One thought on “Ubi non est justitia, ibi non potest esse jus”

  1. Não sou idealista por isso compreendo que:
    1) protejam os poderosos evitando que sejam acusados ou encarcerados
    2) apliquem a justiça aos restantes
    3) utilizem os meios de que dispõem para fazer política
    4) utilizem os meios de que dispõem para impedir que respondam pelos crimes que cometem
    5) finalmente, em tal estado de coisas, sendo broncos apresentem-se como sábios e cultos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *