Mais livre… para ecoar o partido

Andamos todos a perder um grande espectáculo de sit down comedy; grátis, disponível online e sempre hilariante. Falo do único, do incomparável, do paroxístico “Mais Livre”. “Um blogue de apoio à candidatura de Jerónimo de Sousa às eleições presidenciais. Não é um blogue do PCP, nem as opiniões aqui expressas representam a candidatura ou outra opinião que não a do autor do texto.”
Não é do PCP, as opiniões não representam outras opiniões (?), e nem a candidatura representa, mas não se inibe de declarar em triunfo que é o único e exclusivo membro do clube dos “blogues dos candidatos”! Isto porque “aqueles que se afirmam jovens, modernos, digitais ou fenómenos, esqueceram-se da blogosfera…”
Vão lá que não se arrependem e os rapazes andam carentes de animação. Afinal, onde mais é que encontram um título como “Porque Jerónimo é como o algodão”?

38 thoughts on “Mais livre… para ecoar o partido”

  1. João,
    Mas este não pode ser da candidatura! Então não vês que “as opiniões aqui expressas” não “representam a candidatura”?

  2. …E o algodão não engana, era assim que acabava a frase publicitária, lembra-se LR? E o blogue também não engana. É um blogue militante, limpo, clarinho como água. Não há por lá contorcionistas nem convencidos, mas malta que procura de modo fraterno e com clareza explicar as suas ideias. É um dos blogues que frequento todos os dias pois por lá sempre se vai aprendendo algumas coisinhas. Haverá muitos blogues que se possam classificar assim?

  3. E esqueci-me: tem caixas de comentários sem inscrições antecipadas e sem censura prévia. O que se comenta, sai logo no momento!

  4. Margarida,

    Que o Jerónimo seja qualificado com ajuda de um slogan da malvada multinacional Beckinser, já me parece estranho.
    Agora classificar aquilo como sendo um blogue, isso ainda é mais bizarro. tudo ali representa o oposto da nossa ideia de blogosfera: um local onde a polissemia impera, a liberdade é lei e onde não medram os pensamentos de sentido único. No “Mais Livre” a única coisa que se aprende é a papaguear a linha oficial da candidatura. O “Pulo do lobo”, o “Quadrado” e o “Super Mário” terão muitos defeitos; mas estão a milhas desta porcaria disfarçada de blogue.

  5. Segui o link, apreciei o blog, notei que estranhamente, apesar de no fim dos comentários não haver identificação dos comentadores, os comentadores seguintes tratam os anteriores pelo nome. Verifiquei que na secção ‘links’, subsecção ‘blogues dos candidatos’, só existe um blog. Depois, não sei como, fui parar ao blog “Garcia Pereira a presidente”, a faceta mais intervencionista do respeitável advogado, ao passar os olhos pelos posts não pude deixar de concordar com a opinião dominante – Há realmente discriminação na comunicação social e ,o caso da RTP ilegalidade.

  6. Sr Boi,

    Por acaso, no avião em que ia ocorrer o meu primeiro salto, um dos meus camaradas de armas de então viu-se ligeiramente aflito quando o seu pára-quedas se recusou a abrir. Portanto, não me sobrou grande entusiasmo para colaborar com esse lindo desporto.

  7. LR: agora tem que se seguir a vossa “ideia de blogosfera” para se ser um blogue? Eu ia chamar a essa ideia de presunçosa, mas afinal é tão somente infantil. E um tanto autoritária, no mínimo, essa vossa mania dos modelos únicos. E era o que faltava, a malta ter de seguir os vossos modelos. Mas o mais interessante é tanta alegada sabedoria acumulada e afinal são vocês os únicos a não terem coragem para assumir um blogue de apoiantes ao xico-presidente. E já agora, dos outros três blogues que mencionou esqueceu-se de referir que o Pulo do Lobo tem censura prévia, o Super Mário não tem comentários e só o Quadrado e o Mais livre têm comentários abertos e livres.

    JCV: Se você clikar no “postar comentário”, tem acesso ao nome de quem postou os comentários anteriores. E se quiser que o seu comentário saia personalizado, só tem que acrescentar o seu nome no fim.

  8. Parece que temos por cá uma activista, só se esqueceu de explicar a falta de pluralidade dos links. Teria sido um pouco mais inteligente não colocar tal categoria.

