28 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. Valupi,
    Se, segundo julgo saber, ainda ninguem descobriu os limites do universo como podemos admitir que se estão a expandir quanto mais preocuprmo-nos com tal alta probalidade?
    Só na medida em que a vista humana cada vez chega mais longe e observa continuamente novas galáxias.
    Também será verdade se for uma referência metafórica ao universo do pensamento, imaginação e conhecimento: nesse aspecto o universo dos não parvos está a alargar-se o que é uma porra para os manipuladores.

  2. ai V , se tivesses nascido mulher e celta não perdias tempo com semelhantes tonterias. o universo é sábio , tu não. se se andar a expandir , podes ter a certeza que è porque assim é preciso. mas não por causa de ti , egomaníaco de trazer por casa. e digo isto por causa de esta pergunta de caracaca com pretensões de xpto. fiz bué de perguntas parecidas há bué de anos , em plena adolescencia… agora ? santa paciência. a fase infantil já me passou.

  3. Qual o problema? Essa aceleração indica que o Universo está de boa saúde. Se estivesse a “desacelerar” ou já a contrair-se é que seria motivo de preocupação para uns seres muito esquisitos existentes nos confins do espaço-tempo. Para 99,999% Humanidade tanto faz que continue a expandir-se ou não, a morte do Sol e consequente desagregação da Terra são já ali ao dobrar a esquina.

  4. Se o universo se expande é seguramente para se poder enviar o “Socrátes” para bem longe dá Terra, como ainda não há local suficientemente longe……

    Ah o aspirina em modo mobile fica uma rica merda. Não sei se tubarão se esquilo!

  5. Não é “expansão”, Valupi, é a dilatação que precede as dores de parto. E nós somos os abortos que nascemos antes do tempo. O Homem está para nascer.

  6. Não, não me preocupa.
    Quanto ao “onde vamos parar”, talvez ajude saber onde estamos:
    Portugal faliu, e deverá ser publico nos próximos dias/semanas.
    Hoje temos o jogo com o Brasil , é dia de “meter” o euromilhões.

  7. muito bem metido Edie, fiquei impressionado, conheço umas tantas rodinhas assim dentro de mim mas não todas, e o terceiro olho está meio de lado mas é o que se arranjou, quanto ao triângulo gosta de vir-se o que se calhar não é suposto – não dá para juntar uma flor de lotus lá em cima e um espírito santo a vir-se cá em baixo? Ando desconfiado que aquele pombo tem que se lhe diga…

    Mas é muito bom! Vou guardar e ver mais vezes.

  8. O Isaac Asimov sabia…. E acho que já deixei a resposta dele por aqui…
    (e também parece que a resposta é uma nossa velha conhecida…)

    (…)
    “Matter and energy had ended and with it, space and time. Even AC existed only for the sake of the one last question that it had never answered from the time a half-drunken computer ten trillion years before had asked the question of a computer that was to AC far less than was a man to Man.
    All other questions had been answered, and until this last question was answered also, AC might not release his consciousness.

    All collected data had come to a final end. Nothing was left to be collected.

    But all collected data had yet to be completely correlated and put together in all possible relationships.

    A timeless interval was spent in doing that.

    And it came to pass that AC learned how to reverse the direction of entropy.

    But there was now no man to whom AC might give the answer of the last question. No matter. The answer — by demonstration — would take care of that, too.

    For another timeless interval, AC thought how best to do this. Carefully, AC organized the program.

    The consciousness of AC encompassed all of what had once been a Universe and brooded over what was now Chaos. Step by step, it must be done.

    And AC said, “LET THERE BE LIGHT!”

    And there was light—-”

    http://www.multivax.com/last_question.html

  9. Belo, tereza. O Douglas Adams também sabia:

    There is a theory which states that if ever anyone discovers exactly what the Universe is for and why it is here, it will instantly disappear and be replaced by something even more bizarre and inexplicable.
    There is another theory which states that this has already happened.

