25 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. marco antonio costa foi denunciado por um camarada à PGR. o padrinho comparado com ele é um anjinho! vem na visaõ e tambem no site do bpinet. está explicado o há eleiçoes no pais ou no partido.fdp.

  2. Um sonho que muitos acreditaram que poderia tornar-se realidade. A liberdade vai-se perdendo; a solidariedade é nome ostentado por muitas (demasiadas) instituições que albergam um grande número de oportunistas que adoram praticar a caridadezinha; a igualdade é paleio de chacha.
    O espírito de Abril é uma miragem…

  3. As melhores imagens de Abril de 1974 e seguintes, estão na Gaiola Aberta de José Vilhena.

    Está lá todo o espírito abrilista.

  4. Tatás, tem calma pá, o ps não é só isso que aí descreves, e mais do que um grupo de oportunistas organizado para enriquecimento pessoal sob a disfarce de socialismo.

    Pá, tas a ver, e que Portugal fez uma revolução há 40 anos, meteu os gajos no poleiro na grande maioria desse tempo, e mesmo assim cerca de 50% dos portugueses ganha 500 euros pá. Mas tas a ver camarada, ele a cúpula (crapula) do ps e só gajos de bolsos bem forrados. Vai ver as declarações de irs do baixote, o Vitorino, ou do Almeida Santos, o patrimônio do costa pá, um gajo que sempre trabalhou pro povo pá, ou o lifestyle do 44 pá, aquilo é a abnegação total pelo camarada, e o conhecimento profundo da vida a 500 paus por mês pá.

  5. Deixei de ler o cegueta quase logo que ele começou a escrever neste espaço. Agora vou fazer o mesmo com o Básico. Porque estes gajos são básicos de mais. Façam como eu e deixem-nos a vomitar para si mesmos.
    Quanto ao “espirito do 25 de Abril” acho que foi mais “corpo” do MFA do que alma de um povo que, logica e tragicamente, não podia ser espirito culto, depois de 48 de obscurantismo embrutecedor. O resultado está à vista. Os dois últimos governos socialistas, de Guterres e de Sócrates muito fizeram para dar alma ao 25 de Abril, apostando forte na formação do povo. A miserável coligação negativa das esquerdas radicais com a direita salazarenta fez com que em quatro anos se retomasse o processo de embrutecimento do povo. O 25 de Abril está moribundo.

  6. Ó ABRILADA, oube, mas….pelos bistos a gente continuamos a incomodar-te, hum? Porque será, hum? Debias ler-nos, debias, óbe o que ta digo, debias ler-nos. sempre aprendias, tás a bere? num lê não, lole, ganda maluka. Rói-te dinbeja, COMUNA, XUXA DESBIADA.

    VIVA SALAZAR!

  7. IGNATEZES, a mesma cena de sempre és tue…um IGNORANTZ com deribatibos. ÓBE, tens comido tanta porrada do Básico, pá, queue inté fico com pena de tie, mas bá, mereces.

    Básico, comprimentos, hoje boue saír à rua e lebar um ramo de cravos numa jarra, pra mostrar aos COMUNAS e XUXAS deribados, que as flores se põem em jarras e nãoe em carabinas ferrugentas…
    have a great day.

  8. O espírito de Abril é o Aspirina B e pouco mais. O espaço onde três ou quatro portugueses, de diferentes proveniências e religiões, espalhados em diferentes cantos do mundo, resistem ao aporcalhamento da democracia do seu país, indiferentes às hordas de fascistas ressabiados e medíocres que os rodeiam.

  9. hey Galucho, seriously, really, really? Nooooooo, nooooo way…

    Sabes o que é o espírito de Abril? Eu digo-te: é a presunção de democratas marrecos como tu, ceguinhos de visão porque não têm espírito. Que não admitem outras vozes e se estas lhes aparecem devidamente articuladas, ei-los desnorteados, apontando com o qualificativo destrutivo, o palavrão. Personificando a inveja. Ouve, para gajos como tu, eu digo-te: recolhe-te na tua alegada sabedoria, mas não a imponhas a pessoas como eu. Não te reconheço como um ser pensante. Mas descansa, respeito os carneiros, só que dou-lhes o valor que têm…o de rotineiramente seguirem quem alegadamente pensa BIG. Tás a bere, pá? oqueie.

    O 25 de Abril? Hum, aquilo esteve para não seguir para a frente…ai a calçada do Carmo guarda tantos segredos….

  10. … é a tolerância cívica praticada nesta farmácia para com os salazaristas que a visitam e a pretendem converter numa cloaca máxima como o Observador de pingo doce rasteiro.

    … e dizer, BARDAMERDA PRÓS FASCISTAS!

  11. O ignacia, tu estás tipo o Ignorantz,

    O numbejonada bem tenta dar formação aqui no espaço, mas não entra. Qualquer voz não alinhada com o pensamento falido socialisto-comuna e sai logo a saraivada “fascista”, “salazarista”.
    Calma pá, lê umas coisas, pode ser que se te abra o espírito. Com um bocadinho de paciência até descobres que ele há liberais, gente que não é nem fascista, nem salazarista, mas que, na essência, está farta de pagar impostos para sustentar uma chusma de burros, corruptos, ineptos, xulos e, basicamente, mamões do orçamento do estado, que, a coberto do “Abril sempre” e do “estado social” vão-se enchendo de guita ou não fazem nada de produtivo a conta do trabalho dos outros. Vpc para eles, vpc para todos os xuxas.

  12. IGNATZIA pá, tu é um derivativo do IGNARO IGNORANTZ IGNATZ do dispensário. Óbe, só para ti:

    VIVA SALAZAR. Precisamos de mordaças pra gajos como tue, só assim ebitamos a democracia marreca, burra e ignorante. Any doubts about that? hum? oqueie.

  13. é ser possível que dois imbecis, um primário e outro pitosga, escrevam uma serie de asneiras, sem que nada lhes aconteça.

  14. Isso nao era possivel durante os tempos do consulado do grande democrata 44.

    Ele era professores despedidos por insultar o rei sol, ele era jornalistas com processos em tribunal por difamacao, ele era jornalistas despedidos por fazerem escolhas editoriais incomodas ao governo, ele era noticias ditadas ao telefone por assessores do 44, ele era tentativas de comprar estacoes de televisao para calar jornalistas do contra, ele era compras de jornais, enfim, um reinado de cheio de liberdade.

    Um Abrilista com A grande o 44, um verdadeiro Charlie.

  15. ó FERRAMBOLHO, por falar em imbecis, apareceste tu fazendo jus à espécie. Tens que completar as tuas frases, pá. oqueie. AAtãoe, os crabos, cumprastes muitos, foi? cunta.

  16. marreca, burra e ignorante é a tua tia, seu fascista (do caralho)!
    Salazar nunca acreditou na democracia, tal como Caetano, uma vez que consideravam que os portugueses eram burros e ignorantes e, portantes, longe do Olimpo, no qual, só aí, julgavam ser possível haver democracia. ignorante este Salazar!

    queres lealdade e disciplina, num é ó pacheco? então, vai cantar fados prá tua rua!

  17. IGNATZIA

    percebo, tá certo, tamos no fim do mês, tás cum o período, num tens dinheiro pra cumprare os pensos por causa da crise, tá beie, percebo, isso tudo te dá a bolta à tua cabeça, num pensas, bês tudo birado do abesso, oqueie. Mas óbe, laba a bucarra antes de mencionares o GRANDE ESTADISTA SALAZAR, estuda o que ele feze pelo país a nibel dos dinheiros, etc, e tal. ele tinha razão quanto aos portugueses como tu, são de facto, burritos, ignorantes e apanham-se com cinco réis da ideia de péricles e já pensem que sabem decidir dos destinos do país. cala-te marreca, baie procurar algo que te eindireite as costas…hum, agora num podes uma bez que tás cuma as regras, mas a abaliare pela tua língua ordinária, debes comere tudo e mais alguma coisa e debes ter clientèle desesperada, fogo, tipo marcha tudo. oube, o pedigree num é pra todos tás a bere? oqueie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.