29 thoughts on “Vale (mesmo) tudo”

  1. Suponho que se refere à notícia sobre a mulher de Passos Coelho.
    Em caso afirmativo, qual o remoque ?
    Vejo duas possibilidades :
    O aproveitamento jornalístico de um caso pessoal, a doença de uma pessoa pública, com o que isso possa eventualmente ter, de reprovável ;
    O aproveitamento político, por parte de Passos Coelho, do drama pessoal da mulher, com motivação eleitorista.
    Neste caso, não consigo quantificar quantos votos o facto – a doença – valem.
    Para mim, o facto em sí mesmo, nem justificaria página de jornal.
    Outros pensarão de modo diferente, não conseguindo eu consubstanciar o resultado, em termos do impacto nos leitores, existe liberdade de publicação, por parte do jornal, e de apreciacão em termos de valor/desvalor por parte dos leitores .
    Tentar controlar, uns e outros, jornal e leitores, mesmo que seja em termos de apreciação especulativa, como parece ser o seu caso, parece coisa que não tem senso.

  2. um bom episódio da novela mexicana era a Laura rapar o cabelo em directo onde, por entre os pêlos que fossem caindo, se ouvia de fundo as lágrimas de portugal: uma imagem sonora alusiva ao sal que Coelho promete devolver aos Portugueses. depois um beijo seco de lábios, ternura que destrona o tesão por conta do horário nobre, e um esgar de consolo.

    ai que riso! :-)

  3. Cada um exibe como quer os seus dramas pessoais.
    O problema é ser capa do mãnhas.
    Se a coisa não foi consentida nem agrada os implicados, podem recorrer à dupla justicialista amiga do mãnhas por abuso de exibição.

    Choque choque é ver e ler o quadradinha dedicado ao achincalho e perseguição maligna de figuras públicas com a nossa querida Dra. Maria de Jesus Barroso Soares.
    Que pasquim nojento!

  4. Se o Basico e Numbejonada ainda por cá cirandam aproveitem para meditarem e quiçá extasiarem com esta frase do PM que elegeram, a propósito da morte de Maria Barroso:
    “…toda a profunda admiração que temos por aquilo que foi a sua vida e também a sua morte”.
    Profundo e inigualável!

  5. Eduardo J,

    Se a direita básica e trauliteira tivesse a minima admiração por vidas como a de MB, não seria o que é. Teria outra relação com o pluralismo e a liberdade, cultivaria o debate, investiria em argumentários consistentes, olharia a meios, colocaria alguma ética na procura dos seus fins, e decerto viveriamos numa sociedade melhor informada, mais culta, mais decente, pois não valeria tudo.

    Mas,dito isto, e em boa verdade, teremos de reconhecer que nesse particular esta direita não se distingue muito de certa esquerda.

  6. Agora anda a fazer isto à mulher… O que mostra a qualidade de pessoa que Pedro Passos Coelho é. Quem já passou por isto sabe que a privacidade, nestes momentos difíceis, é um bem inestimável.

  7. já li de tudo um pouco, agora dizer que o val quer controlar um jornal…

    pimpas
    “Tentar controlar, uns e outros, jornal e leitores, mesmo que seja em termos de apreciação especulativa, como parece ser o seu caso, parece coisa que não tem senso.”

  8. PIMPAUMPUM, escreveste um comentário para revelar ao mundo que não sabes quantos votos rende a exploração da doença da Laura e que os jornais gozam do direito à liberdade de imprensa.

    Concordo muito contigo.

  9. “Dado que se trata de um assunto privado, que apenas diz respeito à minha família, peço também que essa reserva de privacidade continue a ser respeitada” – pedrocas, o massamólas em 07/01/2015
    http://caras.sapo.pt/famosos/2015-01-07-Passos-Coelho-confirma-doenca-da-mulher-e-pede-respeito-pela-sua-privacidade

    já estou a antever o próximo acto de privacidade, outdoors da laura careca a dizer que perdeu o cabelo com a crise. bardamerda, estes cabrões não merecem qualquer respeito.

    * tradução para pimpolhos: eu não sou quem tu pensas

  10. E é verdade. E não sei onde está a contradição.

    O que não vejo é muito interesse em colocar à análise realidades como essa : os jornais, por todo o lado, publicam o que bem entendem e as pessoas concluem o que lhes apetece.

