Tempos perigosos

Uma Selecção com Rui Patrício na baliza e Postiga no ataque, treinada por Paulo Bento, ganha por 4-0 ao Campeão do Mundo e Campeão da Europa. Temor e tremor.

Mas calma, calma… A Nato foi rápida a reagir e já marcou uma cimeira para discutir esta ameaça à estabilidade internacional, aqui para Lisboa mesmo. Começa na sexta, porque não há tempo a perder.

13 thoughts on “Tempos perigosos”

  1. Tudo é treta para enganar os mercados financieiros.
    Portugal deu imagem de trabalho, união, direção de treinador. Assim que os papas da economía,” per saltum”, da Irlanda farão primeiro a intervenção a Espanha.
    Ora, dizem eles, um pais que ganha também, pode pagar os xuros tão elevados .

    Se um pais cum treinador tão ruin ( secundum o Valupi) e faz um jogo tão bom, ,com um PMR qualquer ,seja quem for, ainda que fosse um coelho , sairía adiante, e pagaría as dividas que tiver.

  2. Venho de um jantar tertúlia na Valenciana com a Lídia Jorge, o Fernando Dacosta, o Carlos Albino, a Cucha Carvalheiro e um grupo de gente interessante – não esperava. Falámos do «Dia dos Prodígios» mas foi (terá sido) o dia dos prodógios. Ele há cada coisa…

  3. E mandaram vocês o Paulo Bento embora, francamente Valupi :))
    Foi o 2 em 1 :
    – golear a Espanha ( mesmo a feijões );
    – provar que Carlos Queiroz é um incompetente.
    A cimeira da NATO vai decidir mandar Carlos Queroz para Guantanamo.
    Boa noite

  4. Quando há liderança há união de grupo e o resultado está à vista. Com isto não quero dizer que temos o apuramento para o Europeu garantido. Mas que dá prazer ver jogar assim futebol, isso dá.
    Mas quem não viu o jogo julga que foi um acaso, embora não haja acasos em resultados tão desnivelados. A Espanha não jogou assim tão mal. Como digo, é um regalo ver jogar assim futebol, são jogos destes que fazem encher os estádios. Também este resultado serve para os detractores de Jorge Jesus verem que: há dias de manhã que à tarde não se pode sair à noite.
    Já há quem diga que ali há dedo de Sócrates. Será por isso que vai haver a cimeira da Nato? Não se pode dispersar munições daquelas. Ainda bem. Foi por uma boa causa (jogo).
    O nosso amigo Reis que nos desculpe mas tínhamos de nos vingar dos 3 a 0 de Guimarães.
    Viva Portugal e a Espanha.

  5. pedro, é porque “conheces” um e outro pelo retrato que os jornais fazem deles. Quem os conhece a sério sabe que o Pedro Coelho lembra mais o Chalana.

  6. Pedro Oliveira, bom sentido de humor.
    Uma pessoa olha para PPC e chora de orgulho:”Que garra!” “Que fibra!” “Que líder!”

  7. Na realidade os “nuestros hermanos” levaram 5 – 0, não fora o roubo do belo primeiríssimo golo do menino da “cantera” de Alvalade, dito CR7.
    A ligação que faz com a cimeira da NATO…de truz.
    As equiparações do Pedro Oliveira…de ir às lágrimas.

  8. Oh, Sôr Oliveira é mais Socrates é o Mourinho e o Passos Coelho é o roupeiro do Benfica.
    Um é um lider natural com provas dadas, o outro é um imberbe pau mandado.

  9. reis,

    olha que não é bem assim. Já lá esteve o Queiroz e vê o que deu.
    A minha teoria é de que os jogadores sentiram-se tão aliviados e felizes por se verem livres dele, que ganharam vida nova. Desse ponto de vista,o Queiroz, sem querer, teve algum mérito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.