5 aninhos

O Aspirina B de 2010 tem muito pouco a ver com o de 2005, ano da sua criação. Para além da equipa estar reduzida a dois autores e meio, pois o Confúcio só aparece quando o imperador da China faz anos, também os que participam lendo e comentando vão chegando e partindo em fluxos migratórios que alteram constantemente as interacções. Será assim em todas as comunidades, não só na blogosfera, mas em ambiente digital é mais rápida a mudança de poiso porque os laços são frágeis, volúveis e irrelevantes.

Acima, antes e no final de tudo, os blogues são irrelevantes. Mas as pessoas que neles participam, não. Donde, o que aqui fazemos só pode ser avaliado, ou compreendido, pelo que ali fizermos, pelo que acolá somos.

É este um dos princípios epistemológicos da filosofia do HTML – se o João Pedro da Costa, co-fundador da casa e meu primo oficioso, me permitir o devaneio teórico.

54 thoughts on “5 aninhos”

  1. Ao Aniversariante:
    Os meus sinceros parabéns. O estar reduzido a dois autores e meio às vezes é melhor poucos e bons. Não desanime. O Aspirina já nos está no sangue.
    Sempre para a frente.

  2. Eu tenho uma doença crónica: hipertensão.
    Tomo 5 marcas diferentes de medicamentos, diariamente, que nunca poderei dispensar…até ao último suspiro.
    Contudo, ele há mesmo um, que me é impossível deixar de engulir: Aspirina gr.
    De inicio fiquei adicto do vosso blogue muito por “simpatia” com a minha aspirina, mas, tal como a coca-cola: primeiro estranha-se e, depois, entranha-se.
    Cinco anos é muito tempo, mas podem, por mim, virem mais cinco, e mais cinco, e mais cinco.
    Blogue incontornável.
    Parece frase feita, mas é dito do fundo da minha racionalidade.
    A blogoosfera, pelo menos a minha, não seria a mesma sem o Aspirina B.
    Parabéns e mantenham a vossa linha editorial: a procura da verdade, mas, sempre, com sentido ético.

  3. Vai rir-te para outro lado, que a Aspirina está de boa saúde. Parabéns, Valupi, extensivos ao José do Carmo. Quanto ao CC, esgotado o repertório dos trocadilhos com as partes pudengas da nossa anatomia e do volumoso acervo acumulado por aventuras e frustrações do macho primitivo que saudavelmente carregamos dentro de nós, foi dar uma volta em busca de inspiração para outros temas. Quiça.
    A maioria dos «autores», porém, poderá ter-se afastado por causa do cariz marcadamente politico que o Valupi imprimiu ao blog. É claro que isto pode comprometer a “carreira” de quem tem outros objectivos…Infelizmente, na nossa democracia, muita gente cala-se ou foge porque, na pequena aldeia que somos, facilmente se aponta o dedo e se geram intolerancias. Compreendo-os. Nem todos têm a “coragem” de fazer a voz grossa de «a mim ninguém me cala», mas apenas quando se tem o tacho garantido, a “carreira” feita e o que vier depois do «a mim ninguém me cala» é apenas mais um penacho de vaidade e pesporrencia…

  4. Oh Albergaria, tanto engoles que até perdes o mapa gramatical da língua portuguesa. Aconselhava-te a ires ao médico para trocares essas substâncias que engUles.

  5. Parabens.
    É um prazer ler Aspirina B, melhor do que tomá-la todos os dias, como o pão nosso.
    Força.
    Jnascimento

  6. Bom, nesse caso parabéns às pessoas que acola são o que ali fazem para que as outras possam participar no blogue.

    Did I get it right ?

  7. e os meus parabéns também, não só aos aspirínicos de curso longo mas também aos viciados, onde me incluo embora com um programa de reabilitação em curso. Já agora: um presente?

  8. Parabéns, Valupi, brindo às tuas provocações, à tua imaginação, ao teu gosto pela polémica e à qualidade da tua escrita. Brindo ao fármaco que inventaste, para a saúde mental. Brindo também a todo o rol de comentaristas e polemistas que mantêm viva a discussão.