    Ou até, os jornais publicam o que lhes apetece, e as pessoas concluem o que bem entendem.

    Ou ainda, e às vezes, o que mal entendem, no caso de o jornalista ser fraquito a escrever.

    C’est lá vie .

  11. poizé, oh pimpôlho, especialmente se difamarem diáriamente o sócras na primeira página e branquearem a roubalheira cavaco associados num cantinho da última, é liberdade de imprensa e só lê ou acredita quem quer. o contrário já não pode ser, porque o presidôncio foi eleito por 23% dos eleitores e as instituições têm de ser respeitadas para as corporações preservarem os tachos.

  12. para este artista vale tudo! no estado em que estão as coisas umas fotos encomendadas à porqueira do correio da manha na casa da manta rota ou às compras no continente, já não chega. tem que se baixar o nível ainda mais. se for preciso leva a família ao programa do goucha, tendo as manhosas da rr como entrevistadoras, perante o gáudio do zé manel&companhia no observador.

  13. PIMPAUMPUM, mas não há contradição alguma. Estou a concordar contigo. E mantenho a esperança de que te dês conta de que falaste para nada dizer. Se calhar, porque nada pensaste.

    Ora, se os jornais podem publicar o que querem, também qualquer um de nós pode pensar o que quiser do que eles publicam. É o meu caso. Penso que estamos perante uma exploração política da doença de um ser humano, o qual é também casado com o actual primeiro-ministro. E penso que essa exploração pretende apresentar esse primeiro-ministro como uma vítima e um modelo de virtudes. Se estás recordado do que aparece no “Somos o que Escolhemos Ser”, vês que estamos perante a mesma matriz.

    Outra questão é a de tu não te importares com isso, quiçá aplaudires, ou fazeres por não perceber. Mas isso é problema teu. Não contes é com a minha misericórdia.

  14. Se pensa isso, pense à vontade, pode pensar o que quiser.
    Eu não falei, escreví, e se não disse nada, estranho que tenha chamado a atenção de sua senhoria, você costuma ser parco em aparições, aqui na caixa pequenina, a não ser que tenham manifesta relevância intelectual, por isso que raramente desce do seu palco, lá em cima.
    Não sei o que é o Somos o que escolhemos ser. Se é rubrica do jornal, não sou leitor desse jornal.

  15. “… a não ser que tenham manifesta relevância intelectual…”

    esta merda atesta a relevância a intelectual do pimpas, o azeiteiro.

  16. o pretoaocólo já não era o que é, o manchete é que deveria está sentado ao lado do dailhelálama.

  17. no seguimento da biografia kitsch do passolas, aparece agora esta imagem a ilustrar a novela. Mas não vai ficar por aqui. Aguarda-se trabalho de marketing à semelhança do que foi feito com Duarte Lima. Mas bonito, bonito, será o passeio anual da manta rota. Aguardem, o homenzinho vai gastar todas as fichas.

  18. o inacio, agora travestido de eu não sou, sua mais recente criação para desfilar na passerelle do salão de madame valupe, pergunta provas que tenham a ver com bonés e merda.
    Isto :
    – quando coças a cabeça por cima do boné, provas o anormal que és . Mas isso já nem era preciso, bastava ler o medley, o hodgepodge que regurgitas aqui.
    – quando te dá comichão e baixas as calças para coçar o rabiosque, provas o badacolho que és. Mas isso também já era sabido, até era público e notório. Tem a ver com merda.
    A coisa muda de figura se o Rolex e o Alex ( inacio dixit) chegarem ao conhecimento de que o engenheiro da mula ruça, quando andava nas obras, coçava a cabeça por cima do capacete. Aí sim, vai dar azo a dilatamento adicional para o prazo de investigação. Coisa estranha …
    Então os investigadores do MP trabalham mal, nunca apanham ninguém ? Mas … Não é isso que queres, que sempre tens defendido aquí, que as coisas corram mal, que todos se safem ?
    É que eu contínuo convencido que contínuas superiormente apoiado na jurisprudência do sapateiro de Braga, e portanto, que mamem (comam do tacho) todos, porque não há moralidade.
    Nem te interessa que haja.
    O teu mentor foi despedido da TVI.
    E Maria Elisa não se mostra como testemunha abonatória. Ver TV 7 dias. É lixado, vale mesmo tudo …
    Regressa pois, ao buraco de onde vieste, a ETAR de Alcântara, e pelo caminho, leva contigo o arrebujo e o doolittle, não vá dar-se o caso de eles andarem por aqui.
    À minha legítima pergunta, quais são as tuas motivações, e quem te paga para acampares aqui quase 12 em 24 horas, contínuas sem responder. Humm … deves estar entalado.

