Vinte Linhas 312

«Se não acreditam no futebol, não vão ao futebol» – frase de um pobre homem que não percebe nada disto

Vítor Pereira, presidente da comissão de arbitragem da Liga de Futebol, proferiu esta frase que foi considerada uma das frases da semana que passou. Para quem, como eu, andou pelos jornais desportivos de 1979 a 2006 e fez entre 1997 e 2006 reportagens pelo País de Braga a Faro, Madeira, Açores e Itália, a frase não faz qualquer sentido. As pessoas não acreditam no futebol mas continuam a ir ao futebol por uma única razão – a sua paixão clubista. É a sensação de pertença, é a felicidade passageira de estar noventa minutos num estádio com um filho, com um neto ou com um amigo. Desde 1983 em particular que a verdade desportiva não existe pois surgiu na cidade do Porto uma nova norma – «é preciso ganhar sempre, custe o que custar e doa a quem doer».

No meu caso concreto continuo a ir ao futebol porque ainda me revejo mo emblema do meu clube, na bandeira, no cachecol, na memória afectiva do passado e do futuro. Lembro Dinis Machado que, levado à sede do Benfica no Jardim do Regedor para ver a sala de troféus, respondeu ao pai: «Não posso ser do Benfica porque já apertei a mão ao Jesus Correia!». Não posso esquecer o meu neto a passear junto do Observatório de Greenwich em Londres com uma camisola branca onde está escrito a verde «Sporting since 1906». E quando digo que tenho lugar cativo é porque de 15 em 15 dias estou cativo de me encontrar com o meu filho nas bancadas do estádio José Alvalade. Um pobre homem como Vítor Pereira nunca poderá compreender isto. As pessoas não acreditam no futebol português mas ainda vão aos estádios enquanto sentirem a força da sua paixão clubista. O resto é conversa da treta e concerto de apitos de latão velho.

23 thoughts on “Vinte Linhas 312”

  1. Ó JCF, desde 1983? Então o que é que se passou nos anos em que o Porto ficou a ver o campeonato por um canudo?

    Então o seu Sporting que ganhou o Campeonato nacional em 2000 e 2002, ou o Benfica que papou os de 87, 89, 91, 94 e 2005?

    Foi interregno?

    E que é que tem a cidade do Porto, com o campeonato de futebol? Será que os portistas são todos adeptos do mesmo clube?

    Não haverá por aí azia a mais?

    E porque não falar nos 44 anos entre 1940 e 1985? Haveria uma norma contrária?

    Cumprimentos

  2. Deixa-te de fitas e pede antes ao Santantoninho que forneça aos lagartos uma equipa decente. De preferência sem mergulhadores choramingas. Tu e os teus camaradas do Record e A Bola são a prova viva que o FC Porto tem vencido campeonatos (20 pontos de avanço não é verdade desportiva?) contra tudo e contra todos.
    Vai pentear Cartaxanas!

  3. Em 1999/2000 com Acosta e Awey e em 2001/2002 com João Pinto e Jardel a máquina de fazer golos venceu mas há dois anos um golo com a mão do Paços de Ferreira evitou mais uma vitória. E não é lagartos é leões. O lagarto não está no emblema.

  4. O que Vitor Pereira merecia é que quem não acredita no futebol (aliás, árbitros de futebol) deixasse mesmo de o frequentar, para que ele e todos os senhores árbitos “amadores” com ordenados que já fazem inveja a muito jogador de futebol, ficassem sem “emprego”.

    99% dos espectadores não devem acreditar que existe justiça no futebol. Mas o grave é que a maior parte deles nem se preocupa com isso, querem é que os seus clubes ganhem, mesmo que seja com um fora de jogo ou com um penaltie que não é…

    O José do Carmo Francisco tem razão, a maior parte das pessoas sabem que não há verdade no futebol, conseguem apontar a dedo os árbitros habilidosos e os incompetentes. Não deixam os estádios, porque continua a ser um espaço de paixão e de alienação, onde sentem que a felicidade é possível, ainda que por fogachos, por linhas tortas ou por empurrões…

    Só a vitória é que conta.

  5. Pois sim, mas 1999/2000 o FC Porto perdeu o campeonato em Campomaior com a mais vergonhosa arbitragem de que guardo memória (vê mais aqui: http://futebolar.portugalmail.pt/artigo/20081113/paixao-em-campo-maior-i); em 2001/2002 a máquina de fazer golos marcou 19 penáltis fruto dos mergulhanços para a piscina do ex-menino de oiro da Luz.
    Mas tu não viste mergulho nenhum nem penáltis falsos como Judas, como não vês em Alvalade a mundialmente mais violenta e descarada pressão sobre as equipas de arbitragem. Por que haverias de ver quando te é mais confortável lamentar as asneiras de árbitros medrosos em vez de exigir uma equipa razoável com um treinador razoável que leve o futebol a sério?

  6. Este ano já são três golos anulados a jogadores do Sporting e um penalty inventado logo na primeira jornado com o Trofense pelo mesmo árbitro que no Porto anulou um golo limpo ao Leixões e depois fez aquele trabalho na Luz.

  7. Tinhas que botar choraminguice!
    Queres que contabilize os erros dos árbitros a favor do Sporting?
    Isso nada me diz, mas há muitos como tu por essa web fora e bastam dois cliques no Opera:

    ” Nota: Esta análise tem como único objectivo, enumerar os lances em que o Sporting foi beneficiado nesta 1ª Volta em todas as competições, e baseia-se EXCLUSIVAMENTE da opinião dos ex-árbitros Jorge Coroado(JC), Rosa Santos(RS), Soares Dias(SD) e António Rola(AR) do Tribunal do OJOGO bem como
    da opinião do ex-árbitro José Leirós(JL) do JN.

    SUPERTAÇA CÂNDIDO DE OLIVEIRA:FC PORTO 0-2 SPORTING (CARLOS XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – (0-0) 27′ Perdoada expulsão do jogador do Sporting.Entrada de Caneira sobre Rodríguez justificava cartão vermelho. Diz JC: “O sportinguista chegou atrasado ao lance e “inteligentemente” alongou o movimento com a perna direita, atingindo Rodríguez na zona do baixo ventre. Não se entenda o gesto de Caneira como furtuito ou casual. Aquilo é intencional e deliberado. O
    vermelho, já que de conduta violenta se tratou, aplicava-se na perfeição.” E RS:” É uma entrada com o pé alto, no baixo ventre de Rodríguez. É uma entrada violenta e o cartão amarelo seria um favor. Deveria ter visto o jogador do Sporting o cartão vermelho.”

    – (0-2) 59′ Perdoada expulsão do jogador do Sporting.Entrada de Rochemback sobre Lucho era passível de acção disciplinar com cartão vermelho. Diz RS:” Rochemback dá uma cotovelada no adversário e o árbitro esteve mal. A brutalidade é passível de cartão vermelho.”

    – Resumindo: PERDOADAS DUAS EXPULSÕES DE JOGADORES DO SPORTING, UMA DELAS COM O RESULTADO AINDA EM 0-0.

    1ªJORNADA:SPORTING 3-1 TROFENSE (PAULO BAPTISTA – PORTALEGRE)

    – (3-1) 73’Livre indirecto contra o Sporting dentro da grande área não assinalado. Abel faz jogo perigoso dentro da sua grande área antes do remate de Ricardo Nascimento. Diz JC:” Abel levantou o pé e fez um movimento justificativo de livre indirecto por jogo perigoso.” E AR:” No momento em
    que o jogador do Trofense tenta jogar a bola, Abel fez pé em riste pelo que o árbitro deveria ter sancionado falta contra o Sporting. Aliás, Ricardo Nascimento acaba por ser advertido, e bem, por achar que tinha razão.”

    – Resumindo: LIVRE INDIRECTO DENTRO DA GRANDE ÁREA DO SPORTING NÃO ASSINALADO.

    2ªJORNADA:BRAGA 0-1 SPORTING (BRUNO PAIXÃO – SETÚBAL)

    – Nada a assinalar.

    3ªJORNADA:SPORTING 1-0 BELENENSES (CARLOS XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – (0-0) 33′ Golo do Sporting ilegal. Hélder Postiga está em posição legal no lance em que inaugura o marcador. Diz JC:”No momento em que Yannick Djálo cabeceou a bola para Hélder Postiga, este apenas tinha entre si e a baliza contrária um defesa adversário, pelo que deveria ter sido assinalado
    fora-de-jogo. Má leitura do lance por parte do assistente Álvaro Mesquita.”
    E RS:”Hélder Postiga está dentro do campo, mas está em posição ilegal. O avançado do Sporting encontrava-se em posição irregular pois não tinha entre ele e a baliza dois jogadores adversários.” E SD:”Hélder Postiga, no momento
    em que a bola é passada, está em posição incorrecta e beneficia dessa irregularidade, num lance em que teria de ser assinalado fora-de-jogo. O árbitro-assistente, pouco atento, não assinalou o fora-de-jogo que se impunha.” E AR:”Quando Yannick Djaló cabeceou a bola, Hélder Postiga estava fora-de-jogo. O árbitro-assistente ter-se-á iludido pela posição do guardião, porque normalmente é o último defesa e neste caso estava como
    penúltimo defesa e isso levou a que se enganasse. Erro grave com efeitos no resultado.”

    – Resumindo: GOLO DA VITÓRIA DO SPORTING OBTIDO ILEGALMENTE DEVIDO A CLARO FORA-DE-JOGO.

    4ªJORNADA:BENFICA 2-0 SPORTING (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – (0-0) 31′ Falta perigosa e cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Depois de um centro de Nuno Gomes a bola bate no braço de Polga.
    Diz JC:” Polga movimentou o braço esquerdo deliberadamente para alterar a trajectória da bola. Justificava-se o pontapé livre directo e o cartão amarelo, o que não sucedeu.” E RS:” É uma mão claríssima. A bola bate no braço do Polga, e o árbitro deveria ter assinalado falta contra o Sporting.
    Decisão errada por parte de Duarte Gomes.” E AR:” Polga faz um gesto com o braço esquerdo e impede que a bola seja cruzada. Ficou por marcar um livre directo e a exibição do cartão amarelo a Polga. Um lance que estava na área de jurisdição do árbitro assistente.”

    – (0-0) 32′ Cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Reyes sofre uma entrada dura de Rochemback. Ficou o cartão amarelo por mostrar.
    Diz JC:”O comportamento de Rochemback sobre Reyes indicava que o árbitro deveria mostrar o cartão amarelo. Tal não sucedeu.”

    – (0-0) 45’+2′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Yebda reclama falta de Postiga dentro da área de rigor. Havia motivo para assinalar penálti. Diz JC:”Hélder Postiga, com ambas as mãos, puxa o braço direito de Yebda, cometendo falta passível de grande penalidade, e o árbitro, no terreno, pela forma como o jogador do Benfica se movimentou, terá dado a ideia de que era este a apoiar-se no jogador do Sporting.” E RS:”Yebda jogou a bola com a mão, mas o que é certo é que foi Hélder Postiga que o puxou pelo braço de forma ostensiva, e por isso deveria ter sido assinalada uma grande penalidade contra o Sporting, e a Hélder Postiga sido exibido o cartão amarelo.” E SD:”No momento em que o lance ocorre, fiquei com a sensação de que não havia falta, mas, nas imagens televisivas, é possível observar que há falta para grande penalidade. Hélder Postiga agarra Yebda. Talvez o árbitro não estivesse na melhor posição para ver o lance. Mas é uma má decisão.” E AR:”Hélder Postiga, de uma forma intencional, puxou o braço de Yebda, impedindo este de jogar a bola. Sendo a falta cometida dentro da grande área, era grande penalidade. Ficou, assim, por sancionar um castigo máximo contra o Sporting.”

    – (1-0) 70′ Cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Numa entrada mais ríspida, João Moutinho faz falta sobre Reyes. Deveria o árbitro ter mostrado cartão amarelo. Diz JC:” João Moutinho foi excessivo na combatividade que colocou no lance e devia ter visto o cartão amarelo. Um jogador que, embora seja correcto, é recorrente neste tipo de lances esta
    época.” E RS:” Era uma falta merecedora de cartão amarelo. João Moutinho não foi admoestado nesse lance, mas acabou por sê-lo mais tarde.”

    – Resumindo: UM PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO MAIS TRÊS CARTÕES AMARELOS NÃO MOSTRADOS A JOGADORES DO SPORTING POR FALTAS COMETIDAS.

    5ªJORNADA:SPORTING 1-2 FC PORTO (LUCÍLIO BAPTISTA – SETÚBAL)

    – (1-2) 58′ Perdoada expulsão de um jogador do Sporting. Derlei tem uma entrada violenta sobre Sapunaru. Diz RS:” Seria cartão vermelho a punir entrada violenta do Derlei, que entra com a sola à canela do adversário. E isso nada tem que ver com o desporto.” E AR:” Derlei, de uma forma
    desproporcionada, exibe os pitons na perna do adversário de forma violenta, pelo que se justificava, para além da sanção técnica, a exibição do cartão vermelho ao jogador do Sporting.”

    – Resumindo: PERDOADA EXPULSÃO DE UM JOGADOR DO SPORTING, DERLEI.

    3ªELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL:U.LEIRIA 0-1 SPORTING (CARLOS XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – Nada a assinalar.

    6ªJORNADA:P.FERREIRA 0-0 SPORTING (OLEGÁRIO BENQUERENÇA – LEIRIA)

    – Nada a assinalar.

    7ªJORNADA:RIO AVE 0-1 SPORTING (JORGE SOUSA – PORTO)

    – Nada a assinalar.

    4ªELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL:SPORTING 1-1 FC PORTO (4-5 GP) (BRUNO
    PAIXÃO – SETÚBAL)

    – (0-0) 8′ Perdoada expulsão de um jogador do Sporting. Liedson atinge Fucile com o cotovelo. Diz RS:” Só um cartão era possível, o vermelho, porque se tratou de uma agressão.” E SD:” Na disputa de bola, Liedson vai com o cotovelo e agride a face do jogador do FC Porto. Era lance para expulsão.”

    – (1-1) 67′ Penálti contra o Sporting. Rui Patrício carrega, sem bola, Hulk pelas costas dentro da grande área. Diz JC:” Rui Patrício, sem razão objectiva ou aparente (devido à distância a que estava a bola) saltou sobre Hulk, derrubando-o. Grande penalidade que ficou por assinalar.” E RS:” Rui Patrício sai extemporaneamente da baliza e cai ostensivamente em cima do
    jogador do FC Porto. O árbitro devia ter marcado penálti.” E SD:”Rui Patrício choca com intenção, a bola não está ali e devia ter sido marcada uma grande penalidade. Ele não tem motivo nem necessidade de fazer aquilo, porque a bola está fora da zona dos intervenientes.” E AR:”Rui Patrício, sem
    qualquer hipótese de jogar a bola, carregou o jogador do FC Porto de forma a que o árbitro punisse a mesma falta com grande penalidade contra o Sporting. Má apreciação do árbitro.”

    – (1-1) 68′ Perdoada expulsão directa em vez de segundo amarelo de um jogador do Sporting. Devia ter sido cartão vermelho directo em vez do segundo cartão amarelo a Caneira. Diz JC:”A sanção era para vermelho, pois Caneira atingiu Hulk com o pé no ombro. Má intervenção do assistente Paulo Ramos.”

    – (1-1) 73′ Perdoada expulsão de um jogador do Sporting. Liedson vê um cartão amarelo por falta cometida sobre Bruno Alves. Deveria ter visto cartão vermelho. Diz JC:”Liedson, de sola, sem que a bola lá se encontrasse, atingiu Bruno Alves cometendo conduta violenta, justificando cartão vermelho
    e não o amarelo exibido. Mau auxílio do assistente António Godinho.”

    – (1-1) 116′ Penálti contra o Sporting. Rochemback comete falta, com o braço, sobre Rolando. Diz JC:”Rochemback, com o braço esquerdo atingiu o adversário na face, derrubando-o. A bola estava em jogo e a grande penalidade justificava-se, embora se compreenda que, pelo aglomerado de jogadores, o árbitro não tenha visto.” E RS:” O árbitro marcou a falta ao
    contrário e acho que decidiu mal. Não sei se a bola estava em jogo, mas se estivesse era grande penalidade. Mas é mais fácil marcar contra quem ataca do que contra quem defende.”

    – Resumindo: SÓ, DOIS PENÁLTIS CONTRA O SPORTING NÃO MARCADOS, MAIS TRÊS EXPULSÕES DE JOGADORES DO SPORTING PERDOADAS.

    8ªJORNADA:SPORTING 0-1 LEIXÕES (PEDRO PROÊNÇA – LISBOA)

    – (0-0) 45′ Penálti contra o Sporting não assinalado.Na grande área, Abel agarra e derruba Wesley. Ficou por assinalar um penálti a favor do Leixões.
    Diz JC:”Era grande penalidade. Abel, com o braço esquerdo, agarrou e derrubou Wesley, fazendo o suficiente para que fosse assinalada grande penalidade contra a sua equipa. O olho clínico da televisão topou a irregularidade.” E RS:”Era motivo para assinalar contra o Sporting. Dentro da área, Abel agarra o jogador do Leixões pelo pescoço e derruba-o. Esteve mal Pedro Proença em nada assinalar.” E SD:”Estando o jogo a decorrer,o
    árbitro deveria ter assinalado grande penalidade. Abel puxa ostensivamente Wesley e acaba por derrubá-lo e, sendo dentro da grande área, era motivo para penálti.” E AR:”Sendo um lance de difícil julgamento, porque existem muitos jogadores dentro da grande área, as imagens televisivas, no entanto,
    dão-nos a possibilidade de observar que, com a bola já em jogo, Abel puxa Wesley e derruba-o. Ficou por assinalar uma grande penalidade contra o Sporting.”

    – (0-1) 88′ Livre indirecto dentro da área do Sporting não assinalado depois de um atraso ao guarda-redes. Miguel Veloso intercepta a bola e Rui Patrício agarra-a. Diz SD:”Não restam muitas dúvidas de que se trata de um passe ao guarda-redes. Miguel Veloso está virado para Rui Patrício e não tenta aliviar a bola. Devia ter sido assinalado livre indirecto contra o Sporting.” E AR:” Tendo em consideração que o mesmo juiz, num lance semelhante no Dragão, considerou atraso, aqui tinha base legal para manter o seu critério, ou seja, assinalar livre indirecto contra o Sporting.”

    -Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO COM O RESULTADO EM 0-0 E LIVRE INDIRECTO DENTRO DA ÁREA DO SPORTING NÃO MARCADO.

    9ªJORNADA:NAVAL 0-1 SPORTING (ARTUR SOARES DIAS – PORTO)

    – (0-1) 78′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Polga, ao saltar, comete falta, na área, sobre Marcelinho. Diz JC:”Polga saltou sobre o adversário, apoiando-se e cometendo falta para grande penalidade, que o árbitro não assinalou.” E RS:” Não há dúvida que Polga comete infracção sobre Marcelinho. Como foi dentro de área, deveria ter sido marcada grande penalidade.” E AR:” Polga, na área de grande penalidade, com o braço esquerdo, carrega o adversário, saltando também sobre este. Ficou por sancionar penálti contra o Sporting.”

    – Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    10ªJORNADA:SPORTING 2-0 V. GUIMARÃES (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – Nada a assinalar.

    11ªJORNADA :E.AMADORA 1-3 SPORTING (PAULO COSTA – PORTO)

    – (1-1) 51′ Segundo golo do Sporting ilegal por fora-de-jogo. No momento do cruzamento de Rochemback, Liedson encontra-se em posição irregular. Diz JC:”É visível que Liedson, no momento do passe efectuado por Rochemback, se encontra ligeiramente adiantado em relação ao penúltimo defensor, posição que o assistente não descortinou. Deveria ter sido assinalado fora-de-jogo.”
    E RS:”No momento do passe de Rochemback, Liedson encontra-se adiantado em relação ao penúltimo defesa do Estrela. Deveria ter sido assinalado fora-de-jogo ao avançado do Sporting, decisão que o árbitro não tomou.” E SD:”É um lance muito difícil, mas tecnicamente, Liedson já está adiantado
    quando a bola lhe é endossada. Nestas condições, o golo não deveria ter sido validado, por fora-de-jogo do avançado do Sporting.” E AR:”Liedson está fora-de-jogo. Podemos considerar que o árbitro assistente terá tido uma noite fria, com decisões geladas. Neste caso concreto, Liedson obtém um golo
    de forma ilegal, por se encontrar em posição irregular.”

    – Resumindo: SEGUNDO GOLO DO SPORTING ILEGAL.

    1ªJORNADA DA TAÇA DA LIGA (JOGO ANTECIPADO):SPORTING 3-0 MARÍTIMO (CARLOS
    XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – (0-0) 36′ Primeiro golo do Sporting nasce de uma falta que não existiu.Numa disputa de bola, o árbitro considera falta de Olberdam sobre Vukcevic. Incorrecta decisão. Diz JC:”Vukcevic empurra Olberdam primeiro. Só então o jogador do Marítimo rasteirou o do Sporting quando este se levantava. Devia ter sido punida a falta inicial e não aquela que originou o golo inaugural.” E RS:”Existe primeiro uma falta de Vukcevic sobre o jogador do Marítimo. O árbitro nada assinala, mas depois considera faltosa a acção de Olberdam sobre Vukcevic, lance que originou o 1-0.” E AR:”Em relação a este lance podemos dizer de uma forma categórica que quem cometeu a falta
    foi Vukcevic e não o seu adversário, no caso Olberdam. Sendo assim, de uma falta indevida nasceu o primeiro golo do Sporting.”

    – (2-0) 78′ Falta contra o Marítimo mal assinalada e ainda por cima amarelo ridículo.É assinalada falta e mostrado o amarelo a João Guilherme, em lance com Romagnoli. Mal.Diz JC:” João Guilherme não fez qualquer falta. Foi Romagnoli quem se desequilibrou por falta de apoio, não havendo por isso
    razão para o cartão amarelo.” E RS:” Pergunto por que razão interrompeu o jogo e exibiu o cartão amarelo se não houve nada?”

    – (2-0) 84′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Pedro Moutinho cai na área, em lance dividido com Polga, e fica a reclamar grande penalidade.
    Árbitro nada assinala. Mal. Diz JC:” Polga, com o pé esquerdo, tocou no pé direito de Pedro Moutinho fazendo penálti. O adversário é que teatralizou demasiado e o árbitro não puniu. Não punido, devia exibir o amarelo por simulação.”

    – Resumindo: PRIMEIRO GOLO DO SPORTING NASCE DE UMA FALTA QUE NÃO EXISTE, MAIS PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    12ªJORNADA:SPORTING 0-0 ACADÉMICA (COSME MACHADO – BRAGA)

    – Nada a assinalar.

    13ªJORNADA :V.SETÚBAL 0-2 SPORTING (OLEGÁRIO BENQUERENÇA – LEIRIA)

    – (0-2) 86’Falta perigosa contra o Sporting no limite da grande área por assinalar. Leandro Branco sofre falta de Polga . A infracção é cometida no limite da grande área. Diz JC:”A falta cometida por Polga, que, com o pé direito, tocou no pé esquerdo do adversário, fazendo-o cair foi cometida fora da área, justificando-se a marcação de um livre directo e a exibição de um cartão amarelo ao jogador do Sporting.” E RS:”Leandro Branco sofre falta à entrada da área, e o árbitro transformou um livre contra o Sporting num pontapé de baliza a favor desta equipa.” E AR:”Polga rasteira e empurra simultaneamente o adversário no limite da entrada da área de grande penalidade. Sendo assim, ficou por assinalar um livre directo contra o Sporting e por exibir um cartão amarelo a Polga.”

    – Resumindo: FALTA PERIGOSA CONTRA O SPORTING NO LIMITE DA GRANDE ÁREA NÃO ASSINALADA.

    14ªJORNADA:SPORTING 2-0 MARÍTIMO (LUCÍLIO BAPTISTA – SETÚBAL)

    – (2-0) 80′ Cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Izmailov efectua um corte com a mão. A acção era merecedora de sanção disciplinar.
    Diz RS:” Foi um corte que impediu a bola de continuar para o jogador adversário. Como tal, deveria ter sido exibido o amarelo.”

    – Resumindo: NADA DE MAIOR. CARTÃO AMARELO POR AMOSTRAR A JOGADOR DO SPORTING.

    2ªJORNADA DA TAÇA DA LIGA:RIO AVE 0-1 SPORTING (JORGE SOUSA – PORTO)

    – (0-0) 88′ Golo do Sporting ilegal. No momento em que Hélder Postiga remata, Vukcevic encontrava-se em posição irregular. Diz JC:”Vukcevic já estava para além do penúltimo defensor desde o Carnaval do ano passado. O assistente distraiu-se, esquecendo-se, e assim, não ajuizou da melhor forma.” E RS:”É um lance tão flagrante de fora-de-jogo, que nem sequer um analista de café errava um lance destes. É impossível que um árbitro assistente não assinale um fora-de-jogo destes. Já o Hélder Postiga recebe a bola em fora-de-jogo, como também o próprio Vukcevic, que acaba por fazer golo.” E AR:”Vukcevic, no momento do remate de Hélder Postiga, estava
    claramente em fora-de-jogo. Depois, a bola vinda do poste, o jogador do Sporting tirou benefício de posição irregular para fazer golo. A evidência do lance é tanta, que tenho de considerar que António Vilaça cometeu um erro
    grave, com influência no resultado.”

    – Resumindo: GOLO DO SPORTING OBTIDO EM CLARÍSSIMO FORA-DE-JOGO…NÃO FOI POR CENTÍMETROS MAS POR METROS. INCRÍVEL.

    3ªJORNADA DA TAÇA DA LIGA:SPORTING 5-1 P.FERREIRA (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – (3-1) 69′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Ferreira cai na área, após disputa com Izmailov, sem que o árbitro nada assinale. Incorrecta a decisão. Diz JC:”Com o pé esquerdo à frente de Ferreira e o braço do mesmo lado nas costas, Izmailov contribui para a queda do jogador do Paços de
    Ferreira. Grande penalidade por assinalar.”

    – Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    15ªJORNADA:NACIONAL 1-1 SPORTING (ARTUR SOARES DIAS – PORTO )

    – (1-1) 83′ Falta perigosa contra o Sporting não assinalada. Há falta de Carriço sobre Rúben Micael .Diz JC:”Carriço rasteirou objectivamente o adversário: exigia-se o pontapé-livre directo, o que não sucedeu.” E RS:”Penso que é o único erro do árbitro, pois o Carriço toca nas pernas do jogador do Nacional.” E AR:” Carriço, efectivamente, dá um toque no pé de apoio do adversário provocando a sua queda. Ficou por sancionar um livre directo contra o Sporting, não se justificando a exibição de amarelo.”

    – Resumindo: FALTA PERIGOSA CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADA.

    http:// souportistacomorgulho . blogspot . com/

  8. Tinhas que botar choraminguice!
    Queres que contabilize os erros dos árbitros a favor do Sporting?
    Isso nada me diz, mas há muitos como tu por essa web fora e bastam dois cliques no Opera:

    ” Nota: Esta análise tem como único objectivo, enumerar os lances em que o Sporting foi beneficiado nesta 1ª Volta em todas as competições, e baseia-se EXCLUSIVAMENTE da opinião dos ex-árbitros Jorge Coroado(JC), Rosa Santos(RS), Soares Dias(SD) e António Rola(AR) do Tribunal do OJOGO bem como
    da opinião do ex-árbitro José Leirós(JL) do JN.

    SUPERTAÇA CÂNDIDO DE OLIVEIRA:FC PORTO 0-2 SPORTING (CARLOS XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – (0-0) 27′ Perdoada expulsão do jogador do Sporting.Entrada de Caneira sobre Rodríguez justificava cartão vermelho. Diz JC: “O sportinguista chegou atrasado ao lance e “inteligentemente” alongou o movimento com a perna direita, atingindo Rodríguez na zona do baixo ventre. Não se entenda o gesto de Caneira como furtuito ou casual. Aquilo é intencional e deliberado. O
    vermelho, já que de conduta violenta se tratou, aplicava-se na perfeição.” E RS:” É uma entrada com o pé alto, no baixo ventre de Rodríguez. É uma entrada violenta e o cartão amarelo seria um favor. Deveria ter visto o jogador do Sporting o cartão vermelho.”

    – (0-2) 59′ Perdoada expulsão do jogador do Sporting.Entrada de Rochemback sobre Lucho era passível de acção disciplinar com cartão vermelho. Diz RS:” Rochemback dá uma cotovelada no adversário e o árbitro esteve mal. A brutalidade é passível de cartão vermelho.”

    – Resumindo: PERDOADAS DUAS EXPULSÕES DE JOGADORES DO SPORTING, UMA DELAS COM O RESULTADO AINDA EM 0-0.

  9. 1ªJORNADA:SPORTING 3-1 TROFENSE (PAULO BAPTISTA – PORTALEGRE)

    – (3-1) 73’Livre indirecto contra o Sporting dentro da grande área não assinalado. Abel faz jogo perigoso dentro da sua grande área antes do remate de Ricardo Nascimento. Diz JC:” Abel levantou o pé e fez um movimento justificativo de livre indirecto por jogo perigoso.” E AR:” No momento em que o jogador do Trofense tenta jogar a bola, Abel fez pé em riste pelo que o árbitro deveria ter sancionado falta contra o Sporting. Aliás, Ricardo Nascimento acaba por ser advertido, e bem, por achar que tinha razão.”

    – Resumindo: LIVRE INDIRECTO DENTRO DA GRANDE ÁREA DO SPORTING NÃO ASSINALADO.

    2ªJORNADA:BRAGA 0-1 SPORTING (BRUNO PAIXÃO – SETÚBAL)

    – Nada a assinalar.

    3ªJORNADA:SPORTING 1-0 BELENENSES (CARLOS XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – (0-0) 33′ Golo do Sporting ilegal. Hélder Postiga está em posição legal no lance em que inaugura o marcador. Diz JC:”No momento em que Yannick Djálo cabeceou a bola para Hélder Postiga, este apenas tinha entre si e a baliza contrária um defesa adversário, pelo que deveria ter sido assinalado fora-de-jogo. Má leitura do lance por parte do assistente Álvaro Mesquita.”
    E RS:”Hélder Postiga está dentro do campo, mas está em posição ilegal. O avançado do Sporting encontrava-se em posição irregular pois não tinha entre ele e a baliza dois jogadores adversários.” E SD:”Hélder Postiga, no momento
    em que a bola é passada, está em posição incorrecta e beneficia dessa irregularidade, num lance em que teria de ser assinalado fora-de-jogo. O árbitro-assistente, pouco atento, não assinalou o fora-de-jogo que se impunha.” E AR:”Quando Yannick Djaló cabeceou a bola, Hélder Postiga estava fora-de-jogo. O árbitro-assistente ter-se-á iludido pela posição do guardião, porque normalmente é o último defesa e neste caso estava como penúltimo defesa e isso levou a que se enganasse. Erro grave com efeitos no resultado.”

    – Resumindo: GOLO DA VITÓRIA DO SPORTING OBTIDO ILEGALMENTE DEVIDO A CLARO FORA-DE-JOGO.

  10. 4ª JORNADA:BENFICA 2-0 SPORTING (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – (0-0) 31′ Falta perigosa e cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Depois de um centro de Nuno Gomes a bola bate no braço de Polga.
    Diz JC:” Polga movimentou o braço esquerdo deliberadamente para alterar a trajectória da bola. Justificava-se o pontapé livre directo e o cartão amarelo, o que não sucedeu.” E RS:” É uma mão claríssima. A bola bate no braço do Polga, e o árbitro deveria ter assinalado falta contra o Sporting.
    Decisão errada por parte de Duarte Gomes.” E AR:” Polga faz um gesto com o braço esquerdo e impede que a bola seja cruzada. Ficou por marcar um livre directo e a exibição do cartão amarelo a Polga. Um lance que estava na área de jurisdição do árbitro assistente.”

    – (0-0) 32′ Cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Reyes sofre uma entrada dura de Rochemback. Ficou o cartão amarelo por mostrar.
    Diz JC:”O comportamento de Rochemback sobre Reyes indicava que o árbitro deveria mostrar o cartão amarelo. Tal não sucedeu.”

