Ventoinhas de merda

Em declarações à Lusa, António Ventinhas salientou a necessidade de os portugueses decidirem se querem "perseguir políticos corruptos, se querem acreditar nos polícias ou nos ladrões, ou em quem investiga ou nos corruptos".

Magistrados respondem a Sócrates: MP não é “associação criminosa”

__

As declarações de António Ventinhas, surgidas como resposta a declarações de um arguido, o qual acumula com ter sido ex-secretário-geral do PS e ex-primeiro-ministro, acerca de um processo pejado de indiscutíveis anomalias e crimes, são em si um caso de polícia. O que ele está a declarar pressupõe que conhece o processo e que está em condições de antecipar o seu desfecho em tribunal. Como é tal possível? E se não conhece o processo na sua integralidade, ou se não está em condições de se substituir ao juízo de eventuais juízes, em que papel é que faz as afirmações em causa? Será ainda como magistrado? Ou apenas como sindicalista? Ou?

Na passagem citada, e independentemente do seu contexto, o sentido é unívoco. Ventinhas espalha a falácia de termos de escolher entre um sistema de Justiça acima da lei, onde não haja crítica nem sindicância dos seus procedimentos, e a cumplicidade com os criminosos. Este é um discurso tecnicamente fascista e marca-d’água de uma tentação justiceira e ditatorial. É a apologia da abolição do Estado de direito, trocado pelo archote, a forquilha e a corda. De caminho, atribui a Sócrates a condição de corrupto e ladrão. Outras afirmações que aparecem publicadas são ostensivas referências à Operação Marquês e à imagem de Sócrates criada pelas violações do segredo de Justiça.

A ideia de que o número de juízes que já se pronunciaram contra as pretensões da defesa de Sócrates faz prova pela sua quantidade, vinda de um grunho, não surpreende nem incomoda. Um grunho é um grunho é um grunho. Vinda de um magistrado, deve assustar. Um magistrado que concebe a Justiça como a lei do mais forte e não como a defesa do mais fraco, que somos todos nós no confronto com as instituições, mete medo e pede tolerância zero para a cultura de abuso de poder onde se julga impune quem nos trata como gado para abate.

__

ADENDA

Mas nessa mesma entrevista há mais, e mais assombroso. António Ventinhas, na qualidade de representante da classe, dá-se ao luxo de ignorar dois acordãos do TC e de se armar em legislador e juiz para dizer isto “é isso que o MP pretende fazer: exercer a ação penal contra aqueles que obtiveram elevadas verbas sem que os seus rendimentos o comportem, sendo certo que exerceram funções públicas e portanto obtiveram elevadas verbas pela prática de atos ilícitos”. Aqui está, Ventinhas, de uma penada, cria o crime de enriquecimento injustificado e julga ilícitos quaisquer actos praticados. E se se espezinha assim o estado de direito numa entrevista pública, urbi et orbi, poderei concluir, à laia de ventinhas, com um portanto e tudo, que no recato dos gabinetes os abusos e atropelos serão de nos deixar mais pasmados ainda.

Oferta da nossa amiga Teresa

20 thoughts on “Ventoinhas de merda”

  1. Mas nessa mesma entrevista há mais, e mais assombroso. António Ventinhas, na qualidade de representante da classe, dá-se ao luxo de ignorar dois acordãos do TC e de se armar em legislador e juiz para dizer isto “é isso que o MP pretende fazer: exercer a ação penal contra aqueles que obtiveram elevadas verbas sem que os seus rendimentos o comportem, sendo certo que exerceram funções públicas e portanto obtiveram elevadas verbas pela prática de atos ilícitos”. Aqui está, Ventinhas, de uma penada, cria o crime de enriquecimento injustificado e julga ilícitos quaisquer actos praticados. E se se espezinha assim o estado de direito numa entrevista pública, urbi et orbi, poderei concluir, à laia de ventinhas, com um portanto e tudo, que no recato dos gabinetes os abusos e atropelos serão de nos deixar mais pasmados ainda.

  2. por isso é que Sócrates critica a posição do PS, mas podia também incluir nessa critica todos os partidos, ex- presidentes da republica (tirano Mário Soares) e demais personalidades públicas que não se insurgem contra este tipo de atropelos.

    De que é que eles têm tanto medo?

  3. Sendo que o acesso ao ensino é livre, sempre teremos Ventinhas grunhos, labregos, com mais ódio de classe do que ética professional, a querer impor a sua vontade. Foi dessa massa que se fizeram os juízes dos tribunais plenários que nunca foram julgados por este regime, e ficaram impunes, e também os inspectopres da Pide que foram um estado dentro doutro estado com crimes às costas pela eternidade. Assim sendo, é nosso dever enfrentar os Ventinhas da magistratura e alertar todo o país que os fascistas estão de volta. E desmascará-los todos, a este, ao de Mação, ao Rosário e a todos os que andam a desonrar a profissão. O que é que eles esperavam? Que Sócrates fosse perseguido e enxovalhado sem se defender? Impossível, ele não é cobarde nem f de p.

  4. Ó jpferra, Sócrates “critica a posição do PS”, será? Será que é mesmo isso que ele quer dizer? jpferra, atenção às entrelinhas!
    Sabemos que Sócrates sabe, mas aqui ele bate no muro e para.

  5. “um magistrado que concebe a Justiça como a lei do mais forte e não como a defesa do mais fraco, mete medo e pede tolerância zero”.

    Total acordo com esta sua frase, Valupi.
    Realmente devemos todos ter muito medo, perante tais manifestações vindas da parte de quem pensávamos ser a instituição protectora dos fracos e não a expressão de poder dos fortes. Isto é arrepiante!

  6. Já não se me põem os cabelos em pé com estas barbaridades saídas do esgoto em que se transformou a opinião e mentalidade de muitos magistrados. Espero ainda o pior dessa gente a quem foi confiada a tarefa de aplicar a lei. Muito pior. O que me arrepia até aos ossos é a indiferença perante estas enormidades por parte daqueles que eu considero “gente de bem”, democratas, republicanos, simplesmente humanistas. A democracia haverá de pagar caro por esta lassidão dos “bons”. Até acho que são os primeiros responsáveis pelos “ventinhas” que se vão multiplicando. Pouco se importaram com o facto de Cavaco ter atribuido, a pides, a pensão que negou a Salgueiro Maia. O resultado foram dez anos de um pidesco na Presidência da República. Também agora os “ventinhas” vão ser deixados em sossego. E se, também nisto, a esquerda se unisse? Sei que não vai acontecer porque BE e PCP uniram-se à direita para lançar na lama José Sócrates.

  7. estou a gostar muito de ouvir Sócrates com a boca no trombone. mas também não estou à espera que o sindicato queime os magistrados. estou é à espera da verdade que continua escondidinha.

  8. Ventinhas, lançado , segue para bingo “Sócrates cometeu actos ilícitos”. Se Ventinhas fosse aluno de direito estaria chumbado e sem direito a oral, se Ventinhas estivesse nos EUA estaria sem emprego quando chegase a casa, mas por cá temos só um Ventinhas, careca, vi há pouco, a armar-se em shampoo e a resolver ser um 2 em 1. Freud talvez explique, costuma explicar tudo.
    Por acaso é dado espaço mediático ao Ventinhas, não por ele mas por Sócrates, mas quantos outros, que não tiveram acesso à nossa indignação, já encontraram ventinhas destes?
    (TVI, abertura do noticiário)

  9. Ainda bem que o Ventinhas está a queimar os seus colegas magistrados pois,
    a sua pretensa defesa da sua “dama” mostrou-nos a falsa qualidade dos pro-
    fissionais do ramo! Claro que, os danos estão feitos no caso de José Sócrates,
    um Ministério Público não pode comportar-se com a ligeireza afirmada pelo
    sidicalista … a não ser que sejam da fornada dos que foram apanhados a copiar
    no CEJ! Na Alemanha foram condenados pelo negócio dos submarinos por cá
    o caso foi arquivado, o caso do derrube de mais de mil sobreiros a favor de um
    projecto do GES também foi arquivado, o Jacinto Leite Capelo Rego fez dezenas
    de depósitos falou-se num milhão de euros para a conta do CDS-PP e nada!
    Não acredito que os juízes que se pronunciaram sobre este caso tenham tido
    acesso a quaisquer provas, limitaram-se a aceitar as teorias dos investigadores,
    sem esquecer o tal acordão dos cabritos … revelador de baixo nível dos autores!!!

