TINA, a assassina que o povo reelegeu

Male suicide on rise as result of austerity, report suggests

According to the research, every one per cent fall in growth rate of GDP in the Eurozone's periphery countries has seen a 0.9 per cent increase in suicide rates across all ages, which equates to over 6000 suicides in total over the period 2011-12.

Between 2011 and 12 there have been:

· 580 male suicides between the ages 10-24, a 1.6 per cent increase

· 2995 male suicides between the ages 25-44, a 1.4 per cent increase

· 765 male suicides between the ages 45-64, a 0.4 per cent increase

· 1725 male suicides between the ages 65-89, a 1.3 per cent increase

The above figures relate to falls in the growth rate of GDP but when looking at spending cuts alone, the male population most heavily affected is aged between 65 and 89. This translates to 2325 males in this age bracket having committed suicide between the years 2011 and 2012 due to fiscal austerity.

3 thoughts on “TINA, a assassina que o povo reelegeu”

  1. O Povo, vírgula, os votos expressos.
    Que, desde logo, se lidos na sua totalidade, representam até, uma maioria que, rejeita o status quo, a tal TINA . E também se poderá dizer que, dos que votaram na coligação, nem todos apoiarão a TINA, e, muitos, acalentarão esperança de mudança .
    Poder-se-á dizer também, que as abstenções e os votos em branco, não representam apoio à TINA .
    Questão diversa, é como afastar o status quo, a que os países estão amarrados pelos tratados .
    Que eu saiba, apenas BLoco e PC admitem abertamente a ruptura . O PS assinou os tratados e não vejo que esteja aberto a rupturas radicais que impliquem romper tratados . E também não descortino como consiga fazer mudanças políticas, a nível de orientações nucleares, cujos centros de decisão centrais estão em Bruxelas, Estrasburgo e elsewhere .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.