O cónego dos bombistas

Em Braga lá puseram a estátua do Cónego Melo no seu pedestal. O socialista Mesquita Machado não se queria ir embora sem se certificar que o amigo dos bombistas dos anos 70 tinha mesmo o seu bronze a dominar uma rotunda. “Era um bracarense dos sete costados” – disse o autarca, justificando a homenagem (votada só pelos socialistas locais, com a abstenção dos partidos da direita). A expressão correcta seria “dos quatro costados”, mas pelos vistos o cónego tinha sete. Coisas do Minho profundo, presumo.

Talvez o próprio Mesquita Machado, outro bracarense dos sete costados, lhe queira fazer companhia em cima do pedestal daqui a uns anos. Com catorze costados, seria uma estátua única no mundo.

37 thoughts on “O cónego dos bombistas”

  1. Que o cónego era apoiante do Spínola, do MIRN e do FLN, já toda a gente sabia…
    Que o PS tenha sido o único partido, na AG de Braga, a votar pela homenagem a este fascista, só pode ser entendido como uma retribuição dos “socialistas” ao papel do Melo na contragolpada do PREC. O “gajo” era tão bom, que nem a direita apoiou a estátua…

  2. “O “gajo” era tão bom, que nem a direita apoiou a estátua…”

    a direita só apoia o que lhes rende votos e tomates é coisa que apreciam em salada. se não vives em democracia de partido único, se tens liberdade e alguns direitos, em parte podes agradecer ao cónego e se tens dificuldade em admiti-lo publicamente é porque és hipócrita ou comuna, o que vai dar ao mesmo.

  3. Olha o Ignatz…
    Pareces o Rotweiler de serviço. Quanto é que te paga o Valupi para lhe guardares a tenda?
    És um cómico, pá e não sabes nada de história. O teu ódio ao PC é tão grande que até apoias um fascista. Como se uma coisa justificasse a outra…
    És mesmo um idiota e continuas a não dar uma para a caixa. Vai-te curar!

  4. Espero que também haja a coragem de, na rotunda mais próxima, colocar um pedestal com um busto do padre Max, de Macieira da Lixa, que foi vítima de um atentado bombista nos idos de 1975!

  5. Só um “faxista” pode defender um fascista como cónego Melo. Fez o quê pela democracia? Ó meu rato parolo, o homem financiava e apoiava grupos terroristas que faziam tudo para retomar ao regime fascista do teu bolorento amigo salazar. Sim, queimar sedes de partidos e assassinar militantes ajudou, sem dúvida, a purificar o regime actual. Cura-te, pá!

  6. Disso estás bem livre, Zé da Póvoa. O Padre Max, vilmente assassinado com a mulher que o acompanhava pelos amigalhaços do cónego, não era bracarense e só tinha quatro costados, como o comum dos mortais.

    Mesquita Machado é um reles que ergueu uma estátua a outro reles como ele. Com este acto pretende passar a pasta à direita nas próximas autárquicas. Se calhar tinham tudo combinado.

  7. O Conego Melo , o Correcio, o Ramiro Moreira, eram farinha do mesmo saco.

    O assassinato do Padre Max que seria candidato pela UDP nas eleições de 1976 no distrito de Vila Real, e da estudante Maria de Lurdes militante do mesmo partido, mostra bem que o Conego Melo não hesitava perante nada , e era capaz de mandar assassinar sacerdotes católicos.

    Este caso passou-se meses depois do 25 de Novembro.e prova o estado de podridão a que chegou nessa altura a diocese de Braga.

    Que o Partido Socialista se tenha prestado a esta vergonha, que António José Seguro eleito pelo distrito de Braga , não tenha a coragem de repudiar esta afronta aos sentimentos democráticos do povo bracarense, e do resto do pais, demonstra também, a que estado chegou o PS.

  8. os táxistas-leninistas não se queixam da profusão toponímica otelo saraiva de carvalho que para aí existe, legalizada por assembleias municipais, portanto podem propor o nome FP25 para baptimo da rotunda onde botaram a estátua do padre, sempre ficam a ganhar em área e número de mortos. acho que foi o mesmo mário soares que condecorou o cónego que indultou o camarada otelo.

  9. O Mesquita Machado é um sucialista com um um irremediável pendor para os padres-negociantes. Há coisa de 30 anos fazia várias viagens a Toronto para conversar com um padre dos arredores que estava metido até às orelhas em toda a espécie de negócios. O padre morreu num acidente muito estranho. Se essa treta governamental durar mais um tempo, o Mesquita ainda bota estátua ao sócio do Canadá. Raio de sucialista…

  10. E o que diz o vice-presidente da câmara e candidato do PS à CMB sobre este assunto?
    E o inSeguro tem alguma opinião?

  11. Foi a coragem do Otelo, e de umas centenas de militares, minha besta, que te permite hoje escreveres o que escreves , sem medo de ires parar a Caxias ou Peniche, depois de passares umas horas na António Maria Cardoso.

    Comparares o capo de bombistas Melo, a um dos homens, Otelo, a quem deves a tua LIBERDADE, prova bem o que estado mental a que chegaste.

  12. Ó ignatz, realmente, há terroristas e terroristas, mas uns são mais terroristas que outros.

    Só por curiosidade, onde está o problema com a expressão 7 costados?

  13. afina, pacheco! o marócas quando viu a democracia a descambar do voto para a lambada soube encontrar apoios para mudar o rumo à coisa, o cónego melo foi um deles e não acredito que lhe tenha pedido para incendiar sedes do pcp ou pôr bombas nos simcas dos maximes, como tamém não pediu aos oteleiros das brigadas para fazerem justiça popular. claro que a comunada não gostou e ainda hoje reclama na rua aquilo que não consegue nas urnas, enquanto que a direita entendeu rápidamente o que é a democracia e por isso continuamos a viver em regime de empata. o cónego viu a sua ajuda recompensada com uma comenda e, agora, uma estátua e ao otelo foi perdoada uma saraivada de crimes que faria inveja às brigadas vermelhas. portantos estão quites e não façam ondas.
    nota: se leres os processos o mldp era uma coisa amadora feita por filhos da puta e as fp eram uma coisa profissional operada por bandidos.

  14. Todos querem reescrever a história, no sentido que lhes é mais favorável. Mas no fim , depois de tudo muito bem peneirado, é tudo farinha do mesmo saco

  15. “… depois de tudo muito bem peneirado, é tudo farinha do mesmo saco”

    se não misturares, a do 1/2 aproveita-se para uso humano e a dos extremos, quando misturada em partes iguais, para dar aos animais. peneiras à parte.

  16. os “os sete costados” não sei se é do minho,mas sempre ouvi dizer dessa forma.quanto ao fascista conego melo pergunto: se não foi um presente envenenado para o proximo candidato PS à autarquia? que vai dar jeito a oposiçao na campanha não tenho duvidas. o “bombista” tinha muitas admiradoras!

  17. augusto,na coreia do norte,há milhoes de conegos melos,mas ao serviço do partido comunista local que tem a bençao de jeronimo sousa e seus filhotes!

  18. “Era um bracarense dos sete costados” = era um bracarense convicto

    “dos quatro costados” = por descendência dos avós maternos e paternos

    “Com catorze costados” = divagações julianas sobre o pedigree do mesquita

  19. Porra, atão não se percebe perfeitamente os sete costados que em sede própria estou farto de explicar?

    Isso é falta de conhecimento de um dos progenitores ou como soi dizer-se em português de lei trata-se de filhos da puta.

  20. oh nanómetro! os galhos genealógicos passam de 4 para 16 e 7 costados só fazem sentido para atestar a genuidade da tua ignorância primária.

  21. Nuno CM estou-me borrifando para o Jerónimo e para a Coreia do Norte.

    Aqui comentei a afronta , que Mesquita Machado e o PS de Braga fizeram a todos os democratas, ao permitirem que a estátua de UM CAPO DE BOMBISTAS, pudesse ser erguida numa Praça de Braga, e também o VERGONHOSO silêncio de António José Seguro deputado eleito por esse circulo.