  9. Margarida,

    “Modelo único” é precisamente o que se lê no “seu” blogue. eu pugnei exactamente pelo oposto. Mas “a malta” pode ir para onde bem lhe apetecer, não”tem” de seguir coisa nenhuma que eu diga; e até confesso que prefiro que vá para bem longe de mim.
    Os outros blogues podiam estar escritos em mandarim, que continuariam a ser infinitamente mais interessantes que o seu “Mais Livre.” E, já agora, porque é que este será um “blogue do candidato” se o Jerónimo não lá escreve e as opiniões ali vertidas não comprometem a candidatura?

    Quanto a isso do “xico-presidente”, talvez daqui a 10 anos, quem sabe…

    JCV,
    Não estás bem a ver a peça. Eles colocaram a categoria precisamente para se ufanarem de ser o único blogue “do candidato”. Sei que não faz sentido mas “a malta” é asssim.

  10. JCV: trago para aqui o que lá está, para apreciar:

    “Este é um blogue de apoio à candidatura de Jerónimo de Sousa às eleições presidenciais.
    Não é um blogue do PCP, nem as opiniões aqui expressas representam a candidatura ou outra opinião que não a do autor do texto. Aquilo que nos move é a ideia comum que Jerónimo de Sousa será o candidato presidencial da viragem e que melhor poderá defender e avançar na construção de um “país mais livre, mais justo e mais fraterno”.


    Autores
    André Levy
    Irene Sá
    Ivo Rafael Silva
    Filipe Diniz
    Manuel Gusmão
    Tiago Mota Saraiva

    Links
    blogues dos candidatos
    jeronimo de sousa

    blogues que apoiam jerónimo de sousa
    ad argumentandum
    analfabeto político
    bandeira vermelha
    cadaval com jerónimo
    o comunista
    moinho vermelho
    pantanero
    randomblog02
    tinta fresca
    a voz do proletário

    blogues sobre as presidênciais
    alegre presidente
    alegra portugal
    amnésia©anibal
    arma do povo
    bodegas
    boina frígia
    cantigas do maio
    cavaco fora de belém
    escavacar o cavaco
    garcia pereira a presidente (novo)
    great portuguese disaster
    hiper-cavaco
    lobo-cordeiro
    mandatário digital
    mega cavaco
    o presidente sou eu
    o quadrado
    osoarix
    pulo-do-lobo
    razão das coisas (novo)
    stop cavaco
    super alegre
    super cavaco
    super mário
    venha o diabo
    venham mais cinco
    xatoo

    Nota: todos os blogues mencionados têm obviamente links.

  11. LR: eu quando quero também só leio o que me apetece, mas de facto, o que lá está escrito é “Este é um blogue de apoio à candidatura de Jerónimo de Sousa às eleições presidenciais”. Repito: Este é um blogue de apoio…

  12. Então, como é que eles se lembraram de escrever “no tópico que diz respeito a ‘blogues dos candidatos’, temos apenas o de Jerónimo.”
    Em que ficamos? É de apoio ou é do candidato?
    Safa, vocês nem espertos conseguem ser.

  13. Luisa,

    A minha única curiosidade era ver como é que a Margarida saía desta.
    Quanto ao “Mais Livre”, já vi que me enganei: julguei que se estavam a auto-promover, mas existe um outro blogue que é mesmo “do Jerónimo”

  14. Luís tenho-te por um menino inteligente… Custou mas chegate lá…
    o único blog do candidato é o do Jerónimo… Já dei link mais acima….
    Quanto aos blogs sobre presidenciais o mais livre tem lá muitos, quase todos por sinal…
    Quando não queres ver tornas-te cego…

    Ningué no mais livre afirma que é único. Abre os olhos.

    Abraço, João

  15. João,

    A diferença é que eu reconheço o erro; eles só farão marcha-atrás no que quer que seja depois de recebido o competente fax da Soeiro…

    Margarida,

    Não. Aquilo continua a ser um grotesco exercício de papagueação de “verdades” oficiais disfarçado de blogue. É até tristonho.

  16. desculpa lá Luís mas não leste bem, insisto…
    Se leres o blog até lá consegues encontrar textos de homenagem ao João Amaral…
    Não daquelas cenas à moda do Francisco Louçã… Mas divulgação da homenagem ao homem, reconhecendo as divergências… Texto esse que mereceu comentários…
    Mas tu não leste, analisaste de forma sectária…Da mesama forma que acusamos os senhores autores do blog de actuarem…
    Cumprimentos.