  10. Absolutamente surreal mais esta intervenção do “sindicato” de alguns magistrados. Absolutamente inaceitável e ninguém diz nada?! Mas isto é alguma República de alguns senhores juízes que falam em actos ilícitos como senão houvesse necessidade nenhuma de provar nada? Pelos vistos nem de formar a culpa primeiro.

  11. As declarações deste BÁSICO, ou como se dizia antigamente, deste parolo, são fruta do descontrolo emocional que se está a apoderar do Ministério Público. Sócrates vai com a artilharia pesada toda para cima deles e vai ganhar, vai dizima-los. Eles pensavam que o tinham “matado” mas o “morto” ressuscitou, virou o jogo, e virou bater-lhes de frente nas respectivas trombas!
    E que conhece Sócrates já percebeu que desta vez ele não vai parar enquanto não os esborrachar todos!
    Não foi só a esquerda que aprendeu com a crise de 2011,leia-se o BE e o PCP, foi Sócrates quem aprendeu com as perseguições de que antes foi alvo.
    Ele uma vez disse que estava arrependido de se ter calado no caso Freeport. Pois está visto que desta vez nada o fará recuar. Estando em cima deles a bater ninguém o fará parar. Vai ser até que deixem de respirar.
    Sinceramente é o que me parece.
    Ele surgiu nesta entrevista em grande forma, física, psíquica, e emocional!
    Parabéns José Sócrates !

  12. Eu só quero saber, como é que um ex politico activo, com vários empréstimos bancários, continua a “pedir emprestado” dinheiro a um amigo a fundo pedido …
    (não é questão de perseguição, mas é que o dito homem foi 1º ministro de portugal, razão mais que suficiente para clarificar as coisas. E NÃO AS CLARIFICOU).
    (só consegui ver uns segundos da entrevista, só me apetecia vomitar com tantas mentiras… não entendo como ainda lhe dão direito de antena. Continuo a achar que nem tudo vale para ter audiência.)

  13. Só poder ser um agente infiltrado para dar mau nome à Instituição em que devemos confiar!

    Ainda a procissão que o Ex. PM José Sócrates trouxe à rua vai no adro e já se movimenta a matilha que dá mau nome às Instituições que pagamos para nos proteger e não para nos filar.

    Todos os magistrados do País pagam cotas para aquela agremiação e elegem democraticamente os “escolhidos” porta-vozes do “recado” ?

    Qual a percentagem de Magistrados Sindicalizados?
    Gostava de saber para ficar mais tranquila ou :
    – não!

  14. ò verdadeira burra, tou mais preocupado com os empréstimos bancários e investimentos do bcp, bpn, bpp, bes, banif e montepio, quem se abotoou com a massa e onde a meteu. para isso é silêncio total, não há perguntas nem respostas, o que interessa é a vida privada do sócras que anda há 15 anos a ser investigado pelos adversários políticos, um tal santana que deixou dívidas, que ninguém investiga, por toda a parte onde passou e depois asilou na santa casa, onde as auditorias servem para acender fogueiras e um ar-de-busto criativo que inventa escutas, mal ganha para as despesas e faz bué de mais valias com bancos falidos.

  15. Tenho vergonha de coexistir com gente tão poderosa e tão estruturalmente fascista.
    Como é possível um licenciado em direito dizer que a culpa é de Sócrates por ter praticado actos ilícitos quando ainda não houve julgamento, quando ainda não há acusação.
    Diz ele que o MP não é uma associação de criminosos, também acho que não.
    Mas a julgar pelo que foi dito, é possível desconfiar, mesmo sem acusação ou julgamento, que há é alguns criminosos que fazem parte da associação.

  16. Só se for um macho que também lhe ofereça um cérebro. O MP é que deve muitas explicações aos portugueses. E só as pode dar de uma de duas maneiras, acusa ou arquiva. Caso decida prosseguir com a acusação e agora em sede própria, podemos sempre contar com os “jornalistas” que se constituíram assistentes para nos darem conta das explicações em sede própria. Senão a novela do CM acaba mais cedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.