  22. és muita estúpido, ignóbil, estúpido e repetitivo com a merda da piadola métrica – já percebemos que sabes um básico de medição mas não te chega a perspicácia para mais.

    De onde caralho, alminha estúpida, é que daquilo que eu escrevi ressalta que os costados não são quatro e sim sete?

    És tão estúpido que nem percebes o que é uma piada? Que o facto de se falar em sete costados implicará que há desconhecimento da identidade dos oito bisavós? E que assim havendo um em falta se pode dizer que a mãezinha não sabia quem era o pai do rebento? E que assim, neste caso concreto, bem se pode falar em filhos da puta?

    Queres o boneco, oligofrénico das dúzias.

  23. Mais uma vez, o que incomoda NUNO CM não é a existência dos filhos da puta.

    O que o incomoda é que os filhos da puta não estejam no clube dele.

    Se estivessem (e muitos estão) estava-se marimbando nessa democracia do partido único dos filhos da puta.

  24. oh nanómetro! faz lá o desenho para ilustrares a tua ignorância aqui à família salicílico.

    “És tão estúpido que nem percebes o que é uma piada?”, descodificando a piadola:

    “Que o facto de se falar em sete costados implicará que há desconhecimento da identidade dos oito bisavós?”, cenário errado, 8-7=8 só se for com o milagre económico anúnciado pelo maduro.

    “E que assim havendo um em falta se pode dizer que a mãezinha não sabia quem era o pai do rebento?”, enrredo falacioso, não sabe, não quer revelar, não quer assumir ou tá-se cagando para isso. tamém nada justifica que faltando um tenha de ser macho.

    “E que assim, neste caso concreto, bem se pode falar em filhos da puta?”, moral reaccionária, que revela marialvismo bacoco e o desprezo com que a comunada trata as mulheres e as mães solteiras.

  25. Num derradeiro acto de caridade, faço-te novo boneco, ignóbil inaciano. No caso em apreço, custa-te, como aos do teu clube (não confundo os adedptos do clube com os do partido são cenas diferentes), saber identificar correctamente um FILHO DA PUTA.

    Confundes carácter com a justa luta de géneros e feminismo. Não passas de um bronco literal. Um carroceiro com uma metrologia (a bandeirada) na cabeça: um taxista, se nos reportássemos aos tempos que correm.

  26. logo vi que eras maquinista da locomotiva do pugresso e fazes destas interpretações linguísticas os apeadeiros da linha revolucionária que nos levará de volta ao passado glorioso da era sputnik. escrito ou dito não interessa, o que conta é a interpretação que se dá à coisa num quadro patriótico de esquerda ou direita, tanto faz em recandidaturas comunas fora de prazo como em brifes do lomba mal passados.

  27. pugresso e revolução, taxista, é pôr estátuas de bombistas e filhos da puta.

    assim se defende todo um programa político: o do filho da puta bombista.

  28. “pugresso e revolução, taxista, é pôr estátuas de bombistas e filhos da puta.”

    tamém acho que não havia necessidade, mas continuo a não perceber porque é que há 4 ruas otelo saraiva de carvalho, palmela, serpa, benavente e grândola e ninguém reclama. deve ser por, como já alguém disse acima, as bombas da esquerdalha serem mais humanas que as de direita.

  29. Se calhar por já terem os nomes das ruas postas quando houve as FP-25.

    Otelo foi julgado e condenado. O Melo safou-se sempre a esses pormenores da decoberta da verdade.

  30. foda-se nuno cm, então peça para o seu clube meter também uma estátua aos bombistas da extrema esquerda, pá. vai ver que o vão ouvir, tudo a bem da amizade entre os filhos da puta.

  31. Estão muito bem um para o outro, o cónego Melo (não será antes Mello?) e os xuxas tipo Merdita Machado.

    Se ainda fosse vivo e fosse o Regedor de Braga, o Mello também faria erguer uma estátua ali na praça ao Machadito e outra ao Seguro, dois baldes de merda que envergonham os verdadeiros socialistas dos quatro costados.

    A propósito, onde andam eles?

    E tu, ratatalho retardado, vai chupar o caralho. Dás uma péssima imagem dos apoiantes do PS, ignorante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.