16 thoughts on “True”

  1. No rings , no rings, que se lixem todos.
    Espero que Sócrates não aceite a “benevolência” do MP.

  2. Oh Eduardo J, você oferece-se para ficar por ele na choldra de Évora, é ? Porque raios têm de ser sempre os outros a lutar pelas coisas em que acreditamos ?!

  3. JPRodrigues, tem razão, terá de ser ele a decidir.
    A minha ideia é que está a sair de algumas e maquiavélicas mentes, mais uma humilhação, com circo mediático à porta de sua casa, o correio da manha têvê com especiais de hora a hora.
    Por outro lado a recusa em sair da cadeia nessas condições seria uma afirmação de carácter de quem se diz inocente não merecendo e não aceitando, por isso, qualquer medida de coacção.
    Seria muito melhor se ele conseguisse a libertação com um recurso a um tribunal superior.
    Parece que um dos advogados e o próprio se inclinam para recusar a pulseira, enquanto o outro advogado considera positivo o fim da prisão preventiva:
    http://expresso.sapo.pt/sociedade/2015-06-06-Joao-Araujo-sobre-domiciliaria-de-Sócrates-Positivo–Positivo-seria-a-libertacao
    Claro respeitarei a sua decisão seja ela qual for, ele é que está preso.

  4. Eduardo J,

    Eu percebi-o . E tb gostava de assistir a essa “bofetada de luva branca”. Mas é como vc conclui: “ele é que está preso”. E seria hipocrita exigir-lhe que faça pelo estado de direito aquilo de que não têm dido capazes todos quantos dizem defendé-lo, mesmo estando em liberdade. A começar pelo Secretário Geral do PS.

  5. “Seria muito melhor se ele conseguisse a libertação com um recurso a um tribunal superior.”

    essa decisão está tomada pelo supremo e deveria ser comunicada amanhã, foi por isso que o ministério público se antecipou. havia que evitar os danos de imagem na corporação, assim o recurso fica sem efeito e na memória do público do “i” só haverá as sucessivas “victórias” da justiça conduzidas pela dupla maravilha calex & alex. depois é deixar o assumpto para livrar responsabilidades da merda que fizeram e partir para outra encenação.

  6. “You Can Easily Judge the Character of a Man by How He Treats Those Who Can Do Nothing for Him.”

  7. LOL. «Terá de ser ele a decidir». LOL. IGNAROS que não vêm o significado das decisões…E escrevem, escrevem…

  8. A versão dos The Band, através de uma pessoalíssima e fabulosa interpretação de Richard Manuel, é, acho eu, a que mais se adequa à poesia enigmática de Dylan. Mas esta interpretação, mais colada a uma das possíveis interpretações do poema, não deixa de ser brilhante: youtube.com/watch?v=XyCn8IC5RpE

  9. OLhÒ ENAPA, o gajo que rouba identidades, com um discurs ordinário e ilustrativo do seu caráter, agora com conversas de Dylan. LOL.

  10. Este pessoal a falar de caráter, quando num mero espaço internético, supostamente de descompressão, se expressam com palavrões e ofensas às crenças dos outros, com qualificativos, desrespeitando, inclusive, a figura maternal. Que caráter é esse? Eles vêm tudo, eles sabem tudo. E refletem, refletem, como se fossem donos de algo produtivo. LOL.

  11. Eu não considero carácter (da parte da pessoa em causa), mas falta dele.
    Um individuo que fez parte da governação deste país, levou o país quase á bancarrota. Não tem fortuna de família, portanto vivia do seu ordenado, enriquece não sei como e acha que ninguém tem nada com isso.
    considera-se acima de tudo, até da justiça.
    São muitos exemplos de falta de carácter, ou mesmo mau carácter!

  12. E que até se presta a….escolher(?)as medidas de coação. Ai que regalo. Ele ficaria tão bem no executivo grego…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.