  10. &,

    acho que a ideia tântrica é o o triângulo veicular a coisa lá para cima, para a flor de lótus, mas não há mal nenhum em divertir-se de vez em quando ;)

  11. eu também concordo que lá para cima é que se voa para as estrelas, mas também acho que é preciso regar as árvores, só preocupações! :))

  12. :D

    Agora senta-te em lótus, faz o om e toma lá esta: se não tratas das raízes da árvore, as folhas não crescem saudáveis par o céu. Enraíza e cresce. Om..

  13. Os horizontes que as ciências nos abriram até ao momento presente levam-nos a uma conclusão: o Universo está a parir a Humanidade. A mesma Humanidade que «observa» a expansão de que fala o Valupi. A mesma Humanidade que pergunta «o que é isso de expansão».

  14. Vamos lá, Valupi, escreve aí para onde se está a expandir o universo, se no “universo” já está implicita a ideia de tudo o que existe. Está a expandir-se sobre o vácuo ou sobre o nada? E falar em «multiverso» vai dar no mesmo impasse. O que me parece é que, quando pensamos o “universo”, os nossos conceitos de expandir ou encolher não fazem quaquer sentido e tanto faz dizer que o universo está em expansão ou em contracção. Depende do atónito “observador”.

  15. Dizemos que o Universo está em expansão porque aumenta o espaço entre as galáxias, de acordo com as observações e as teorias que ganharam favor. Para onde, não se sabe, claro, mas muito se especula, como é nossa missão humana.

    Uma das hipóteses que mais me impressiona é aquela que propõe ser o Universo apenas uma parte de um outro universo muito maior. Também me agrada a hipótese de estar o Universo em expansão no próprio infinito – daí, expandir-se cada vez mais depressa. E ainda há hipóteses mais bizarras, todas de cientistas.

  16. Já Einstein dizia: “Existem duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana, mas não tenho a certeza sobre o universo” – Nem ele nem ninguém. Mas respondendo à tua pergunta, segundo o mesmo Einstein, essa velocidade de expansão nunca será superior à velocidade da luz, assim no máximo iremos de encontro à estupidez humana à fantástica velocidade de 18 000 000 km/h.

  17. A essa expansão entre as galáxias chamam os alguns cientistas «inflação». A «deflação» seria um sarilho. Estamos na mesma. O melhor ainda é ficar-mo-nos pelo déficit controlado da nossa ignorancia, sonhando que o podemos vencer de vez…

  18. (desculpa Val, mas estou revoltado)

    A verdade é um acaso, ou talvez não….ou um Homem Impulsivo

    Nojo. Foi o que senti hoje ao consultar, online, a Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Dois Homens: Cavaco Silva e Mário Soares
    Desde logo, o espaço reservado: Cavaco Silva consegue a proeza de, apesar de ter entrado para a política na casa dos quarenta, contra os dezanove de Mário Soares, ver duplicadas, no mínimo, as linhas que lhe são reservadas.
    Entre outras enormidades, eis o que lá está:
    “Cavaco Silva apostou em levar a cabo reformas estruturais da administração e na direcção económica do país. Foi também nesta legislatura que Portugal aderiu à CEE”

    “A par de profundas melhorias na rede viária nacional e da reabilitação de boa parte do património cultural público, deu-se o impulso a seis novos projectos: a organização da Expo 98, a construção da Ponte Vasco da Gama, a introdução do caminho ferroviário na Ponte 25 de Abril, a construção da Barragem do Alqueva, a introdução do gás natural e a projecção do novo Aeroporto da Madeira.”
    O Essencial em Cavaco é o impulso.
    Talvez por acaso, ou não, os concretizadores da obra, Guterres e Sócrates não merecem uma linha sobre este assunto.
    PS. ..agora, que se prestam homenagens ao único político português de dimensão mundial, Mário Soares, talvez não fosse má ideia perceber o que fazia Mário Soares aos dezanove anos, aos vinte, aos trinta, aos quarenta, aos cinquenta, aos sessenta, aos setenta e aos oitenta.
    Certamente não mereceria a incompetência da Wikipédia, a enciclopédia livre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.