25 thoughts on “NÃO HÁ COMO A “CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL” PARA DEFENDER A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!”

  1. olha que ganda novidade! O Aspirina B está a ficar a dar ares à TVI e à SIC.
    Quantos é que estão mais na calha para marchar a escrevinhar no Expresso?
    (tem de haver vozes dissonantes, porra!)

  2. Bem, pelo menos não houve ninguém a queimar embaixadas por causa desta revelação.
    E agora? Vamos todos ficar cheios de complexos de culpa porque EM GUERRA os nossos espancaram os inimigos?
    E também dará que pensar o momento escolhido para revelar imagens de 2004….
    Não aprovo os actos filmados, mas abomino o aproveitamento disto como argumento na questão das caricaturas e da liberdade de expressão. Considero mesmo este aproveitamento intelectualmente desonesto. E desonestidade deliberada, porque parte de gente informada e aparentemente inteligente.

    Aurora

  3. ” Vamos todos ficar cheios de complexos de culpa porque EM GUERRA os nossos espancaram os inimigos?”.
    Cara Aurora,os SEUS espancaram jovens desarmados que se manifestavam. ESTÁ A FALAR DE QUE GUERRA?????

  4. O facto de passarem as imagens do bombardeamento atómico de Hirochima nos EUA, não prova que os norte americanos não cometeram um crime ao utilizar a bomba atómica, consegue compreender a diferença de conceito?

  5. Lá está na civilização ocidental estas cenas passam na televisão e provocam a mais que justa indignação de todos nós. Imagina isto acontecer nos livres e democráticos paises Islamicos e afins?

  6. Já houve surpresas anteriores com notícias similares do mesmo jornal … mas a ser verdade o post está muito bem esgalhado!

  7. A verdade é que, creio, ouve-se, às tantas, um dos “terroristas” juniores a gritar “Párem de me bater!” (ou algo que o valha). Portanto, manteve-se a garantia da liberdade de expressão…

    Irrepreensíveis, estes soldados ingleses.

    Quanto ao modo como se “exprimiram” esses mesmos soldados ingleses, aprendemos nos últimos dias que a liberdade de expressão é absoluta e que, portanto, temos de aceitar como equivalentes a expressão oral, escrita ou, como no caso, corporal.

  8. Bem, já que não me respondeu, porque se calhar não sabe, digo-lhe eu: as imagens são do IRAQUE. Supreendentemente, não se passam na baixa de Lisboa.

    E eu não disse que o espancamento filmado não aconteceu nem o louvei, muito pelo contrário. Nem disse que a exibição das imagens inocentava os agressores.
    Disse exactamente o contrário.
    E disse também que o assunto só poderá ser relacionado com a liberdade expressão enquanto exemplo da mesma e não o contrário.

    Mas, pelos vistos, essa linha de diálogo não lhe interessa porque desmonta a tentativa de logro que é o seu post.

    Quanto à história de Hiroshima, confesso que não percebo. Porque a mim parece-me grossa estupidez e ignorância o que escreveu. E isso é não certamente.

    Aurora

  9. 1- Faz-me lembrar algumas manifs em Portugal;
    2- Também acho que devemos fazer uma leitura crítica, não das imagens mas da voz pornográfica por detrás;
    3- E sempre podemos ler o título do NRA sem ironia.

  10. Um post puramente demagógico… acaso pensará o seu autor que quem não contemporizou com a reacção censória aos cartoons dinamarqueses em nome do “respeitinho”, do bom-senso, e de beatos limites impostos à liberdade de expressão, aceitará tacitamente a barbárie que estas imagens documentam?… por amor de Deus… (e olha que eu até sou agnóstico, pá…)

  11. Porque temos liberdade de expressão, um jornal pôde publicar a noticia. Quantos jornais no «tolerante» mundo islâmico podem publicar noticias contrárias ao seu governo? É esta liberdade de expressão que lhe permite a si estar a cuspir no prato onde come.

  12. Diplomacia à paulada, vê-se claramente que é um conceito que está a ser “experimentado”.
    Não sabia que as forças britânicas também tinham a capacidade de pôr em prática o conceito de cobardia, batendo em miúdos por detrás de um muro que encubra o tão caridoso acto.
    Já não há Davids que resistam, os Golias levam a melhor.

