Pergunto eu

Está tudo aparentemente calmo para os lados do Público. Isso significa que o ministro Relvas não tem ligado, ou significa que o ministro Relvas já ligou mais vezes?

7 thoughts on “Pergunto eu”

  1. Nada disso! Quem manda no Público é o Relvas. Então não te lembras de como o Belmiro encabeçava manifestações de apoio a Passos-Relvas na campanha eleitoral? A pobre da jornalista é que não percebeu isso. Mas a direcção do jornal entendeu muito bem e agiu em conformidade. Já só falta a benzedura final do Carlos Magno. Vem aí, não tarda.

  2. Espero, que a jornalista Maria José Oliveira, não seja uma proscrita por ter zelado pela dignidade da sua profissão .Onde está o Sindicato? e a solidariedade dos seus colegas de profissão? É uma cambada de covardes, sem autoridade moral para criticar o que quer que seja.

  3. Quase somos levados a crer que o sr. Magno ficou enfeitiçado com a gravata do
    “facilitador” Relvas, disse ser coisa para no máximo duas semanas…e nada!
    Já não há sindicato dos jornalistas que, pelos vistos estão em vias de extinção!
    Como dizia B.Bastos agora o que mais há são; os estipêndiados ou seja os merce-
    nários da comunicação social, escrevem por encomenda e como ol patrão quer!!!

  4. quer dizer que já disse o suficiente para que o Público e outros percebessem a mensagem.
    Entretanto, no Publico, mais 80 na calha para o despedimento…o Cerejo é que não, que já se investiu uma fortuna nas perseguições em esplanadas parisienses (a sério, o homem não faz mais nada) e não se vai agora perder a face (como se houvesse ainda algum bocado de face a perder).

  5. (ignatz, aqui entre nós: a entidade pressionada negou tê-lo sido e isso arruma o caso com toda a singeleza esperada.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.