  17. Escrever um texto de homenagem, agora que o João Amaral já não ameaça ninguém, é coisa cómoda. Não me parece que ele tenha sentido esses desvelos por parte dos seus camaradas nos últimos meses de vida. Como aliás refere um dos comentários: “O João Amaral foi excluido das listas pela Direcção do Partido, apesar de ele, mesmo doente, ter demonstrado disponibilidade para voltar a ser deputado pelo Porto.”
    Mas enfim, até aceito o que li como sincero. Lamento é que fechem essa prosa com um rasteiro “Mas independentemente do que os opinion makers pretendem fazer crer, João Amaral escolheu morrer comunista e militante do PCP” e que voltem a usar o nome do falecido para atacar o adversário: “Isto demonstra que Louçã só foi ao lançamento do livro de João Amaral para ser visto e não porque tivesse muito respeito pela sua memória.” Feio.

    Por acaso, também trabalhei com o João Amaral e desconfio que ele seria o primeiro a abominar estas evocações utilitárias. Mas é só um feeling.

  18. Mas se se evoca é porque se é utilitário, se não se evoca é porque se é sectário… Mas que o João morreu comunista, morreu.

  19. Que descaramento, depois do que fizeram a João Amaral vêm agora com estas tretas, o Sr. até pode ter morrido comunista, mas concerteza não do PCP.

  20. Não achas que essa aparição do Louçã teve a ver com aquele comentário canalha no final do debate com o Jerónimo????
    E o que achas do cumprimento do Luçã e do Daniel no funeral do Cunhal ao Carvalhas e ao Jerónimo? Achas que foi inocente ou achas que foi para se mostrar???

    A canalhice é feia… venha de onde vier…
    e quanto a canalhice, estamos conversados…

  21. Caro JCV

    João Amaral morreu militante do PCP pois nunca foi expulso do partido nem dele se demitiu. Isto são factos.

  22. Para mal da história os factos documentais nem sempre correspondem à realidade dos acontecimentos.
    E é desagradável que além disso se tente agora reescrever a história.

  23. Eu não disse que o João Amaral concordava com a linha da direcção do PC.

    Eu não disse que ele não defendia uma “renovação” do PC.

    Eu não disse que ele foi muito bem tratado, ou que tratou muito bem a direcção do PC.

    Eu apenas alertei para factos: O João sabia que ia morrer e decidiu morrer militante do PC. Apesar das divergências “profundas”.
    Isso são os factos.

  24. Quanto a comentários menos elogiosos ao João Amaral talvez um dirigente do Bloco deva fazer um esforço de memoória e relembrar-se de um artigo que escreveu sobre os discursos do João num jornal nacional de referência… Claro mas aí o João ainda era dirigente nacional do PC e portanto um alvo.

  25. Que João Amaral não se tenha querido apartar de algo porque lutou durante muitos anos compreendo. No entanto é público (se nao eu não o saberia, nem o presidente da Junta Conheço)que João Amaral estava completamente em desacordo com as vozes do Centro de Trabalho e as vozes com ele, é por isso que acho muito desagradável observar agora uma ténue tentativa de reescrita da história.

  26. Meu caro eu não pretendo reescrever coisa nenhuma. tinha pelo João Amaral respeito. Concordava com ele numas coisas e discordava dele noutras. Acontece o mesmo com quase todas as pessoas que vou conhecendo. (não conheci o João Amaral pessoalmente). Não posso deixar de criticar também aqueles que se aproveitam da memória do João Amaral.

    Mas apenas referi factos. Não reescrevi coisa nenhuma. O que já é reescrever a história é afirmar:”Que descaramento, depois do que fizeram a João Amaral vêm agora com estas tretas, o Sr. até pode ter morrido comunista, mas concerteza não do PCP” é que é descaradamente reescrever a história.
    Cumprimentos

  27. ahahhaha

    Esse excerto se aparecesse descontextualizado da sequência de comentários hoje aqui escritos daria uma ideia bastante diferente da ideia que expressei, não queira reescrever-me a mim também. E quando utilizei a palavra reescrever estava a referir-me aos elogios póstumos do “Mais livre”, não me estava a referir a si João. A menos que tenha sido o autor do elogio.

  28. O que eu pretendi dizer é que quando afirma que o João Amaral não morreu militante do PCP está a reecrever a história. Morreu militante do PC por decisão dele. Isso são factos. Não descontextualizei nada JCV. Não altere a história ao afirmar que o João não era PC.

  29. Deixo aqui mais uma sugestão para a Margarida. Já vi que pesquisa bem…
    Há alguns anos um dirigente do bloco, um dos dois que agora fazem a campanha presidencial, deixaram numa coluna de opinião de um jornal de referência (não sei se o DN se o Expresso se o Público) opiniões sobre as opiniões “burguesas” do João Amaral… vá procure, porque existe, e vai certamente encontrar… Cumprimentos

    PS Quanto à sua pesquisa do plágio do Louçã está de parabéns…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.