Suspeita-se que Cavaco Silva não está à altura da responsabilidade exigida a um Presidente da República

Não? Não é verdade? Tudo bem. Mas a suspeita fica, ok? Até porque é de graça, e tem graça.

Ou há moralidade ou suspeitamos de tudo e de todos.

6 thoughts on “Suspeita-se que Cavaco Silva não está à altura da responsabilidade exigida a um Presidente da República”

  1. Não, não e não. As suspeitas têm de ser mais precisas senão não dão noticias.
    Suspeita-se que parte do dinheiro do Sr. Dias Loureiro metido no BPN pertence na realidade a Cavaco Silva, sendo um pagamento de luvas referente a um contrato da Manuela Ferreira Leite com o Citigroup, em que Albarran e Pedro Santana Lopes serviram de intermediários, logo apos a perda de mandato de Isaltino Morais.
    Assim, com 70% de palavras que façam parte de uma história qualquer que envolva os nomes referidos ou próximos. Se é para os fazer provar do seu próprio veneno há que ser mais preciso.

  2. Há muito que presencio e era para o dizer, que Cavaco Silva é o D. Sebastião, que todo Portugal esperava surgir numa noite de nevoeiro. E é ele mesmo. Reparem que chegou todo envergonhado, só aparece para fazer comentários que param o País e depois não sai nada de interesse. Veio todo acutilante, mas não passa de moço de recados. Cheio de medo, porque teme perder o lugar. Autoritário, mas na Madeira, não passou de um faxina de Alberto João Jardim. De um turista, porque anda sempre a passear a sua Maria, e não arranja benesse nenhuma, para a economia de Portugal, que tanto se vangloriava. De não se saber expressar, porque come as palavras, em vez de saber comer o bolo-rei.

  3. não podia estar mais de acordo com o comentário do Manuel Pacheco.
    há figuras que só servem para espantar. completamente incapazes de atrair o que quer que seja de bom. isso tem um nome.

  4. a suspeição não fundamentada está a tornar-se no desporto nacional de eleição. e não falta quem o queira classificar de serviço de interesse público.

    o ferraz da costa veio dizer que se rouba de mais para a dimensão do país. o que vale é que está tudo de férias: as autoridades, o estado e o país. e o verão é uma boa desculpa. afirmar isto depois de dizer que os defensores da alta velocidade só querem ir a madrid para ver o cristiano ronaldo é um atestado de competência para o que quer que o senhor faça.

    mas a frase diz tudo: roubar à proporção faz todo o sentido. mas muitos a quererem roubar, ou poucos a quererem roubar muito é que não tem pés nem cabeça. pois… e quem é que rouba? pois é, continuamos sem saber.

    fala ainda de competitividade e tivemos uma sorte do caraças dele não se ter queixado que os trabalhadores das grandes superfícies saiam com os plasmas debaixo do bracinho sem pagar ou os da auto europa com assentos do sharan na cabecinha a disfarçar de chapéus.

    mas tinha que entrar na poça a pés juntos. então não é que afirma que o problema do país foi, após a entrada para a união europeia, não se ter apostado na valorização dos recursos humanos em vez das infra-estruturas como aconteceu.

    ora, de quem é que ele pode estar a falar?… do cavaco silva, certo! e quem era a ministra da educação?… a ferreira leite, muito bem! o concorrente já acumulou cem euros de prémio. quer continuar?

    claro que não pode. o candidato está desclassificado porque à época babava-se com as auto-estradas e outras obras públicas, com as empresas de vão de escada a que o relatório porter atribuía algum mérito e com o modelo irlandês. e não perdeu o jeito porque ainda lhe parece melhor bater no fundo como está a acontecer com a Irlanda.

    cabecinha tonta, actual presidente do fórum para a competitividade e o ex-uma porrada de coisas incluindo comandante dos industriais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.