6 thoughts on “Aqui que ninguém nos ouve”

  1. Não creio, Vega. Isto vai cair aos bocados, depois de termos chegado a este ponto sem retorno. A troika não quer ficar mal na fotografia assim de um dia para o outro. Fizeram tudo tão mal que agora já só esperam que a situação fique tão degradada como na Grécia, com o povo desesperado na rua e eles, os da troika, poderem dizer que a coisa não resultou porque nós somos como os gregos. E apontam a Irlanda como exemplo de sucesso da suas receita, esperando que a Espanha se aguente ou fazendo de tudo para que se aguente. Estamos bem fodidos. Foi isto que a puta da última AD cozinhou em ano e meio!

  2. Vega: Já pensei nisso, mas noutra perspetiva. Duvido que Cavaco tenha força, ou vontade, para fazer tal chantagem. O Relvas deve saber umas coisas desagradáveis e está lá para controlar essas frentes. Mas, a partir de Fevereiro, não lhes restará outra hipótese que não a substituição do Gaspar para se aguentarem.

  3. o cavaco impõe nada enquanto não arranjar antídoto relvas, i.e. conselho de estado para puxar orelhas ao governo deu em orelha baixa do presidente e pr’aí um corte nas despesas com açafates presidênciais da primeira dama.

  4. estes gajos, passos, relvas e gaspat, gozam fininho com esta gente toda e ninguém lhes toca, por algum motivo será e o mais certo é terem apoios muito fortes onde menos se espera.

  5. se o gaspar se demiti-se ,passos coelho atirava-se da ponte sobre o tejo,mas antes chamava os jornalistas para lhes dizer, que era por amor aos portugueses e à verdade que fazia mais este sacrificio. no ar ainda teve tempo para dizer:beijinhos à dona merkel e não se esqueçam de reter aos trabalhadores o ….

  6. humm, parece que se está a jogar o euromilhões por aqui. Eu aposto na implosão. Não necessariamente a partir do Portas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.