8 comentários a “Grandes verdades”

  1. Claro que o Relvas não tem um curriculo qualquer…. pessoalmente eu gosto do facto de ter sido presidente da assembleia do Associação de Folclore da Região de Turismo dos Templários… não percebo é porque tirou Ciência Política… Vê-se mesmo que foi um apso da Universidade, ele queria uma licenciatura em Rancho/Dança (das cadeiras)!!!

  2. Pois, pois. Falem, falem. O Relvas deu cartas na comissão da AR, acabando em grande, ditando governação, para que os patetas mansos que o interrogaram entendessem de uma vez por todas que a ERC o tinha declarado inocente. Os patetas dos deputados da famosa esquerda portuguesa, neste caso unida na humilhaçâo perante um ministro omnipotente e prepotente, nem foi capaz de ensaiar uma pateada, uma vaia, uma coro de assobios, como aquele de Mafra, de gente comum, daquela que “se sente porque filha de boa gente”.
    E já agora, que estamos em vesperas de greve dos médicos, estes, pela voz dos seus sindicatos e da Ordem, asseguram-nos que estão a lutar pela sobrevivência do SNS. A mim parece-me que têm razâo no que dizem. Se é assim, onde pára a promessa de José Seguro de vir para a rua se estivesse em perigo o SNS? O rato escondeu-se no Largo do Rato. Sigam em frente, PSD/CDS, que o caminho é todo vosso. Acabem com esta merda de vez. Pelo menos trinta anos de regressâo, com a benção dos esquerdalhos e a complacência de um PS-Seguro pela trela do antisocratismo.

  3. É apenas uma questão de português…
    O que o Damásio queria dizer era que o Relvas não tem qualquer curriculum.

  4. apesar de a entrevista que tenho em link acima ser em canal fechado e não ter merecido repercussão nem comentários nos opinion makers e em lado nenhum, basicamente, ja´deu direito a que o entrevistado tenha de andar com seguranças lá no Porto. Há sempre ouvidos atentos,mas os errados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *