34 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. EU RESPONDO IRMÃOS! EU RESPONDO.

    O PXUXA para chegar à maioria absoluta deve CONTRATAR os IGNARALHOS deste dispensário, pois eles, doutos em PALAVRÕES e ASNEIRAS, têm o condão de atraír todos os ordinários em Portugal. Que são muitos – p.e. os comunas.
    Devem promover acontecimentos sociais, p.e. romarias a Évora, comícios de sardinha assada, eleger a COVILHÃ como a cidade mártir e fazer o lançamento de notas de quinhentos nas praias…Não há problema: quando forem eleitos, recuperam com o agravamento da carga tributária.

  2. Já agora.
    Este blog pertence ao Correio da Manhã ou ao Sol?
    É o cegueta quem manda aqui?

  3. Chamar os bois pelos nomes, fazer escolhas, …e sobretudo ter tido coragem no caso Sócrates …mas não tiveram e agora e tarde … Armando Vara acaba de ser detido !
    No dia seguinte a sondagem que da o PS a descolar da CU-Ligacao toma lá António Costa que e para aprenderes a não te esconderes com medo! Se for preciso, para o PS nao ganhar as eleicoes, vao-te prender a ti António Costa!

  4. O que deve fazer? Esperar que fique completa, até às eleições, a lista dos notáveis do PS a ser detidos. Armando Vara acaba de ser detido “no ambito da Operaçâo Marquês”. Quase à mesma hora que Costa jurava confiar na justiça, quando perguntado pela “judite” se achava que Sócrates era um preso político. A direita brinca com a ingenuidade dos xuxas. Ontem saiu a sondagem favorável ao PS e foi o dia do último debate da legislatura. Hoje mais um xuxa é preso para interrogatório. Coincidências de uma justiça que merece toda a confiança de Costa. O que é irónico no meio disto tudo é pensar que se Sócrates estivesse no lugar do Costa era bem capaz de reagir exactamente do mesmo modo. Pelo menos foi assim com Paulo Pedroso.

  5. AMADOS

    Ai, ai, isso está mal, ai está tá…
    (olhem, tenham calma, que logo se apanha o Dias Loureiro, tá beie?)

    Bá.

  6. AMADOS
    Vós que sabeis o que é um Código penal e um Código de Processo Penal, dizei-me?

    O que acontece a um condenado em prisão efetiva, porém, recorrente, se o mesmo vier a ser arguido em outro processo e condenado, hum? Dica – quando há interrogatório, já há arguido.

    Cordiais desejos de que pastem bem

  7. Não estavas a ver a CMTV, cegueta?
    O Rui Pereira já respondeu.
    Diz o Rui Pereira que o juiz recorre ao cúmulo jurídico.
    Para tal, todavia, seria necessário que o arguido fosse acusado, julgado e condenado antes ou simultaneamente do trânsito em julgado da primeira condenação, o que significaria que o recurso teria que ser empatado durante dois ou três anos, tempo previsto pelo Rosário Teixeira para deduzir acusação. Ou, pelo menos, até concluído o calendário eleitoral.
    ”Quando há interrogatório já há arguido.” Essa é boa.
    Para o Rosário Teixeira, quando há interrogatório já há condenado. Mas isso é para o Rosário Teixeira. Tal é a leviana facilidade com que te desdobras na personalidade dos outros.
    Já que dás o resto sê homenzinho e dá a cara.

  8. Resposta minha para o cegueta:

    Agora chegamos aquela fase desta patifaria em que quantos mais socialistas forem presos e mais “suspeitas” forem lançadas no CM contra Sócrates mais votos terá o PS!
    Vê lá se Descobres porquê cegueta ….

  9. Ainda não percebeste nada, ó Jasmim!
    O cegueta não vê nada. Ele está aqui ao meu lado. Eu dito-lhe as coisas e ele escreve.
    Depois eu leio-lhe o que ele escreveu.
    E ele diz sempre: ”Não foi bem isso o que tu disseste.”
    E eu respondo: ”Pois não. Isto foi o que tu escreveste.”
    ”Ai foi?”

  10. Mas o que é curioso é que o cegueta, que não vê nada, responda sempre por cegueta, mesmo quando é o outro.

  11. AMADOS,

    Delirais. Delirais. Já me vedes pelos cantos da casa. Então, vá lá, onde está a resposta?
    Eu cá não quero respostas à sopeira. Quero respostas técnicas. Vá, técnicas!
    Anyone, please, paaaaaaaaaaaaaaaaaleeeeeeeeeeeeeese. oqueie.

    Hum, ele é só perseguições, já biram? Hum? Já? Quem será o próximo? Eu acho que vai ser o Ferro Rodrigues – o gajo das beiças, o compadre do Dias Loureiro.

    AMADOS,
    O PXUXA tem de reagir. Tem de reagir. Isto é um assassinato do caráter de um homem VÁLIDO – o VARA.
    ( Aposto que o Carrilho há-de vir a terreiro dizer algo, é que o VARA era muito amigo da Bábá…num era?)
    Num sei, digo eu.

  12. Ó PASTO PRUNES, então ele está safo de um cúmulo, num é? Ai se lhe acontece o mesmo que ao Bale e Azebedo! É pior! Pois é! O gajo nem chega a pôr os cotos fora da soleira. Bem, pildras candidatas a reorganização da biblioteca…anyone, please?
    PASTAR BEM, ó pequenote.

  13. já deu para perceber que os portugueses querem obra, não discurso. se o Costa me arranjar um emprego em condições – e a outros – o contágio do carácter, aquilo que acontece quando não estão milhões a ver, acontece.

  14. Não ter medo de distribuir umas traulitadas democraticamente, quer à esquerda, quer à direita, quer ainda a alguns no seu interior.

  15. numbejonada,acho que está num registo identico ao daqueles que critica.quanto à pergunta que o valupi formula,o ps tem que afirmar-se ainda mais como alternativa.o que falta para a maioria, cabe aos votantes da esquerdalhada decidirem se querem a direita a governar ou o ps.muita gente que votou na direita,fe-lo para haver uma maioria,como tal,muitos desses eleitores farão o mesmo caso o ps esteja mais proximo de a obter.

  16. Valupi: «Que deve o PS fazer para chegar à maioria absoluta?»

    1) Não mudar de orientação ao sabor das sondagens que são, e continuarão a ser, tudo o que há de mais inseguro e aleatório, especialmente quando o número de indecisos (leia-se eleitores inseguros mas susceptíveis de votar PS) é grande.

    2) Não sucumbir à tentação de oferecer o flanco a propósito do caso Sócrates. Vai haver muito tempo para estudar de perto a questão depois das eleições.

    3) Desenvolver duas linhas paralelas de propaganda eleitoral, tão estanques quanto se revelar possível: a primeira, calma e ponderada, centrada em António Costa, propostas do PS, figuras independentes e uma atitude «oficial» de respeito institucional; a segunda, activa e agressiva, centrada no ataque à extraordinária capacidade de mentir e falsificar do PAF, através da constante recordação das contradições e aldrabices dos seus chefes.

  17. Já agora, a utilização a fundo da sigla PAF — notem que até os seus inventores a evitam — é de recomendar, tanto pela sua sonoridade ridícula como pela conveniência de constantemente agregar os dois coligados e as suas aldrabices num único saco emblemático daquilo em que o eleitor estará a votar.

    Claro que este tipo de propaganda mais agressiva não pode ser conduzido directamente pelas principais figuras do PS, mas há muitas maneiras de a fazer: aproximações mais «jovens e irreverentes», spots publicitários humorísticos encarados com alguma bonomia — senão mesmo relativa desaprovação — pela liderança mais responsável etc.. Sobretudo não deixar cair no esquecimento as enormes aldrabices passadas.

    O principal capital de Costa reside na sua imagem de moderação, seriedade e ponderação; o principal ponto fraco do dueto Passos & Portas é a propensão de ambos para o ridículo (banha-da-cobra de um, inconstância de prima-dona do outro). Há que aproveitar e maximizar ambas as coisas.

  18. o gugu diz que as sondagens não são de fiar e depois acha que o número de indecisos é muito elevado. oh alminha, ainda não percebeste o que é que a baiana tem, tem indecisos em barda, tem! tivesses andado na moderna e sabias como manipular sondagens.

  19. Rato, só há contradição na tua cabeça. Não são de fiar, mas são tanto menos de fiar quanto maior o número de indecisos. E para se perceber ordens de grandeza (por exemplo de indecisos) pode nem ser preciso grande rigor.

  20. Rato, a principal causa de indecisão é a ambiência «políticos todos falsos, todos iguais». Não são precisas grandes sondagens para se perceber isso. Mais uma razão para Costa e PS evitarem uma rota de colisão com a instrumentalização da justiça que existe neste momento. O caso Sócrates vai dar muito que falar, mas no seu devido tempo.

  21. a contradição é usares as percentagens de indecisos das sondagens que dizes não serem fiáveis e todo o bicho careto saber que o calcanhar de aqueles são os indecisos, esses precisamente, tornam possível manipular a sondagem.

  22. Ignatz: «a contradição é usares as percentagens de indecisos das sondagens»

    Nem seque usei tal coisa, nem é preciso. O estribilho em voga «políticos todos maus, todos iguais» traduz alguma coisa, e alguma coisa com impacto eleitoral.

  23. oh nhanha, vai dar uma curva ao bilhar grande.

    “Não mudar de orientação ao sabor das sondagens que são, e continuarão a ser, tudo o que há de mais inseguro e aleatório, especialmente quando o número de indecisos (leia-se eleitores inseguros mas susceptíveis de votar PS) é grande.”

    as sondagens não são fiáveis e indicam indecisos mais que muitos, o que é que te garante que não são mais que poucos? já sei, fizeste uma sondagem pessoal à porteira e desempataste com o táxista. o truque das sondagem é precisamente esse, inflaccionando o número de indecisos ninguém se pode queixar e depois não há partido dos indecisos que assuma os resultados da sondagem. se der 5% de votos ao cds a sondagem tem de ser corrigida para não ter de ouvir a paulette a reclamar e a prometer que quando for primeira menistra acaba com as sondagens e a cor oficial dos jaguares passa a amarelo e preto.

  24. Ignatz: «as sondagens não são fiáveis e indicam indecisos mais que muitos, o que é que te garante que não são mais que poucos?

    Uma coisa implica a outra, ó rato matemáticamente artolas. Mas o que me indica que não sejam menos que poucos? O simples senso comum que indica, por exemplo, que a presença de nimbos torna a chuva mais provável. Não é preciso lançar balões-sonda, nem ir consultar os boletins meteorológicos da semana.

  25. Oops, as minhahs desculpas pelo nome cristão reminiscente de mandar o Numbejonada comer dobradas recheadas noutra fiada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.