ali ao Cristo fazer tráfico de influências e perguntar-lhe o que ele acha de eu fazer uma multiplicação de peixes aplicada a pinheiros epla fórmula de Wallis mas depois também quero amoreiras e ainda quero esquilos, caraças não me vou embora daqui sem arranjar esquilos, mas depois ainda tem os gatos, espero que se entendam …)

  37. sexo anal é sempre uma queca banal. para ser pesada só se entrares no esquema do punho e antebraço. não faço ideia como conseguem enfiar aquilo , mas lá que parecem que enfiam , enfiam. fiquei gágá , sem perceber que raio fazia um braço em plástico numa sex shop. tiveram de me fazer um desenho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.