    – (0-0) 45’+2′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Yebda reclama falta de Postiga dentro da área de rigor. Havia motivo para assinalar penálti. Diz JC:”Hélder Postiga, com ambas as mãos, puxa o braço direito de Yebda, cometendo falta passível de grande penalidade, e o árbitro, no terreno, pela forma como o jogador do Benfica se movimentou, terá dado a ideia de que era este a apoiar-se no jogador do Sporting.” E RS:”Yebda jogou a bola com a mão, mas o que é certo é que foi Hélder Postiga que o puxou pelo braço de forma ostensiva, e por isso deveria ter sido assinalada uma grande penalidade contra o Sporting, e a Hélder Postiga sido exibido o cartão amarelo.” E SD:”No momento em que o lance ocorre, fiquei com a sensação de que não havia falta, mas, nas imagens televisivas, é possível observar que há falta para grande penalidade. Hélder Postiga agarra Yebda. Talvez o árbitro não estivesse na melhor posição para ver o lance. Mas é uma má decisão.” E AR:”Hélder Postiga, de uma forma intencional, puxou o braço de Yebda, impedindo este de jogar a bola. Sendo a falta cometida dentro da grande área, era grande penalidade. Ficou, assim, por sancionar um castigo máximo contra o Sporting.”

    – (1-0) 70′ Cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Numa entrada mais ríspida, João Moutinho faz falta sobre Reyes. Deveria o árbitro ter mostrado cartão amarelo. Diz JC:” João Moutinho foi excessivo na combatividade que colocou no lance e devia ter visto o cartão amarelo. Um jogador que, embora seja correcto, é recorrente neste tipo de lances esta época.” E RS:” Era uma falta merecedora de cartão amarelo. João Moutinho não foi admoestado nesse lance, mas acabou por sê-lo mais tarde.”

    – Resumindo: UM PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO MAIS TRÊS CARTÕES AMARELOS NÃO MOSTRADOS A JOGADORES DO SPORTING POR FALTAS COMETIDAS.

  11. 5ª JORNADA:SPORTING 1-2 FC PORTO (LUCÍLIO BAPTISTA – SETÚBAL)

    – (1-2) 58′ Perdoada expulsão de um jogador do Sporting. Derlei tem uma entrada violenta sobre Sapunaru. Diz RS:” Seria cartão vermelho a punir entrada violenta do Derlei, que entra com a sola à canela do adversário. E isso nada tem que ver com o desporto.” E AR:” Derlei, de uma forma
    desproporcionada, exibe os pitons na perna do adversário de forma violenta, pelo que se justificava, para além da sanção técnica, a exibição do cartão vermelho ao jogador do Sporting.”

    – Resumindo: PERDOADA EXPULSÃO DE UM JOGADOR DO SPORTING, DERLEI.

    3ªELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL:U.LEIRIA 0-1 SPORTING (CARLOS XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – Nada a assinalar.

    6ªJORNADA:P.FERREIRA 0-0 SPORTING (OLEGÁRIO BENQUERENÇA – LEIRIA)

    – Nada a assinalar.

    7ªJORNADA:RIO AVE 0-1 SPORTING (JORGE SOUSA – PORTO)

    – Nada a assinalar.

  12. 4ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL:SPORTING 1-1 FC PORTO (4-5 GP) (BRUNO
    PAIXÃO – SETÚBAL)

    – (0-0) 8′ Perdoada expulsão de um jogador do Sporting. Liedson atinge Fucile com o cotovelo. Diz RS:” Só um cartão era possível, o vermelho, porque se tratou de uma agressão.” E SD:” Na disputa de bola, Liedson vai com o cotovelo e agride a face do jogador do FC Porto. Era lance para expulsão.”

    – (1-1) 67′ Penálti contra o Sporting. Rui Patrício carrega, sem bola, Hulk pelas costas dentro da grande área. Diz JC:” Rui Patrício, sem razão objectiva ou aparente (devido à distância a que estava a bola) saltou sobre Hulk, derrubando-o. Grande penalidade que ficou por assinalar.” E RS:” Rui Patrício sai extemporaneamente da baliza e cai ostensivamente em cima do
    jogador do FC Porto. O árbitro devia ter marcado penálti.” E SD:”Rui Patrício choca com intenção, a bola não está ali e devia ter sido marcada uma grande penalidade. Ele não tem motivo nem necessidade de fazer aquilo, porque a bola está fora da zona dos intervenientes.” E AR:”Rui Patrício, sem
    qualquer hipótese de jogar a bola, carregou o jogador do FC Porto de forma a que o árbitro punisse a mesma falta com grande penalidade contra o Sporting. Má apreciação do árbitro.”

    – (1-1) 68′ Perdoada expulsão directa em vez de segundo amarelo de um jogador do Sporting. Devia ter sido cartão vermelho directo em vez do segundo cartão amarelo a Caneira. Diz JC:”A sanção era para vermelho, pois Caneira atingiu Hulk com o pé no ombro. Má intervenção do assistente Paulo Ramos.”

    – (1-1) 73′ Perdoada expulsão de um jogador do Sporting. Liedson vê um cartão amarelo por falta cometida sobre Bruno Alves. Deveria ter visto cartão vermelho. Diz JC:”Liedson, de sola, sem que a bola lá se encontrasse, atingiu Bruno Alves cometendo conduta violenta, justificando cartão vermelho
    e não o amarelo exibido. Mau auxílio do assistente António Godinho.”

    – (1-1) 116′ Penálti contra o Sporting. Rochemback comete falta, com o braço, sobre Rolando. Diz JC:”Rochemback, com o braço esquerdo atingiu o adversário na face, derrubando-o. A bola estava em jogo e a grande penalidade justificava-se, embora se compreenda que, pelo aglomerado de jogadores, o árbitro não tenha visto.” E RS:” O árbitro marcou a falta ao
    contrário e acho que decidiu mal. Não sei se a bola estava em jogo, mas se estivesse era grande penalidade. Mas é mais fácil marcar contra quem ataca do que contra quem defende.”

    – Resumindo: SÓ, DOIS PENÁLTIS CONTRA O SPORTING NÃO MARCADOS, MAIS TRÊS EXPULSÕES DE JOGADORES DO SPORTING PERDOADAS.

