8 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. ganha o eleitor – menos desinformação; perdem os candidatos graúdos e os canais que com toda a certeza iam apostar o tempo de antena nos graúdos. os miúdos ficam, como antes, na zona minimalista de conforto.

    (fora isso e se chover, molham-se os equipamentos disponíveis) :-)

  2. ganha a abstenção que beneficia o partido do governo e perde a democracia com umas eleições menos transparentes. quem perder desculpa-se com a cne porque o tc já tirou o cavalinho da chuva.

  3. depende: se os jornais continuarem a dar cobertura exclusiva aos candidatos psd, como têm feito até agora, pode ser que ganhe o psd, o que é bom para o ps poder correr de vez com o seguro. Ganham todos, portanto, e também o espectador que não aprecie arruadas e feiras com bandeirinhas e beijinhos e comícios da treta que, infelizmente é o que há para oferecer. A nível local(autárquico, não é isso?), cada um que se mexa e comunique o que tem a comunicar e a quem tem de comunicar.

  4. A direita fez um belissimo estágio e saiu “doutorada” em asfixia democrática. Quem ainda não percebeu que os “donos” da imprensa é que mandam na imprensa, nas leis da imprensa, nas autoridades para a comunicaçâo social e outras tretas democrticas como os codigos deontológicos dos tarefeiros da imprensa, é porque cedeu à democracia faz-de-conta.

  5. este fica a ganhar.
    O mais trágico é que não vejo grande diferença de nível entre isto e a intervenção do adão e silva que o val pôs lá mais à frente…no parlamento nacional como na autarquia, isto está ficando muto brasileiro Quando estive no Brasil de há umas décadas, este era o modelo terceiro mundista coberto pelas televisões. Agora estamos num modelo terceiro mundista, mas felizmente sem cobertura televisiva.
    https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=OgRan77Kns0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.