10 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. essa é simples. marcelo tenta capitalizar o trabalho do costa em proveito da sua candidatura presidencial. o que eu gostava verdadeiramente saber era a história do teste covides e da fífia quarentena, isso é que deve ser revelador duma filha da putice escandalosa.

  2. O primeiro que conseguir explicar porque é que o ano passado houve 3 mil mortes por gripe e não houve problema e este ano há 600 e é este histerismo todo .

  3. Sem terem estado, naturalmente, a ser perfeitos na sua actuação, acredito que houvesse quem os pudesse igualar, mas não quem em muito os pudesse superar. Face à actual crise, considero que o país teve sorte em ter, um e outro, nos lugares que ocupam.

  4. Excelentes. Já imprimi a fotografia dos dois e faço cinco vénias todas as manhãs em sua adoração.

    Já agora, quem estiver interessado que contabilize o número de vezes em que estes dois se contradisseram. O Trump por ter desvalorizado o vírus numa (infeliz) intervenção já foi chicoteado, crucificado, queimado e pendurado em postes. Estes dois, que se atropelaram inúmeras vezes, são excelentes estadistas.
    Salazar não se empenhava tanto na propaganda. Que cheiro bafiento.

  5. É muito simples. Como a COVID-19 mata mais do que a gripe e não existia ao início qualquer tipo de imunidade nas populações contra este vírus, o seu potencial de letalidade é muito superior ao da gripe, que mata menos e não se espalha tanto, nem durante tanto tempo, por causa da imunidade cruzada e das vacinas para as diferentes estirpes circulantes . Por outras palavras, o número de mortos de gripe no ano passado dá-nos uma estimativa muito por baixo do número de mortes que teria havido se não houvesse isolamento social. Não se pode criticar o histerismo fazendo notar o relativamente baixo número de mortos pois esse número é resultado do histerismo. É um pouco como criticar o gasto de dinheiro público na polícia num país com baixa criminalidade.

  6. Costa começou bem, mas está a perder o pé. Foi ultrapassado pelo epidemiologista Marcelo e pelo virologista Paulo Portas. Neste momento, está no meio da ponte. Foi atrás da Sandra Felgueiras e tornou a corrida às máscaras idêntica à corrida do papel higiénico. Marcelo irá ganhar com 99,9% e o futuro da direita voltará a ser promissor com Paulo Portas.

  7. Ó Fernando:
    ^O Paulo Portas é aquele senhor careca que trouxe para cá dois submarinos cheios de máscaras ?

  8. “O Paulo Portas é aquele senhor careca que trouxe para cá dois submarinos cheios de máscaras ?”

    o careca é aquele que limpou o sarampo a uma velha em saquarema. o outro não trás, só leva e a máscara é dresscode do panascal.

    * viró-disco-e-toca-o-mesmo

  9. ó fanfan as tuas cócegas são deveras as melhores ainda só me cocegates os tumates e não parei de rir toda a manhã. 99,9% e o futuro da direita voltará a ser promissor com a Catherine Deneuve do parque ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah…….
    ó pintinho continuas com esse trauma de infancia que te faz confundir o galo capado com a galinha mãe como tú te ajeitas tã bem debaixo dele. é caso para dizer, phoda-se depois de tanto trabalho e dinheiro gasto a dar-te uma educação esmerada (seja lá o que isso fôr), perdemos-te.

  10. O vírus também ataca a dicção ?
    PP, no Estado da Emergência, da TVI 24 : para além dos países que contribuem para a OMS, também há organizações e pessoas que o fazem . Bill Gates e Melinda Gates, da Fundação Bill Gates e Melinda . Melania ( queria dizer Melinda ) e o rei Salmão da Arábia Saudita .

    Ahahahahahahahah .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.