Um sonho para o Cavaquismo

“A coesão nacional é um bem precioso de Portugal em particular nestes tempos difíceis que nós atravessamos. Estes tempos são de dificuldades e devem ser tempos de coesão, não tempos de divisão ou de querelas estéreis”, afirmou hoje o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, numa declaração de “saudação” aos açorianos à chegada à ilha de Santa Maria, uma das chamadas “ilhas da coesão”.

Fonte

__

Cavaco, o Presidente da República que intencionalmente deixou o País à beira de um ataque de nervos só para mostrar o seu asco pelos Açores e pelo Parlamento, que é directo beneficiário do poder e dinheiro do BPN ao tempo dos crimes em julgamento, que congelou o Conselho de Estado para proteger Dias Loureiro, que fugiu a representar a Pátria no funeral de Saramago, que alimentou uma conspiração com vista a perverter actos eleitorais criada na sua Casa Civil e acabou a premiar o seu mentor ou testa-de-ferro, que se fez eleger em nome da estabilidade e que na própria noite eleitoral despejou uma chuva de ódio para cima de todos os adversários, que se serviu do acto da tomada de posse para fazer um comício onde exigiu o derrube do Governo pela rua, que foi instrumental para a golpada do chumbo do PEC IV, é o mesmo que não quer barulho acerca do que se passa na Madeira.

Confesso o meu sonho: que Cavaco seja o primeiro Presidente da República a ser apupado pelo Povo.

26 thoughts on “Um sonho para o Cavaquismo”

  1. “Querelas estéreis” diz esta criatura que supostamente devia ser o Presidente de todos nós? Os crimes cometidos por Jardim com consequências gravíssimas para todos os Portugeses, são resumidamente classificadas por Sexa como “Querelas ESTÉREIS”?! Só faltava mais esta ‘pequenina’ ofensa . Espero bem que o sonho do Val se torne realidade.

  2. Podes contar comigo para fazer parte do teu sonho Val.
    Este homem é verdadeiramente a sumula do pior que tem o povo português. E nem uma virtude

  3. terrível o caso BPN! Como é possível ao fim destes anos todos a juíza declarar o tribunal incompetente? Se ainda fosse logo no princípio podia ser – agora não há hipótese, uma vergonha nacional que corrói o tecido todo.

  4. Marcai a hora, eu levo os ovos podres e os tomates (os meus).
    PS (o outro)- para me poupar duas ou mais deslocações, por favor juntar todos os primeiro-ministros desde 1976, e todos PR`s após o Ramalho Eanes.

  5. Que sonso! Como já se esperava! A estratégia estava há muito montada para o Jardim voltar a ser eleito, conhecido o buraco. Um nojo.

    Ninguém quer divisões com o povo da Madeira, queremos é o Jardim corrido de lá para fora e responsabilizado, já que somos nós que pagamos.

  6. Penélope,
    Acho que devemos querer muito mais que isso. O problema não é o Jardim, um sacana sem lei que perverte totalmente o conceito de democracia. Temos que exigir uma reforma profunda na questão da autonomia e dos seus respectivos governos, doa a quem doer. Não é possível ter um sistema que permita situações como a que conhecemos agora. A autonomia, a forma como está regulada, permitiu que um tipo como o Jardim fizesse o que bem entendesse de dinheiros públicos. Atrás dele virá outro igual ou pior. E é isso que temos que conseguir evitar

  7. Tiago: Certíssimo, mas, para já, temos um problema a resolver. A actual lei, mesmo insuficiente, prevê sanções para estas violações. Devem ser aplicadas, por acção das instâncias competentes. Mais, o PSD, se fosse um partido de gente séria, deveria condenar tal comportamento e agir politicamente. Na minha opinião não tem muito a perder. Pelo contrário.
    Percebe-se que a marosca já era conhecida das cúpulas do partido e que já estava tudo combinado, nomeadamente com o conhecimento do PR, mas espero ainda que a opinião pública, na qual se incluem pessoas da área do PSD – Cadilhe, Beleza, Mota Pinto, etc. – os leve a ter um assomo de decência.

