E agora um breve intervalo publicitário

cartaz-2.jpg

Para uma coisinha que eu estou a organizar. Junto vai o programa.


Europa
Todos iguais, todos diferentes
Imigração, integração e democracia
Colóquio Internacional

Lisboa, Torre do Tombo, 9 – 10 Dezembro, 2005

Organizado pelo GUE/NGL (Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Verde Nórdica – Grupo do Parlamento Europeu) e promovido pelo BLOCO DE ESQUERDA.

Dois dias de debate com a participação de duas dezenas de especialistas: responsáveis de instituições internacionais, eurodeputados de vários quadrantes políticos, investigadores sociais e activistas de movimentos sociais e de organizações não governamentais

A morte de dois jovens electrocutados no bairro de Clichy-sous-Bois, nos arredores de Paris, despoletou uma revolta que trouxe para o centro da agenda política europeia os temas da discriminação e do fracasso dos modelos de integração social.

Pouco antes, os acontecimentos em Ceuta e Melilla, bem como o incêndio que vitimou onze imigrantes no centro de detenção do aeroporto de Schipol, na Holanda, chamaram a atenção para o modo como a União Europeia vem abordando a imigração clandestina. Desde que se estabeleceu o espaço Shengen, mais de 6300 imigrantes morreram ao tentar chegar aos países da União Europeia.

Por outro lado, a Presidência inglesa decidiu, na sequência dos atentados terroristas de Londres, fazer da segurança a principal prioridade política da União. Em vários Estados membros, preparam-se “pacotes” legislativos que procuram convencer as opiniões públicas de que a nossa segurança exige que a restrição de garantias e liberdades individuais há muito estabelecidas.

Nas opiniões públicas, nos responsáveis políticos e nos Media, estes temas tocam-se e confundem-se. Para alguns, está em curso um “choque de civilizações”, que justifica mão pesada e Estado de excepção. Para outros, são as políticas oficiais que agravam as desigualdades entre países e dentro de cada país, gerando sentimentos de exclusão e revolta.

Eis os temas que colocam em diálogo duas dezenas de responsáveis políticos, especialistas e activistas sociais de toda a Europa. Em busca de uma alternativa que respeite os direitos humanos, promova a democracia e crie um mundo mais justo.

Sexta-feira, 9 Dezembro, 2005

14.00
Abertura

Miguel Portas
Deputado ao Parlamento Europeu – Grupo Parlamentar da Esquerda Unitária Europeia / Esquerda Verde Nórdica – membro da Comissão da Cultura e da Comissão dos Assuntos Externos – Portugal

Rui Marques
Alto Comissário para a imigração e minorias étnicas – ACIME Portugal

14:30
Painel 1
Integração e cidadania depois dos acontecimentos de Paris

Moderadores:
Cândida Pinto
Jornalista, sub-directora do jornal “Expresso”- Portugal

Miguel Vale de Almeida
Antropólogo, Professor Universitário no Instituto Superior Ciências do Trabalho e Empresa – Portugal

Participantes:
Francoise Castex
Deputada ao Parlamento Europeu – Grupo Parlamentar Socialista – membro da Comissão do Comércio Internacional e da Comissão do Desenvolvimento – França

Helena Duroj
Pedagoga e escritora – Suécia

Rui Silva Pedro
Padre, dirigente da Obra Católica das Migrações – Portugal

Sayt Akygul
Advogado para Immigration Direct – Grã-bretanha

Yann Boutang
Economista e Professor Universitário em Compiegne e no IET de Paris. Investigador do CNRS na Universidade de Paris I. Director da revista Multitudes – França

16.15 Debate
17.00 Coffee-break

17.30
Painel 2
Europa: Fortaleza ou Casa Comum?

Moderadores:
Maria Ioannis Baganha
Socióloga, Professora universitária e investigadora na Universidade de Coimbra – Portugal

Timóteo Macedo
Dirigente da Associação Solidariedade Imigrante – Portugal

Participantes:
Abdelhamid El Jamri
Membro da Comissão para a Protecção dos Direitos d os Trabalhadores Imigrantes e suas Famílias e consultor das Nações Unidas – Marrocos

Abdelkader Mohamed Ali
Ex-Deputado ao Parlamento Europeu, onde integrou a Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos – Melilla

Enrique Santiago
Secretário-Geral da Comissão do Estado Espanhol para Apoio aos Refugiados, CEAR – Espanha

Fillipo Miraglia
Coordenador da ARCI para a Imigração – Associação Cívica, Independente e de Promoção Social – Itália

19.15 Debate
20.30 Jantar

Sábado, 10 de Dezembro, 2005

10.00
Painel 3
Politicas securitárias versus direitos e liberdades

Moderadores:
Nuno Ramos de Almeida
Jornalista, Editor do Jornal “Esquerda”- Portugal

Ana Drago
Socióloga e investigadora de Ciências Sociais, deputada à Assembleia da República pelo Bloco de Esquerda – Portugal

Participantes:
Ana Gomes
Deputada ao Parlamento Europeu – Grupo Parlamentar Socialista – vice-presidente da Subcomissão da Segurança e da Defesa, membro da Comissão dos Assuntos Externos e da Comissão do Desenvolvimento – Portugal

António Cluny
Procurador Geral Adjunto no Tribunal de Contas, Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público e vice-presidente da CIVITAS..

Giusto Catania
Deputado ao Parlamento Europeu – Grupo Parlamentar da Esquerda Unitária Europeia / Esquerda Verde Nórdica – membro da Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos, e da Comissão do Desenvolvimento Regional – Itália

José Manuel Pureza
Professor Universitário e Investigador do Centro de Estudos Sociais da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra – Portugal

Sandro Mezzadra
Professor Universitário e Investigador em Ciências Sociais – Universidade de Bolonha – Itália

11.30 Debate
12.30 Almoço

14.00
Painel 4
Politicas de paz e desenvolvimento na Europa e no Mediterrâneo

Moderadores:
Teresa Cunha
Sociologa, docente do ensino superior, Presidente da AJP

Mónica Frechaut
Investigadora de Ciências Sociais, Membro da Direcção da European Network Against Racism – ENAR – Portugal

Participantes:
Clara Ferreira Alves
Escritora, jornalista e Directora da Casa Fernando Pessoa – Portugal

Cláudio Torres
Arqueólogo, director do Centro Arqueológico de Mértola e coordenador português do Programa Euromed para a Fundação Anna Lindh – Portugal

Mónica Frassoni
Deputada ao Parlamento Europeu – Presidente do Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia – membro da Comissão dos Assuntos Jurídicos e da Comissão para os Assuntos Constitucionais – Itália

Weyman Bennett
Secretário Geral da UNITE against fascism – Grã-bretanha

15.45 Debate
16.30 Coffee-break

17.00
Encerramento

Fabrizzio Gatti
Jornalista do ” L’Espresso” – Itália

Francisco Louçã
Economista, Professor Universitário da Faculdade de Economia da Universidade Técnica de Lisboa, deputado à Assembleia da República pelo Bloco de Esquerda – Portugal

Miguel Portas
Deputado ao Parlamento Europeu – Grupo Parlamentar da Esquerda Unitária Europeia / Esquerda Verde Nórdica , membro da Comissão da Cultura e da Comissão dos Assuntos Externos – Portugal

2 thoughts on “E agora um breve intervalo publicitário”

  1. É da minha vista, ou este post anda a passear pelo blogue afora?
    Uma nova geração de agit-prop: peripatética e irrequieta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.