  13. 8ª JORNADA:SPORTING 0-1 LEIXÕES (PEDRO PROÊNÇA – LISBOA)

    – (0-0) 45′ Penálti contra o Sporting não assinalado.Na grande área, Abel agarra e derruba Wesley. Ficou por assinalar um penálti a favor do Leixões.
    Diz JC:”Era grande penalidade. Abel, com o braço esquerdo, agarrou e derrubou Wesley, fazendo o suficiente para que fosse assinalada grande penalidade contra a sua equipa. O olho clínico da televisão topou a irregularidade.” E RS:”Era motivo para assinalar contra o Sporting. Dentro da área, Abel agarra o jogador do Leixões pelo pescoço e derruba-o. Esteve mal Pedro Proença em nada assinalar.” E SD:”Estando o jogo a decorrer,o
    árbitro deveria ter assinalado grande penalidade. Abel puxa ostensivamente Wesley e acaba por derrubá-lo e, sendo dentro da grande área, era motivo para penálti.” E AR:”Sendo um lance de difícil julgamento, porque existem muitos jogadores dentro da grande área, as imagens televisivas, no entanto,
    dão-nos a possibilidade de observar que, com a bola já em jogo, Abel puxa Wesley e derruba-o. Ficou por assinalar uma grande penalidade contra o Sporting.”

    – (0-1) 88′ Livre indirecto dentro da área do Sporting não assinalado depois de um atraso ao guarda-redes. Miguel Veloso intercepta a bola e Rui Patrício agarra-a. Diz SD:”Não restam muitas dúvidas de que se trata de um passe ao guarda-redes. Miguel Veloso está virado para Rui Patrício e não tenta aliviar a bola. Devia ter sido assinalado livre indirecto contra o Sporting.” E AR:” Tendo em consideração que o mesmo juiz, num lance semelhante no Dragão, considerou atraso, aqui tinha base legal para manter o seu critério, ou seja, assinalar livre indirecto contra o Sporting.”

    -Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO COM O RESULTADO EM 0-0 E LIVRE INDIRECTO DENTRO DA ÁREA DO SPORTING NÃO MARCADO.

  14. 9ª JORNADA:NAVAL 0-1 SPORTING (ARTUR SOARES DIAS – PORTO)

    – (0-1) 78′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Polga, ao saltar, comete falta, na área, sobre Marcelinho. Diz JC:”Polga saltou sobre o adversário, apoiando-se e cometendo falta para grande penalidade, que o árbitro não assinalou.” E RS:” Não há dúvida que Polga comete infracção sobre Marcelinho. Como foi dentro de área, deveria ter sido marcada grande penalidade.” E AR:” Polga, na área de grande penalidade, com o braço esquerdo, carrega o adversário, saltando também sobre este. Ficou por sancionar penálti contra o Sporting.”

    – Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    10ªJORNADA:SPORTING 2-0 V. GUIMARÃES (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – Nada a assinalar.

    11ªJORNADA :E.AMADORA 1-3 SPORTING (PAULO COSTA – PORTO)

    – (1-1) 51′ Segundo golo do Sporting ilegal por fora-de-jogo. No momento do cruzamento de Rochemback, Liedson encontra-se em posição irregular. Diz JC:”É visível que Liedson, no momento do passe efectuado por Rochemback, se encontra ligeiramente adiantado em relação ao penúltimo defensor, posição que o assistente não descortinou. Deveria ter sido assinalado fora-de-jogo.”
    E RS:”No momento do passe de Rochemback, Liedson encontra-se adiantado em relação ao penúltimo defesa do Estrela. Deveria ter sido assinalado fora-de-jogo ao avançado do Sporting, decisão que o árbitro não tomou.” E SD:”É um lance muito difícil, mas tecnicamente, Liedson já está adiantado
    quando a bola lhe é endossada. Nestas condições, o golo não deveria ter sido validado, por fora-de-jogo do avançado do Sporting.” E AR:”Liedson está fora-de-jogo. Podemos considerar que o árbitro assistente terá tido uma noite fria, com decisões geladas. Neste caso concreto, Liedson obtém um golo
    de forma ilegal, por se encontrar em posição irregular.”

    – Resumindo: SEGUNDO GOLO DO SPORTING ILEGAL.

  15. 1ª JORNADA DA TAÇA DA LIGA (JOGO ANTECIPADO):SPORTING 3-0 MARÍTIMO (CARLOS
    XISTRA – CASTELO BRANCO)

    – (0-0) 36′ Primeiro golo do Sporting nasce de uma falta que não existiu.Numa disputa de bola, o árbitro considera falta de Olberdam sobre Vukcevic. Incorrecta decisão. Diz JC:”Vukcevic empurra Olberdam primeiro. Só então o jogador do Marítimo rasteirou o do Sporting quando este se levantava. Devia ter sido punida a falta inicial e não aquela que originou o golo inaugural.” E RS:”Existe primeiro uma falta de Vukcevic sobre o jogador do Marítimo. O árbitro nada assinala, mas depois considera faltosa a acção de Olberdam sobre Vukcevic, lance que originou o 1-0.” E AR:”Em relação a este lance podemos dizer de uma forma categórica que quem cometeu a falta
    foi Vukcevic e não o seu adversário, no caso Olberdam. Sendo assim, de uma falta indevida nasceu o primeiro golo do Sporting.”

    – (2-0) 78′ Falta contra o Marítimo mal assinalada e ainda por cima amarelo ridículo.É assinalada falta e mostrado o amarelo a João Guilherme, em lance com Romagnoli. Mal.Diz JC:” João Guilherme não fez qualquer falta. Foi Romagnoli quem se desequilibrou por falta de apoio, não havendo por isso
    razão para o cartão amarelo.” E RS:” Pergunto por que razão interrompeu o jogo e exibiu o cartão amarelo se não houve nada?”

    – (2-0) 84′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Pedro Moutinho cai na área, em lance dividido com Polga, e fica a reclamar grande penalidade. Árbitro nada assinala. Mal. Diz JC:” Polga, com o pé esquerdo, tocou no pé direito de Pedro Moutinho fazendo penálti. O adversário é que teatralizou demasiado e o árbitro não puniu. Não punido, devia exibir o amarelo por simulação.”

    – Resumindo: PRIMEIRO GOLO DO SPORTING NASCE DE UMA FALTA QUE NÃO EXISTE, MAIS PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

  16. 12ªJORNADA:SPORTING 0-0 ACADÉMICA (COSME MACHADO – BRAGA)

    – Nada a assinalar.

    13ªJORNADA :V.SETÚBAL 0-2 SPORTING (OLEGÁRIO BENQUERENÇA – LEIRIA)

    – (0-2) 86’Falta perigosa contra o Sporting no limite da grande área por assinalar. Leandro Branco sofre falta de Polga . A infracção é cometida no limite da grande área. Diz JC:”A falta cometida por Polga, que, com o pé direito, tocou no pé esquerdo do adversário, fazendo-o cair foi cometida fora da área, justificando-se a marcação de um livre directo e a exibição de um cartão amarelo ao jogador do Sporting.” E RS:”Leandro Branco sofre falta à entrada da área, e o árbitro transformou um livre contra o Sporting num pontapé de baliza a favor desta equipa.” E AR:”Polga rasteira e empurra simultaneamente o adversário no limite da entrada da área de grande penalidade. Sendo assim, ficou por assinalar um livre directo contra o Sporting e por exibir um cartão amarelo a Polga.”

