O que se diz lapidar

A frase do ano – bom, sejamos discretos, a do fim-de-semana – está numa «carta ao director» no Público de hoje. O leitor fala do recente debate ibérico, aquele com sondagens de opinião de lado a lado e com audição de peritos, como o José Saramago… a favor da fusão das empresas, estão lembrados?

Pois bem, esse leitor, António Pedro A. Costa Santos, escrevendo de Florença, afirma (e vai em negrita para parecer ainda mais lapidar):

«Se uma eventual união ibérica fosse a cura para qualquer dos males que aflige Portugal, então o suicídio seria também a cura para o cancro…»

9 thoughts on “O que se diz lapidar”

  1. É tão idiota como dizer que com a anexação desaparecia o problema de Olivença, a única localidade espanhola com uma Misericórdia…

  2. Então o Fernando voltou para nos atormentar ?

    Pensei que ainda estava a escrever para o seu novo Blog, o (freedomtocopy)?

    Seu malandro! Puseste o filhimho do tareco à beira de um ataque de nervos.

  3. Tipilinha, querida.

    Há coisas – tens de conceder – que te ultrapassam. Eu não «voltei», amor. Não reparaste nisso?

    Em contrapartida – estás a ver, fofinha, como o mundo é justo – também não atinjo a tua sugestão. Quer dizer: atinjo-a até certo ponto. Concebes que o pateta do freedomtocopy pudesse ser eu. Não atino. Há, de facto, um lado pateta em mim (por exemplo, este que se põe a entrar de razões contigo, amorzinho). Mas a parvoíce que foi precisa para o tal blogue é demasiada para o meu, digamos, espaço de memória.

    Capisci adesso?

  4. Fernando, não sejas modesto. É o teu nome que está na Judiciária. É claro que vais ter que provar o contrário. Julgavas que estavas impune no Blogspot? Santa ingenuidade !

  5. Tipilinha,

    Eu nem acordito, quida! Tu viste, tu viste bem? Tava mesmo o meu nome, tava? Ah, Tipilinha, vou finalmente ser célebre. Finalmente se fará… justiça.

    [Bom, aqui entre nós: eu até teria feito melhor. Olha, da próxima sou eu. Eu. Prometo-te, fofinha. Vamos ser ricos. Sim, porque vai dar filme, e romance, e musical. Por esta ordem, tá?].

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.