Vinte Linhas 573

Ruy Castro não é Ruy Belo, Ruy Belo não é Ruy Castro

As revistas antigas, os chamados magazines, fazem as delícias das pessoas à espera da consulta. Há mesmo a expressão «revistas de consultório».

Habituado à Flama, ao Século Ilustrado e à Vida Mundial, espero numa sala de espera e descubro uma pérola jornalística na edição da Revista Pública de 30-5-2010.

Trata-se, nem mais nem menos, de uma errada citação de uma frase de Ruy Castro. Assim: «A selecção se divorciou do povo. Não é mais do Brasil. É um feudo de jogadores que actuam no exterior, defendendo camisas com as quais nada temos a ver». A frase pertence a um artigo (crónica) de 2007 com um título sugestivo: «Selecção sem povo». Não pode nem podia, de maneira nenhuma, pertencer ao poeta Ruy Belo que, não por acaso e a convite de Carlos Pinhão escreveu várias vezes sobre futebol no jornal A BOLA. Mas nunca poderia ter escrito «se divorciou» em vez de «divorciou-se».

Ruy Castro assina uma excelente biografia de Cármen Miranda – que nasceu Maria do Carmo Miranda da Cunha em 9 de Fevereiro de 1909 no lugarejo de Várzea de Ovelha, freguesia de São Martinho da Aliviada (Marco de Canavezes).

O seu ponto de partida é o seguinte: «Todo mundo conhece Cármen Miranda. Mas quantos sabem como a filha do barbeiro e da lavadeira portugueses, criada na Lapa carioca de 1910 e 1920, se tornou – mundialmente – uma das mulheres mais adoradas do século XX?» O livro é a resposta a esta pergunta. E há quatro versos que ficaram para sempre – «Nós somos as cantoras do rádio / Levamos a vida a cantar / De noite embalamos teu sono / De manhã nós vamos te acordar».

2 thoughts on “Vinte Linhas 573”

  1. Esqueceu-se (et pour cause!) de mencionar o clube do coração do ‘enorme’ Ruy Belo.Ainda está a tempo!

  2. Não seja maldoso, não entre em delírios nem em alucinações. Neste assunto o que está em causa é o erro crasso do «Público» de 30-5-2010 ao trocar Ruy Castro por Ruy Belo. Não vinha nada a propósito falar em clubes mas não há problema nenhum: o Ruy Belo gostava do Benfica mas tinha uma costela da Académica do seu tempo de estudante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.