    – Resumindo: FALTA PERIGOSA CONTRA O SPORTING NO LIMITE DA GRANDE ÁREA NÃO ASSINALADA.

    14ªJORNADA:SPORTING 2-0 MARÍTIMO (LUCÍLIO BAPTISTA – SETÚBAL)

    – (2-0) 80′ Cartão amarelo por amostrar a um jogador do Sporting. Izmailov efectua um corte com a mão. A acção era merecedora de sanção disciplinar.
    Diz RS:” Foi um corte que impediu a bola de continuar para o jogador adversário. Como tal, deveria ter sido exibido o amarelo.”

    – Resumindo: NADA DE MAIOR. CARTÃO AMARELO POR AMOSTRAR A JOGADOR DO SPORTING.

    2ªJORNADA DA TAÇA DA LIGA:RIO AVE 0-1 SPORTING (JORGE SOUSA – PORTO)

    – (0-0) 88′ Golo do Sporting ilegal. No momento em que Hélder Postiga remata, Vukcevic encontrava-se em posição irregular. Diz JC:”Vukcevic já estava para além do penúltimo defensor desde o Carnaval do ano passado. O assistente distraiu-se, esquecendo-se, e assim, não ajuizou da melhor forma.” E RS:”É um lance tão flagrante de fora-de-jogo, que nem sequer um analista de café errava um lance destes. É impossível que um árbitro assistente não assinale um fora-de-jogo destes. Já o Hélder Postiga recebe a bola em fora-de-jogo, como também o próprio Vukcevic, que acaba por fazer golo.” E AR:”Vukcevic, no momento do remate de Hélder Postiga, estava
    claramente em fora-de-jogo. Depois, a bola vinda do poste, o jogador do Sporting tirou benefício de posição irregular para fazer golo. A evidência do lance é tanta, que tenho de considerar que António Vilaça cometeu um erro
    grave, com influência no resultado.”

    – Resumindo: GOLO DO SPORTING OBTIDO EM CLARÍSSIMO FORA-DE-JOGO…NÃO FOI POR CENTÍMETROS MAS POR METROS. INCRÍVEL.

  17. 3ª JORNADA DA TAÇA DA LIGA:SPORTING 5-1 P.FERREIRA (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – (3-1) 69′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Ferreira cai na área, após disputa com Izmailov, sem que o árbitro nada assinale. Incorrecta a decisão. Diz JC:”Com o pé esquerdo à frente de Ferreira e o braço do mesmo lado nas costas, Izmailov contribui para a queda do jogador do Paços de
    Ferreira. Grande penalidade por assinalar.”

    – Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    15ªJORNADA:NACIONAL 1-1 SPORTING (ARTUR SOARES DIAS – PORTO )

    – (1-1) 83′ Falta perigosa contra o Sporting não assinalada. Há falta de Carriço sobre Rúben Micael .Diz JC:”Carriço rasteirou objectivamente o adversário: exigia-se o pontapé-livre directo, o que não sucedeu.” E RS:”Penso que é o único erro do árbitro, pois o Carriço toca nas pernas do jogador do Nacional.” E AR:” Carriço, efectivamente, dá um toque no pé de apoio do adversário provocando a sua queda. Ficou por sancionar um livre directo contra o Sporting, não se justificando a exibição de amarelo.”

    – Resumindo: FALTA PERIGOSA CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADA.

    http:// souportistacomorgulho . blogspot . com/

  18. 3ª JORNADA DA TAÇA DA LIGA: SPORTING 5-1 P.FERREIRA (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – (3-1) 69′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Ferreira cai na área, após disputa com Izmailov, sem que o árbitro nada assinale. Incorrecta a decisão. Diz JC:”Com o pé esquerdo à frente de Ferreira e o braço do mesmo lado nas costas, Izmailov contribui para a queda do jogador do Paços de
    Ferreira. Grande penalidade por assinalar.”

    – Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    15ª JORNADA:NACIONAL 1-1 SPORTING (ARTUR SOARES DIAS – PORTO )

    – (1-1) 83′ Falta perigosa contra o Sporting não assinalada. Há falta de Carriço sobre Rúben Micael . Diz JC:”Carriço rasteirou objectivamente o adversário: exigia-se o pontapé-livre directo, o que não sucedeu.” E RS:”Penso que é o único erro do árbitro, pois o Carriço toca nas pernas do jogador do Nacional.” E AR:” Carriço, efectivamente, dá um toque no pé de apoio do adversário provocando a sua queda. Ficou por sancionar um livre directo contra o Sporting, não se justificando a exibição de amarelo.”

    – Resumindo: FALTA PERIGOSA CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADA.

    Evidentemente era capaz de enumerar muitos outros lances,que os houve, mas para não entrar em mais subjectividade, para isso já chega estas opiniões dos ex-árbitros.

    http:// souportistacomorgulho . blogspot . com/

  19. 3ª JORNADA DA TAÇA DA LIGA: SPORTING 5-1 P.FERREIRA (DUARTE GOMES – LISBOA)

    – (3-1) 69′ Penálti contra o Sporting não assinalado. Ferreira cai na área, após disputa com Izmailov, sem que o árbitro nada assinale. Incorrecta a decisão. Diz JC:”Com o pé esquerdo à frente de Ferreira e o braço do mesmo lado nas costas, Izmailov contribui para a queda do jogador do Paços de
    Ferreira. Grande penalidade por assinalar.”

    – Resumindo: PENÁLTI CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADO.

    15ª JORNADA:NACIONAL 1-1 SPORTING (ARTUR SOARES DIAS – PORTO )

    – (1-1) 83′ Falta perigosa contra o Sporting não assinalada. Há falta de Carriço sobre Rúben Micael . Diz JC:”Carriço rasteirou objectivamente o adversário: exigia-se o pontapé-livre directo, o que não sucedeu.” E RS:”Penso que é o único erro do árbitro, pois o Carriço toca nas pernas do jogador do Nacional.” E AR:” Carriço, efectivamente, dá um toque no pé de apoio do adversário provocando a sua queda. Ficou por sancionar um livre directo contra o Sporting, não se justificando a exibição de amarelo.”

    – Resumindo: FALTA PERIGOSA CONTRA O SPORTING NÃO ASSINALADA.

    Evidentemente era capaz de enumerar muitos outros lances,que os houve, mas para não entrar em mais subjectividade, para isso já chega estas opiniões dos ex-árbitros.

    Lido no blog souportistacomorgulho.blogspot

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.