  19. ó palhaço, a malta vem aqui por que gosta do que lê, tu detestas o que lês mas estás sempre aqui de plantão a debitar ordinarices a uma velocidade vertiginosa… Está visto quem é o assalariado!

  20. Para o Leão,

    Palhaço é você, para além de mal-educado e grosseirão !
    Então vosta de vir aqui, diz você !
    E não lhe incomoda o facto de o ordinareco e garotelho Ignacio, embora sob outra fachada mas com o rabo de fora porque se lhe reconhece o estilo, vir aqui colocar um comentário , de tão abjecto, que inqualificável, em que
    miseravelmente brinca com a doença da mulher de Passos Coelho, a quem por trocadilho, de Dalai Lama, atribui o epíteto de Dailhe-Lama, e goza com a côr da pele da senhora ( prétoaocolo) ???
    É disto que você gosta ?
    Se é digo-lhe, diz-me com quem andas, e dir-te-ei quem és !
    E já agora, por causa de uma coisa que você me chamou num outro lado, filho de pai incógnito É VOCÊ !
    E DE MÃE RAMEIRA, também!
    Bandalho!

  21. ” E não lhe incomoda o facto de o ordinareco e garotelho Ignacio… miseravelmente brinca com a doença da mulher de Passos Coelho”.

    sim, é lamentável que esse ordinareco brinque com a doença da senhora em vez de encarar o facto como uma oportunidade da coligação angariar votos. se todos os cancros estivessem ao serviço da democracia a taxa de abstenção baixava.

    outro assumpto: se estiveres interessado posso nomear-te interpretador-mor das piadolas ordinarecas do ignatz, mas tens de ser mais sucinto para o leitor não adormecer.

  22. oh pimp dos peidos! sabes quem foi luisa amélia guimarães e melo? se calhar não, porque nunca apareceu careca na fotografia, apesar do marido ter eleições para ganhar no ano seguinte à sua morte. quem brinca com a doença da licenciada em massagens a velhos e o pimp da cachupa… cachopa ou lá como dizem as freiras de bufatá. mas de peidos & merda percebes tu.

  23. lamentavel o comportamento de passos coelho.se não estivessemos em campanha eleitoral a senhora,usava um lenço no cabeça,como muita gente que infelizmente se cruza por nós na rua o faz.como as mentiras já não colam, há que aproveitar a desgraça para se apresentar no papel do desgraçadinho.que se lixem as eleiçoes!

  24. diz o FIFI

    Se tivesse com um lenço na cabeça, inda vá lá, mas, assim com a careca à mostra, descobre a careca do … marido.

    Elementar, meu caro, Pantene, Pantene!

  25. qual pantene, qual caralho. toda embrulhada em renova, um prazer no cagar, passo a a publicidade, tipo coisa invisível, na fase em que se vê, talvez favorecesse o enquadramento fotohigiénico. se não perceberem, eu faço um esquiço.

  26. neste momento, em Portugal, cerca de 45 mil pessoas lutam contra o cancro.

    O Correio da Manhã é o cancro dos media.

  27. AMADOS IGNAROS,
    Portanto, atentos os doutos considerandos temos que: a mulher de Passos Coelho, deve ficar em casa, não pode saír à rua nem ACOMPANHAR o marido em cerimónias oficiais. Está careca, cancerosa, e, em vez de VIVER, deixe-mo- la em casa.

    A VOSSA MEDIDA é a dos outros, não é? Pois, claro.

  28. PIMPAUMPUM,

    Como está meu caro?

    Os analgésicos não contemplam a doença do IGNARALHO mor, de rabo de fora. Veja bem, se analisar o que ele escreve, bem se lhe advinha o tipo de vida.

    CAMBADA de IGNARALHOS,

    A mãe de vocês, sim, essa mesma, anda na esquina da 5 de Outubro à noite, completamente desguelhada, desdentada, a dizer que vocês lhe bateram e querem dinheiro. E que lhe dói o traseiro. Pretendem reagir?
    Aconselho dirigirem-se ao posto de um OPC mais próximo…já que não gostais de magistrados.

    Pastar bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.