21 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. Eventualmente o menino Rui Rio, se tivesse nascido com mais uns neurónios e mais dois tomates…

  2. O Marques Mentes ou o Manolito Pezinhos de Garrafão, adoptando a sigla PSD-PP(Putos ao poder).
    Outra hipótese era o prof. Ericoiso, para obrigar toda aquela chungaria de engravatados laranja a utilizar os acentos, os pontos e as vírgulas como deve ser.

  3. Agora a sério, acho que o Dr. Relvas tem competência para acalmar aquele saco de gatos. Mas prontos, se for necessário aplicar algo mais que palmadinhas nas costas, talvez possam chamar o cinturão Negrão.

  4. Ó Val a pergunta está mal feita.
    Deve ser:
    _ Existe algum português decente que queira ser presidente de um partido todo partido?

  5. E se o PSD desaparecesse?
    O CDS nunca foi nada. Pode continuar a existir só para dar cor (de rosa), porque não um arco íris?
    E se aparecessem jornalistas decentes, verdadeiramente profissionais, isentos e incorruptíveis? E juízes a sério, menos burgessos e mais inteligentes?
    O PS transformava-se na tal “direita não decadente”, mantendo o SNS e outras instituições na esfera pública. Com um pouco de sorte (e o apoio do resto da esquerda), os correios, a energia e as telecomunicações(o que se conseguisse ) voltavam a ser nacionalizados (claro que o país ia arder de uma ponta à outra, mas valia a pena tentar).
    Assim sendo, eu poderia votar mais à esquerda,…só que as opções atuais, também, não são grande coisa.

  6. Só talvez alguém que conseguisse que ele deixasse de ser o que não é, PSD, e passa-se a ser o que devia ser PPD. Só isso já seria decedente.

  7. Parecer:

    O PSD nunca foi, não é, nem nunca será decente, seja lá dirigido por quem for, porque já nasceu torto.

    Apesar do disfarce (com o rabo de fora) com que se baptizou, NUNCA foi social-democrata, nem na teoria, nem na prática, nem nos seus dirigentes – a começar pelo próprio Sá Carneiro, que já desde o fascismo se posicionava ideologicamente na ala LIBERAL.

    Como saco de gatos em que se foi tornando, desde a saída dos ingénuos ASDI’s (Jorge Miranda, Sérvulo Correia, Mota Pinto, Sousa Franco…), e íman para todo o tipo de oportunistas e escroques, desde que na Figueira passou a bailar ao som do cavaquinho dos ECU’s, o PPD-PSD transformou-se numa organização reles, mafiosa e “facilitadora” de pulhices e canalhices com fachada legal, institucional e “idónea”, à pála do orçamento e à conta das debilidades da República e das fragilidades da nossa jovem Democracia.

    DESPACHO:

    Não merece continuar vivo, mas pode-se deixá-lo por aí a vegetar, no estertor degradante que constitui a sua máxima especialidade, até lhe apetecer finalmente cumprir o seu destino histórico: esticar o pernil por aí sozinho, numa qualquer valeta dos tempos que hão-de vir.

  8. lembro, que rui rio apareceu na politica, quando no porto cidade onde vivo ,ninguem no psd quiz ir a votos para a camara com fernando gomes. à falta de candidatos foram buscar um rapazinho chamado rui rio, para ir a votos com fernando gomes. a cidade estava em pântanas por causa das obras” porto capital da cultura” .para ajudar rui rio aparece a “reles” dona laura (presidente dos comerciantes ) a vomitar ódio contra fernando gomes por causa das ditas obras que hoje toda a gente reconhece que deram a volta à cidade. para juntar a tudo isto, antes de serem lideres dos respectivos partidos rui rio, e costa tiveram amenas conversas sobre politica na televisaõ e que hoje o condiciona. o seu estilo, a falta de estaleca politica e a prestação positiva do governo,não ajudam o psd a ser alternativa real ao actual governo da geringonça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.