Seguro, diz lá à malta

Se nós tivéssemos em Portugal um governo que não tivesse maioria absoluta no Parlamento, eu já teria dito, em nome do PS, que votaríamos a favor, fosse ele qual fosse, porque Portugal neste momento não poderia deixar de ter Orçamento e é do interesse nacional assim proceder.

António José Seguro, 8 de Outubro

Após a apresentação da proposta do OE2012, as hipóteses de votar contra já subiram para 0,0002%, ou estás à espera ainda de “ver se o Orçamento de Estado serve o país”? Vê lá bem, tu e o “colectivo“, estuda isso a fundo, faz mais uma reunião com o Cavaco ou com o Passos se não perceberes alguma coisa (não te esqueças de levar os jornalistas), se calhar o governo até tem razão e isto é tudo justificado pela irresponsabilidade do Sócrates, e o importante é o “interesse nacional”. Seja o orçamento qual seja, e ele aí está, apesar de nos enviar directamente para o fundo sem passar pela casa de partida.

PS: Não leves a mal o tom, não é desrespeitoso, é “afectuoso”. Percebes, não é?

8 thoughts on “Seguro, diz lá à malta”

  1. É terrível: tenho apoiado o Partido Socialista desde as Legislativas de 1975, mas este partido de Tó Zé Seguro não verá o meu voto. Que fazer?

  2. O voto do PS, neste OE, vai ficar partido ao meio no caso de Seguro não votar contra. Prevejo eu, porque este OE é uma provocação ao Povo Português em geral e ao PS em particular.

  3. Contem também comigo se pela primeira vez não votar PS em eleições sejam elas quais forem : legislativas, autárquicas, parlamento europeu.
    Votar a favor deste orçamento é assinar de cruz o afundamento deste país. E para esse peditório eu não dou. Só se for roubado como acontece com o 13º. mês e subsídio de férias. Então andei eu 45 anos a trabalhar, durante os quais fiz um acordo com o Estado, em que descontei todos os anos 14 meses do meu salário e o meu patrão idem, idem, aspas aspas, e agora vêm estes calhordas e rompem a seu belo prazer esse contrato?
    Filhos da puta!

  4. mas este calhordas do seguro já se esqueceu da tourada que foi o ano passado para se absterem no orçamento com tanta reunião e pintelhices e agora ainda admite votar a favor lindo caminho leva este ps da minha parte lá vai mais um para o voto em branco.

  5. Este Seguro não é mais que um animal de companhia do PPC.
    Deve ser alimentado a Pedigree Pal Gourmet, 3 euros a latinha.

  6. a dor de “corno” é terrível e difícil de digerir… [diz-se]
    Lamento que devido à “cegueira” de alguns ressabiados, o PPC vai somando pontos e vai conseguindo levar a água ao seu moinho, com a ajuda [disfarçada] do PR de alguns portugueses.
    Tomem uma Aspirina…

  7. Já o disse anteriormente e insisto: Este “(in)seguro” faz-me lembrar uma má colheita vinícola, “muita parra, pouca uva e 11,5% de grau alcoólico”. Não passa de uma mijoca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.