  13. É uma felicidade a liberdade de expressão! Gozámo-la o quanto podemos. Assim, podemos olhar os outros de cima e anotar nos nossos livros de história o quanto estamos avançados, quanta humanidade escorre nos nossos corações.

    E de indignação em indignação lá continua o “ocidente” a fechar os olhitos miopes à porcaria que anda a fazer.

    A democracia funciona em pleno. A dominação das opiniões é total. Os resultados catastróficos e o futuro previsível. Vamos continuar a ser os campeões da liberdade por muito tempo. Pelo menos enquanto tivermos canhões mais vomitadores do que os dos adversários. A liberdade o impõe.

    A liberdade está na boca dos que sustentam apaziguadamente o neo-colonialismo, o império, o domínio dos poderosos, das elites, dos manda-chuva, dos poltrões que governam nos parlamentos e nos conselhos de administração.

    Para estas gargantas inflamadas que servilmente se prostam a colunas estruturais da barbárie, o fim da história está na democracia representativa. É a dominação subtil e de condicionamento subliminar.

    Três urros à liberdade!!!

  14. Cara Aurora,
    Vou tentar-lhe explicar mais devagar: o facto de as imagens terem passado no Ocidente, não absolve os autores da repressão a uma manifestação pacifica. O direito de manifestação faz parte da “liberdade de expressão”. Percebeu?
    Segunda nota, um pouco mais difícil: infelizmente esta situação não é caso único. Baseia-se perigosamente numa concepção que parece achar que os “outros” (muçulmanos, pretos, habitantes do terceiro mundo em geral) não são humanos e podem ser tratados a pontapé (forma benevolente) e a tiro.

  15. Acabei de rever o vídeo e a manifestação pacífica de que fala envolve o arremesso de pedras aos soldados ingleses!

    Acabei também de ler que um dos soldados envolvidos já se encontra detido!

    Os abusos existem em todo o lado, a forma como se lida com eles é que no entanto é muito diferente!

  16. A demagogi da esquerda é REPUGNANTE… Fazem de tudo um palco tribunício. E assim mistura-se tudo e nada se discute. Velha estratégia…

  17. “The whistleblower who gave the video to the News of the World told the paper his aim was to try to prevent further abuses. The informant is quoted as saying: ‘These Iraqis were just kids. Most haven’t even got shoes on.’ He said the video had been shown by the corporal’s friends at their home base in Europe.”
    in http://www.guardian.co.uk/Iraq/Story/0,,1708160,00.htm

    Não me parece que sejam a mesma pessoa!

  18. COntinuam a ser teus os melhores posts do aspirinab…

    Infelismente ainda não nos apercebemos que apenas temos iberdade de expressão para dizer banaidades… Força Nuno…

  19. “Força Nuno!” Tás parvo ou quê João. Até parece que o rapaz Nuno feje alguma coja do outro mundo. Os jurnais inglezes da Direita publicarem fotografias melhores e com lejendas das brutalidades rassistas que os soldados estavam a dizer aos pobres iraqueanos em quem estavom a descascar. Ora bolas pro elogio!.

  20. Cometeram um crime e vão ser punidos como tal. A diferença é essa. No ocidente aquilo é considerado crime, noutros sítios seria considerado luta pela liberdade. Já agora vejam estas fotos

  21. Concordo com o Tiago Pereira. É evidente que lidamos com abusos de forma diferente. Todavia, estes senhores soldados estão a por em causa o trabalho de milhares de colegas Britanicos, Americanos, Polacos, etc que tentam introduzir a democracia (por razoes que pouco ou nada tem a ver com objectivos altruistas) e estabilizar a situação para milhoes de Iraquianos. Como é evidente, estas imagens podem afectar a legitimidade das tropas britanicas como agente de mudança. Espero que não, pois parece tratar-se de uma excepçao á regra.

  22. Estas imagens lembram que tanto um “ocidental” como um “muçulmano” são capazes dos actos mais hediondos, a diferença simplesmente é que uns (nós) nasceram num país onde as circunstâncias já não apelam à necessidade de os cometer (embora os cometam) e outros (muçulmanos) nasceram num país onde as circunstâncias ainda apelam à necessidade de os cometer…..no fundo é tudo m…. do mesmo saco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.