Retrato breve de Paula F.

Os teus olhos são palco da fantasia
A fronte dá uma ideia de planície
Ouvidos são o registo da harmonia
Entre a profundidade e a superfície

Os lábios trazem ondas de humidade
Da água mais antiga mais essencial
As palavras que procuram a verdade
Fazem o teu mais importante capital

A tua voz é na verdade uma bandeira
Representa o teu país, o teu território
Ele não se fecha no muro de fronteira
Nem se esconde no lugar do escritório

Maior do que o cartaz de um cinema
Teu rosto acabou a diluir-se na cidade
Não cabe mais nas linhas dum poema
Passou já a ser luz, memória, saudade

One thought on “Retrato breve de Paula F.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.