  8. Ele é o chefe de um conjunto de “bem sucedidos na vida” que poderiamos designar por “Geração Desenrascada”.Esse grupo,além de outros,engloba:Cavaco,Dias Loureiro,Oliveira e CostaFerreira do Amaral,Duarte Lima Alberti João etc,etc etc…E vão ver que nós vamos continuar a pagar todos os desmandos!Pela calada,porque agora está tudo muito caladinho.É tudo”ato consumado”;e temos de o “engolir” como tal…

  9. QUE O SEJA, PORQUE MERECE. É O PIOR PR DA NOSSA DEMOCRACIA, MAS DE MUITO LONGE, SÓ PODENDO SER COMPARADO AO “CABEÇA D’ABÓBORA. QUE VENHAM AS MANIFESTAÇÕES A APUPÁ-LO, EU ESTAREI NA LINHA DA FRENTE, MAS ACHO ESTE POVO DEMASIADO ANESTESIADO PARA ISSO.

  10. Esta declaração não é dirigida aos portugueses, mas sim às hostes social-democratas. O que o preocupa não é, nem nunca foi, a coesão nacional, a coesão do seu partido é que é um bem precioso nestes tempos difíceis de eleições. No PSD é que não deve haver divisões nem querelas estéreis. Apupá-lo é pouco.

  11. acho que não vais ver o teu sonho realizado , a gente , os da populaça , nem sequer damos imp. à figura de PR para ser apupado , é tipo bibelot com pernas.
    mas a cena das autonomias…a cena da espanha , com a catalunha à cabeça? parecem aqueles rapazinhos que vão viver sozinhos mas almoçam e jantam na casa da mãe. e levam-lhe a roupa suja para lavar. que vergonha.

  12. Se fosse rei, ja se hovesse feito o regicidio e proclamada á República.
    A minha intuição numca gostou das formas diste beatão. Eu tambem apupâ-lo-ei, se for possivel.

  13. Querelas estéreis! Vocês ouviram bem? Querelas estéreis? Não há um Ramalho Eanes que sinta o estomago revoltado? Sampaio aguenta esta coisa?
    Se os “maiores” ficam calados, o povo também vai ficar. Aliás, nem vai perceber o tamanho do embuste do cavaquismo, que regressou vitorioso e glorificado em toda a linha. Em maioria absoluta de preversão. Dizem que Portugal não é a Grécia. Mas o cavaquismo é irmão siamês da Grécia corrupta. Do BPN, BPP, BCP até Alberto João. Vejam como estão unidos! “Aquilo”? Uma coisinha sem importancia de maior…Deixem-se de querelas estéreis, diz ele. E assobia para o lado: uma lei há-de prevenir novos casos: a lei que proiba o ladrão de roubar! É a lei que falta. A lei que faltou no BPN, também. Tão fácil e ninguém se lembrou disso. Proibir o ladrão, não o roubo, que este há muito está proibido. Isso aí, proibir a existencia de ladrões! Fácil, pá.

  14. Mas terá havido querela mais ESTÉRIL do que a engendrada por esse pulha relativamente ao Estatuto dos Açores, onde agora se hipocritamente se encontra?

  15. FORÇA LÁ ESTAREI.
    Tudo farei para fazer sentir a Cavaco Silva o seu despudorado cinismo pelos portugueses,
    que pagam a lástima do seu desaforo e dos seus amigos/ministros que tem contribuido
    para esta situação calamitosa, sem retorno à vista.

  16. houve aí alguém que falou no Ramalho Eanes. pois é a única pessoa das não sei quantas que foram PR por quem sinto respeito. um tipo zen.
    confesso que me apetecia um quadro de goya , o do 3 de mayo , com o soares e o cavaco. o sampaio lá ao fundo , mas na mira. fez menos mal , mas tb fez. e nem sei se fez menos mal , o zézito só chegou ao poder por causa dele. ponho-o já na 1ª linha . a memória é como as cerejas.

  17. julgo que não é proibido juntarmo-nos frente ao palácio por ele ocupado e por nós suportado para gritar-lhe em forte uníssono:
    VAI-TE EMBORA, PULHA.
    É fazer correr a ideia por outros meios de comunicação mais abrangentes. Não faltarão disponíveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.