Ladies and gentlemen

O metro de Londres acabou nos seus altifalantes com a saudação “ladies and gentlemen”, por esta ter sido considerada “fora de moda” e sentida como “ofensiva” por utentes que não se consideram nem ladies nem gentlemen. Trata-se, aparentemente, de lesbians, gays, bisexuals e transgenders.

É mais um avanço da luta pela igualdade ou neutralidade de género, causa que vai progredindo irresistivelmente através de uma multidão de “pequenos passos”, até à vitória final.

Não sei onde estaremos quando chegarmos à vitória final, mas imagino que, do ponto de vista linguístico, será assim:

– Os pronomes pessoais de dois géneros, nas línguas em que os houver, serão substituídos por um pronome pessoal neutral, como já está a ser experimentado por militantes sueco(a)s na(o) Suécia(o). Em português, por exemplo, ele e ela poderão ceder o lugar ao neutral eli. Criar-se-á assim uma saudável incerteza acerca de quem falamos. Por exemplo, quando dissermos “Eli deu à luz”, ninguém saberá se estamos a falar de uma parturiente ou de um electricista barbudo, se ainda não tiver sido proibido o uso de barba.

– Os artigos definidos e indefinidos dos dois géneros (em português o, a, um e uma) serão implacavelmente eliminados. Há línguas que não têm artigos definidos e os seus falantes, como é bem sabido, são muito mais felizes. Os artigos indefinidos, quando muito, poderão ser substituídos por pequenos grunhidos neutrais, tipo oink, hein, uh, ahn, etc.

– Os pronomes possessivos serão neutralizados. Em português, meu/minha darão lugar a, simplesmente, me.

– Os substantivos com género, onde os houver, serão impiedosamente neutralizados. Os que têm o mesmo radical e apenas diferem pela vogal final, como menino/menina, senhor/senhora, etc. poderão ser substituídos por excelentes neutrais como menine, senhori, etc. No caso de terráqueo/terráquea, a óbvia solução seria terráque, mas é melhor procurar outra coisa, para não se confundir com traque quando pronunciado com dois rr.

– Os outros substantivos, como cão/cadela, cavalo/égua, pai/mãe, etc. oferecem porventura maior dificuldade. Em princípio, os mais neutrais canídeo, equídeo e progenitor seriam bons. O problema é que, em português, essas palavras ainda são do género masculino. Por isso talvez fosse melhor optar por canide, equide e progenite.

– Assim, quando se quiser dizer: “Vou andar a cavalo com o meu pai enquanto a minha mãe passeia o cão”, passaria a dizer-se: “Vou andar a equide com me progenite enquanto me progenite passeia canide”. É simplesmente linde e bué neutral!

– Há ainda palavras de género neutral, como isso, mas que parecem masculinas, pelo que isso passará a isse.

Vamos a isse?

21 comentários a “Ladies and gentlemen”

  1. eu não consigo perceber o que tem a ver o cu com as calças : as lásbicas , os gays , os bi e o que mudam de sexo não são homens e mulheres ? ou cosem o pito ou cortam a pila e ficam género aqueles bonecos de plástico ?
    se for assim , sexo ( as caracteristicas sexuais ) ter a ver com sexualidade vai ser uma confusao com as equipas de bola , balneários e wcs :) :) ( em vez de alargarem o mercado , ainda o mermam…pensem bem no que estão a cozinhar no caldeirão dos feitiços …)

  2. eu não vou nisse – só vou com o artigo hilariante. :-)

    meter a língua e o vernáculo no pseudo-preconceito é coisa, de gente tola, preconceituosa. cambada de bichos confusos e indefinidos que bem visto, não sabem o que querem ser após o direito de serem quem quiser.

  3. Olinda , genial essa tua tirada . pois , ele há gente eternamente insatisfeita , invejosa , que quer sempre o que o vizinho tem , quem sabe nesses do género a neurose virou-se para aí :)

  4. a ser genial só mesmo com a virgula que está em falta: que, bem visto,.

    (ai! se a gramática reclamar e vier a vírgula logo a seguir! metem-nos a escrever francês.) :-)

  5. Isto recorda-me uma polémica semelhante havida cá pelo recanto há algum tempo.
    Alguém então escreveu que quando fosse de manhã à pastelaria tomar o pequeno almoço, em vez de pedir uma bica e um queque, iria pedir antes um bico e uma queca.

  6. O Metro de Londres passa a respeitar a identidade de todas as pessoas, sem ofender nem molestar ninguém.

    E desta vez o valente Cavalheiro Júlio perdeu uma excelente oportunidade para pensar primeiro e, eventualmente, escrever depois.

    É pena.

  7. Interessante que ninguém repare que a expressão “ladies and gentlemen” não exclui apenas, nem principalmente, as pessoas mencionadas acima. Por exemplo, a partir de hoje, o triste e tão previsivel autor deste post indigente passara a ser saudado ao entrar no metro de Londres. De que se queixa ele, então ?

    Boas

  8. ah , já percebi tudo com estes últimos comentários : o motivo de acabarem com o ladies e gentleman é por causa dos sem abrigo e indigentes tanto físico como mentais . está certo,

  9. Cada vez sinto mais o desaparecimento de verdadeiras Senhores e Cavalheiros.
    Nostalgia de uma compostura que gerava serenidade e respeito por todos.
    Sem exclusão de gostos, práticas, e individualidades exóticas no estar.
    Senhoras e Cavalheiros que respeitavam o outro e, nunca tratariam uma opinião interessante e bem humorada como indigente.

  10. eu não achei a opinião do Júllio indigente , ok . achei piada , acho indigente mental quem acaba com senhoras e cavalheiros por questões filhas de pai incógnito ou sexo incónigto , sei lá.

  11. Julgo que não tratei uma opinião “interessante e bem humorada” como indigente, mas gostos são gostos e admito poder enganar-me, e até comportar-me como um saloio. Bom, suponho que sempre me resta a possibilidade de ir para o metro de Londres…

    Boas

  12. giro , giro , é ver a roda a girar e a voltar a dar o mesmo. fui ali e pim , duas notícias , uma em inglaterra , outra em ibiza , patati anúncios sexistas , toca de tirar el culo de la chica porque assim eassado. vamos a apostas ? quanto tempo faltará para termos de andar vestidas de burka ? e tudo às mãos dos lgtb que têm a fezada ( errada) que cultura um día se sobreporá à biologia e serãor todos bi no sec. XXII :) :) de mijar a rir , isto.

  13. Sir Vítor Lady Vitória:
    em que é que ‘ladies and gentlemen’ desrespeita a identidade de alguém? Para si era mesmo respeito a dobrar.

  14. Muito obrigado pela tentativa de ofensa, Plebeu.

    Para ti, pelo contrário, será sempre duplamente desrespeitoso.

    It´s feather…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *