Ficheiro

Criei o ficheiro para as tuas mensagens
Que envias com a força das montanhas
Vens do lugar entre dois rios selvagens
Entre vinho, azeite, o pão e as castanhas

Quando abro o ecran é logo o primeiro
São quinze as tuas mensagens repetidas
Muito mais do que o espaço do ficheiro
Conta mais o seu lugar nas nossas vidas

Das palavras que nós trocamos à procura
De ir salvar um dia todo nuns momentos
Em que transmitimos gestos de ternura
No meio desta confusão de sentimentos

Quando oiço o teu sinal no verde ecran
Esteja onde estiver fico mesmo ligado
À tua voz doce onde é sempre manhã
E que eu levo comigo para todo o lado

3 thoughts on “Ficheiro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.