De pasmar…

… é o artigo «Engenho luso», hoje, no Público, de Carlos Fiolhais. Começa assim:

O New York Times de 29 de Junho último relatava aos americanos um facto pouco conhecido deles: “Uma versão da Internet foi inventada em Portugal há 500 anos por uma mão-cheia de marinheiros com nomes como Pedro, Vasco e Bartolomeu. A tecnologia era grosseira. As ligações eram instáveis. O tempo de resposta era muito lento (uma mensagem enviada nessa rede podia demorar um ano a chegar). Mas eles construíram-na. Estavam sedentos de ter acesso ao mundo.”

De pasmar, disse eu? De arregaçar as mangas, pá.

2 thoughts on “De pasmar…”

  1. É! Mas a verdade histórica impõe uma pequena correcção, porque a internet começou muito antes.
    Um dia o meu avô Cro-magnon abriu um trilho no monte para ir à caça. E enquanto estava à espera dos auroques que vinham beber ao Côa, foi picotando uns cavalinhos numas pedras.
    Como lhe tinha caído a tecla do Delete, eles ficaram assim. Encavalitados, como as cabeças do NYTimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.