3 thoughts on “Temos de ajudá-lo a começar o mandato com dignidade”

  1. Temos de ajudá-lo a começar o mandato com UM MÍNIMO de dignidade.

    Mas, cuidado, só até ao ponto em que ele o mereça (como os Professores fazem aos gandins que se portam mal nas aulas…): sempre alerta, portanto, a todos os “sinais suspeitos” e, sobretudo, com os sentidos todos postos no desenvolvimento do “Processo BPN”, é bom que não nos esqueçamos do essencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.