  9. Eu que sou um “tomador” recente do “ácido acetilissílico…”, sinto-me melhor desde que o conheci. P´RÁ FRENTE…

  10. cá estou eu para bater, e não – não é o que possa parecer, palminhas. parabéns. :-)

    (no entanto, discordo com a importância que dás, Val, às pessoas em detrimento dos blogues. está sol. um dia lindo para, como tanto gostas, pensar.)

    só um pequeno post-it cor-de-rosa fúcsia, mário, em branco, para que segures bem essas partes pudengas. :-D

  11. Parabéns a todos, pincipalmente a ti, Valupi.
    Isso dos blogues serem irrelevantes até pode ser válido para muitos, mas nunca para o Aspirina. Agora vê lá não me contraries. :)

  12. A luta continua! A partir de hoje, mesmo com provocações miseráveis com delírios e alucinações, fica prometido que nunca mais vou comentar comentários. Será melhor deixá-los a falar sozinhos.

  13. oh, Zézinho, fazes bem mal. :-)

    (os alucinados que se caguem todos e que não sejam nojentos e que metam o dedo no cu e provem do seu próprio caganço) :-)

  14. Deixem-me juntar, parabenizar os autores (já há algum tempo que queria usar esta expressão brasileira), e agradecer, como leitor e comentador, a simpatia e inteligência. E também aos comentadores habituais, que fazem deste espaço o que é, um sítio onde dá gosto discutir ideias, das mais sérias às mais tontas. Belíssima tertúlia.
    ______

    jcfrancisco, não faças promessas que não consegues cumprir. Ainda estou para perceber se esse teu curioso bando de anti-groupies que acompanham os teus posts são a sério, ou se é algum tipo de performance art.

  15. .

    Parabéns, que conte muitos e bons. Obrigado pelo passado, quanto ao futuro estamos juntos; é sempre em frentemente. Parace trivial mas não é!

  16. Parabéns Aspirina. Parabéns Valupi.
    Cinco anos é muito tempo, muito empenho, muito trabalho e, como já referiram, muita resistência.
    Merecem toda a consideração.

  17. muitos parabéns, :)))). ánimo Valupi, o aspirina segue sendo do melhor, podes estar orgulhoso.
    obrigado sempre pelos teus recordos e respeitos para Galiza, irmão.

    Venham mais cinco….. que eu pago já.

  18. Queridos amigos, como vários referiram e todos o sabem, são vocês que estão de parabéns. O Aspirina B sempre foi um blogue de forte e prolixa comunidade. No princípio, quando no elenco de autores estavam algumas das maiores vedetas da blogosfera política, as audiências eram enormes e a vida nas caixas de comentários era feérica. Depois, à saída dos autores, pelos mais variados motivos e circunstâncias, as audiências baixaram dramática e naturalmente. Contudo, as caixas de comentários continuaram um espaço habitado livre e selvaticamente, o que fazia, e faz, delas um autor de pleno direito. De resto, não me coíbo de gamar frequentemente algum do material oferecido.

    Mário, um esclarecimento: este blogue sempre foi marcada e decididamente político, não foi essa a razão da saída dos outros autores. Alguns dos que saíram, de resto, vivem da política.

  19. Val? tu que não vives da política mas antes dos rios e das pedras e das árvores (e até dos ninhinhos das cegonhas bem por cima das cabronas das scuts em aveiro :-)), diz-me: preferes um olhar romântico ou um olhar de retrete?

    (isto é uma questão séria, juro) :-)

  20. :-) agora é que me lixaste.
    (e se eu não souber dizer o que não dizes de outra maneira que não a que disse?):-)

    mas é bom, o que eu disse que não dizes. :-)

  21. Estou com vontade de brindar à prosperidade do Aspirina B com vinho alentejano em cornucópia dançarina. E viva o Aspirina B!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.